Arquivo mensal: dezembro 2016

Spurs (23-5) @ Clippers (21-8) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Los Angeles Clippers – Temporada Regular

Data: 23/12/2016

Horário: 01h30 (Horário de Brasília)

Local: Staples Center

Onde assistir: NBA League Pass

Dois dias depois de, fora de casa, vencer o Houston Rockets em emocionante clássico texano, o San Antonio Spurs continua na estrada para enfrentar o Los Angeles Clippers em mais uma pedreira. O alvinegro, que venceu 15 das 16 primeiras partidas que fez como visitante na temporada, terá o ala-armador argentino Manu Ginobili, poupado, como baixa. Os donos da casa, por sua vez, não poderão contar com os lesionados Blake Griffin e Brice Johnson.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (0-1)

05/11/2016 – Spurs 92 x 116 Clippers

Apesar da boa atuação de LaMarcus Aldridge, que anotou 19 pontos e seis rebotes, o Spurs foi dominado pelo Clippers no AT&T Center em jogo sem nada para comemorar.

PG – Nicolás Laprovittola

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard/Kyle Anderson

PF – LaMarcus Aldridge

C – Pau Gasol

Fique de Olho – Com a ausência de Manu Ginobili, Kyle Anderson deve ter mais uma chance para mostrar serviço – o que ainda não aconteceu. Até aqui, na temporada, o ala disputou 24 partidas e apresentou médias de 2,5 pontos e 2,6 rebotes em 13,3 minutos por exibição.

PG – Chris Paul

SG – J.J. Reddick

SF – Paul Pierce

PF – Luc Mbah a Moute

C – DeAndre Jordan

Fique de Olho – Com a lesão de Blake Griffin, Paul Pierce ganhou uma oportunidade no quinteto titular do Clippers. Até aqui, na temporada, o veterano ala fez somente oito jogos, obtendo, em média, quatro pontos e 1,1 rebotes em 12,4 minutos por exibição.

Spurs (23-5) @ Rockets (21-8) – Pai do Texas

https://i0.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif102×100rockets

Em mais uma partida emocionante contra o rival texano, o San Antonio Spurs cortou uma vantagem de 13 pontos nos últimos minutos e assegurou mais uma vitória ao, fora de casa, bater o Houston Rockets pelo placar de 102 a 100, nessa terça-feira (20). Foi a 15ª vitória do alvinegro atuando fora de casa na temporada, o que mantém o time como dono da melhor campanha longe de seus domínios. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

San Antonio Spurs v Houston Rockets

Kawhi Leonard e Patty Mills foram responsáveis por 34 pontos (Reprodução/nba.com/spurs)

Com emoção

Os clássicos com o Rockets nesta temporada têm sido testes para cardíacos. Nessa terça, não foi diferente. Com as trocas de liderança desde o início, o Spurs foi para o intervalo com sete pontos de vantagem após ter aberto dez durante o segundo quarto. Na volta dos vesto[arops, o Rockets entrou ligado e passou a comandar o jogo, abrindo 13 pontos faltando menos de 4:30 para o fim. Foi aí que apareceram os arremessos de longe, com Patty Mills virando com apenas 12 segundos no relógio. Manu Ginobili ainda errou dois lances-livres para dar mais emoção ao confronto. Na última bola, James Harden tentou para três e errou.

Manu foi decisivo (Reprodução/nba.com/spurs)

Banco importante novamente

O Rockets estava jogando em sua casa, em frente à sua torcida, e o jogo estava praticamente ganho. Foi quando Gregg Popovich – ao ver seus titulares não corresponderem a altura – sacou Pau Gasol para colocar Manu Ginobili, fazendo o time ficar mais baixo e mais perigoso nos arremessos de três. E não deu outra. o argentino marcou 12 pontos – todos em bolas do perímetro -, foi responsável por uma importante roubada de bola e deu o passe para Patty Mills marcar a cesta da vitória. Mais uma vez, o banco do Spurs correspondeu às expectativas, assim como o técnico, que soube lidar com os momentos finais do jogo e mostrou porque é um dos melhores da NBA.

Vitória imprescindível

Ao vencer o Rockets fora de casa, o Spurs, além de quebrar o que era a atual maior sequência de vitórias da NBA (dez seguidas), se mantém apenas um jogo e meio atrás do Golden State Warriors na briga pela primeira posição na Conferência Oeste.

