Spurs (35-9) @ Nets (9-35) – Nenhuma surpresa

 112×86

Após vencer o Cleveland Cavaliers no último sábado, o San Antonio Spurs continuou com sua sequência de partidas fora de casa e venceu o Brooklyn Nets no Barclays Center nesta segunda-feira (23) pelo placar 112 a 86. Sem jogadores importantes, como Kawhi Leonard e Manu Ginobili, poupados, e Tony Parker e Pau Gasol, machucados, o time texano contou com a liderança de Patty Mills para concretizar o triunfo. Vamos aos destaques do duelo:

Sem os principais jogadores, Mills assumiu o protagonismo do Spurs (Nathaniel S. Butler/NBAE via Getty Images)

Sem os principais jogadores, Mills assumiu o protagonismo (Nathaniel S. Butler/NBAE via Getty Images)

Outras peças, mesmo resultado

Apesar do Spurs não contar com alguns de seus principais jogadores, não era difícil prever uma vitória sobre o Nets. Pau Gasol e Tony Parker ficaram fora pro problemas médicos e sequer viajaram com a equipe para Nova Iorque. O espanhol quebrou um dos ossos da mão esquerda e o francês sente dores no pé esquerdo. Com isso, Dewayne Dedmon foi o pivô titular e Dejounte Murray ganhou mais uma vez a oportunidade de estar entre o quinteto inicial. Kawhi Leonard e Manu Ginobili foram poupados justamente pela sequência de jogos que o time faz longe de casa. Por ser um duelo com o Brooklyn Nets, nem fizeram tanta falta assim.

Sem descanso, Aldridge foi pro jogo e foi um dos destaques (Nathaniel S. Butler/NBAE via Getty Images)

Aldridge foi destaque (Nathaniel S. Butler/NBAE via Getty Images)

Não menosprezando o adversário, mas o Spurs, mesmo sem algumas peças, estava muito bem servido. Danny Green e LaMarcus Aldridge foram à quadra como titulares, juntamente Murray e Dedmon, além de Kyle Anderson. Ao todo, sete atletas da equipe texana chegaram aos dois dígitos de pontuação: Patty Mills, com 20, LaMarcus Aldridge, com 16, David Lee, com 15, Kyle Anderson, com 14, Jonathon Simmons e Davis Bertans, com 11, e Dewayne Dedmon, com dez.

Agarrando a oportunidade

Mais uma vez, Murray, o armador de somente 20 anos de idade, começou entre os titulares do Spurs. O técnico Gregg Popovich decidiu dar chances ao jovem jogador com a lesão do francês Tony Parker, e ao que parece o atleta está correspondendo ao desafio. Verdade que no confronto com o Nets ele não foi tão bem, até porque o protagonismo e a organização da equipe estiveram concentrados nas costas de Mills. Contudo, as atuações do jovem são dignas de elogio.

Na vitória sobre o Denver Nuggets, Murray anotou 24 pontos e, no triunfo sobre o Cleveland Cavaliers, fez 14, além de seis assistências. Em 22 minutos contra o Nets, anotou apenas quatro pontos, mas contribuiu em outros quesitos, com seis rebotes e três assistências. Aos poucos, o calouro, que foi a 29ª escolha do Draft de 2016, vai se soltando.

Quebrando marcas

A temporada 2015/2016 foi marcante para o Spurs se levarmos em conta o recorde de 40 vitórias e apenas uma derrota em casa. Nesta edição, a equipe texana tem o terceiro melhor início na sua história, com 32-9. Contra o Nets, outra marca: o alvinegro marcou 100 ou mais pontos em 21 jogos consecutivos, a sua maior marca desde os 22 seguidos em 1995.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Patty Mills – 20 pontos e 3 rebotes

LaMarcus Aldridge – 16 pontos, 9 rebotes e 5 assistências

David Lee – 15 pontos e 7 rebotes

Kyle Anderson – 14 pontos, 3 rebotes e 3 assistências

Dwayne Dedmon – 10 pontos e 8 rebotes

Brooklyn Nets

Isaiah Whitehead – 19 pontos e 3 assistências

Sean Kilpatrick – 17 pontos e 10 rebotes

Spencer Dinwiddie – 13 pontos

Brook Lopez – 12 pontos e 4 rebotes

Anúncios

Sobre Sergio Neto

Jornalista esportivo desde 2012, ano em que passou a integrar a equipe do Spurs Brasil. Tem passagens por ESPN, Band e Estadão Esportes. Fanático por basquete desde criança e pelo San Antonio Spurs desde a era das "Torres Gêmeas". Também é redator de NBA no The Playoffs (theplayoffs.com.br/nba).

Publicado em 24/01/2017, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. Acho que rolou surpresa sim, pois só Aldridge e Green em quadra dos titulares e o time ganhando por praticamente 30? Tá que é os nets, mas foi expressivo, pois duvido que qualquer outro time da liga ganhe deles assim com os reservas.

    No mais, jogo fácil e segue a estrada. GoSpurs contra os raptors.

  2. Com 3 minutos de jogo Green tinha 9 pontos, com 33, 9 pontos. Definitivamente é um caso perdido.

  1. Pingback: Spurs (35-9) @ Raptors (28-16) – Temporada Regular | Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs (36-9) vs Raptors (28-17) – Vitória pra dar moral | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s