O resultado empurrou o time da casa para o quarto lugar, empatado com o Los Angeles Clippers. Com isso, o alvinegro aumentou a sua vantagem para dois jogos e meio.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 21 pontos, 5 rebotes, 5 roubos de bola e 4 assistências

Lamarcus Aldridge – 17 pontos, 10 rebotes e 5 assistências

Patty Mills – 13 pontos e 2 roubos de bola

Manu Ginobili – 12 pontos, 4 rebotes, 3 assistências e 3 roubos de bola

Danny Green – 12 pontos e 2 roubos de bola

Pau Gasol – 10 pontos e 10 rebotes

Houston Rockets

James Harden – 31 pontos, 10 rebotes e 7 assistências

Trevor Ariza – 16 pontos, 6 rebotes e 4 roubos de bola

Eric Gordon – 13 pontos e 4 assistências

Nenê – 10 pontos e 7 rebotes

Sam Dekker – 10 pontos e 7 rebotes

Spurs (22-5) @ Rockets (21-7) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Houston Rockets – Temporada Regular

Data: 20/12/2016

Horário: 23h00 (Horário de Brasília)

Local: Toyota Center

Onde assistir: NBA League Pass

Vindo de vitória contra o New Orleans Pelicans na emocionante noite da aposentadoria da camisa de Tim Duncan, o San Antonio Spurs visita o Houston Rockets de James Harden e companhia. Para manter o bom retrospecto jogando como visitante na temporada, o alvinegro terá de conter o seu perigoso rival texano, que vem de dez vitórias consecutivas.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-1)

09/11/2016 – Spurs 99 vs 101 Rockets

Em jogo emocionante, decidido na última bola, o Spurs teve boa atuação de Kawhi Leonard, que fez 34 pontos. Porém, foi James Harden que se sobressaiu. Além da vitória para o Rockets, o Barba alcançou um triplo-duplo, com 24 pontos, 15 assistências e 12 rebotes.

12/11/2016 – Spurs 106 @ 100 Rockets

Três dias após ter perdido em seu ginásio para o Rockets, o Spurs foi até Houston e buscou a vitória para continuar sua sequência positiva atuando na casa do adversário. Novamente quem se destacou foi Kawhi Leonard, que obteve 20 pontos e três roubadas de bola.

danny-green

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – LaMarcus Aldridge

C – Pau Gasol

Fique de Olho – Para responder ao jogo rápido e com tantos arremessos de longa distância do Rockets, o Spurs irá precisar contar com boa atuação de Danny Green, seja defendendo James Harden juntamente com Kawhi Leonard, seja convertendo bolas de três.

rocketsharden

PG – James Harden

SG – Patrick Beverley

SF – Trevor Ariza

PF – Ryan Anderson

C – Clint Capela

Fique de Olho – James Harden é a estrela do time. Entretanto, caso ele não tenha uma boa atuação, as chances de vitória para os comandados de Gregg Popovich crescem vertiginosamente. A questão é que essas más atuações são raridade, e não é a toa que o astro faz sua melhor temporada na carreira atuando em sua nova função de armador.

Spurs (22-5) vs Pelicans (9-20) – Sagrado 21

https://i0.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif113×100

O San Antonio Spurs recebeu o New Orleans Pelicans, no AT&T Center, nesse domingo (18), e venceu o oponente com facilidade por 113 a 100. A partida marcou a aposentadoria da camisa #21, do lendário e inesquecível Tim Duncan. Vamos aos destaques do jogo.

Kawhi Leonard foi um dos destaques do Spurs (Darren Abate/AP)

Tim Duncan, lendário ala-pivô e maior jogador do San Antonio Spurs de todos os tempos, teve sua camisa aposentada (Reprodução/nba.com/spurs)

Apenas 21

Timothy Theodore Duncan. Nascido nas Ilhas Virgens Americanas no dia 25 de abril de 1976. Poderia ser somente mais uma pessoa comum. Poderia ser somente o caçula de duas irmãs. Poderia ser um dentre muitos que passam pelo mundo. E no fim das contas, era. Se sentia como apenas mais um. Se portava como apenas mais um. Gostava de ser apenas mais um. Apenas mais um na natação, esporte que praticava por conta da irmã do meio, Tricia. Esporte que foi tirado do seu alcance por conta do furação Hugo, em 1989. Apenas mais um na Universidade de Wake Forest, da Carolina do Norte, onde estudou por quatro anos, formando-se em psicologia ao mesmo tempo em que era parte do time de basquete. Apenas mais um filho que ouve os conselhos da mãe e, em vez de pular os estudos por algo aparentemente melhor, como uma ida precoce para a NBA, escuta as palavras daquela que sempre o apoiou e amou incondicionalmente. Apenas mais um jogador qualquer, eleito três vezes o melhor jogador da conferência ACC e o melhor jogador universitário de 1997.

Apenas mais um atleta escolhido na primeira posição do Draft da NBA. Apenas mais um jogador do já grandioso Spurs. Apenas mais um a conseguir 21,1 pontos por jogo de média em sua primeira temporada na maior liga de basquete do mundo. Apenas mais um escolhido para novato do ano. Apenas mais uma merade das famosas “torres gêmeas”, a dupla de garrafão que levou a equipe do Texas ao seu primeiro título na NBA, após tantos e tantos anos de expectativa e frustração da torcida. Apenas mais um eleito MVP duas temporadas regulares seguidas, em 2001/2002 e 2002/2003, e MVP das finais por três oportunidades, em 1999, 2003 e 2005. Apenas mais uma pessoa qualquer a conseguir cinco títulos na mais disputada liga. A ser escolhido 15 vezes para o time da NBA do ano e 15 vezes para o time defensivo do ano. A ser escolhido o atleta do ano, em 2003. Uma pessoa qualquer, apontada pela maior parte dos especialistas como o maior ala-pivô da história do basquete. Apenas mais um a ter sua camiseta aposentada por uma das maiores e melhores franquias do esporte norte-americano. Apenas mais um… assim como eu e você. Apenas Timmy. Apenas o #21.

A partida

LaMarcus Aldridge foi o cestinha da partida com 22 pontos, e Tony Parker e Manu Ginobili, os sobreviventes do antigo Big Three formado com Tim Duncan, anotaram, juntos, 29. O Spurs começou o jogo em um ritmo lento, errando bolas fáceis e permitindo que adversário atacasse com facilidade. Entretanto, ao fim do primeiro tempo, tomou a liderança do placar e não foi ultrapassado em mais nenhum momento, chegando a ficar com mais de 20 pontos de vantagem. O último quarto foi mera formalidade, com a equipe de New Orleans até tentando reagir, mas parando na defesa (e no ataque) texano. Destaque para o bom trabalho dos homens de garrafão, limitando Anthony Davis a só 12 pontos e quatro rebotes.

Perímetro afiado

Na temporada passada, a falta de arremessos de três certeiros da equipe foi um dos motivos para uma eliminação precoce contra o físico Oklahoma City Thunder, que apostou suas fichas em uma defesa de garrafão forte e truncada, uma vez que o Spurs não estava calibrado do perímetro. Nesta temporada, a evolução da equipe no quesito é notória. Em 2015/2016, os texanos tinham média de 18,5 bolas de três tentados e 37,5% de acerto. Já neste campeonato, o número de tentativas subiu para 22,3, com 40% de acerto. Em números reais, em média por partida, o alvinegro anotava 21 pontos do perímetro, número que subiu para 27 pontos. Um aumento de seis pontos por duelo em um quesito tão importante hoje em dia.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 22 pontos e 7 rebotes

Manu Ginobili – 17 pontos

Kawhi Leonard – 13 pontos

Tony Parker – 12 pontos, 6 assistências e 4 rebotes

Jonathon Simmons – 12 pontos

New Orleans Pelicans

Alexis Ajinca – 16 pontos e 8 rebotes

Buddy Hield – 14 pontos

Anthony Davis – 12 pontos

Langston Galloway – 12 pontos

Spurs (21-5) vs Pelicans (9-19) – Temporada regular

San Antonio Spurs vs New Orleans Pelicans – Temporada regular

Data: 18/12/2016

Horário: 22h00 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Onde assistir: NBA League Pass

Após vencer o Phoenix Suns fora de casa e manter sua ótima campanha como visitante, o San Antonio Spurs volta aos seus domínios para enfrentar o New Orleans Pelicans.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-0)

29/10/2016 – Spurs 98 @ 79 Pelicans

Com mais uma grande atuação do astro Kawhi Leonard, que deixou a quadra com 20 pontos, quatro rebotes, três assistências e duas roubadas de bola, o Spurs, mesmo jogando fora de casa, venceu o Pelicans no primeiro duelo entre as equipes na temporada 2016/2017 da NBA.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – LaMarcus Aldridge

C – Pau Gasol

Fique de Olho LaMarcus Aldridge vem tendo bom desempenho, mas ainda pode mostrar mais. Segunda principal arma ofensiva da equipe texana, o ala-pivô precisa melhorar seu desempenho defensivo caso queira ajudar a equipe a segurar atletas como Anthony Davis.

PG – Jrue Holiday

SG – Buddy Hield

SF – E’Twaun Moore

PF – Anthony Davis

C – Alexis Ajinca

Fique de OlhoFazendo sua melhor temporada desde que entrou na NBA, sem lesões, e tendo que carregar o time muitas vezes nas costas, Anthony Davis é um perigo para qualquer garrafão, e principalmente para a dupla texana, que ainda bate cabeça na defesa.