Spurs (27-6) vs Blazers (14-21) – Virada dos criticados

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif110×94

Nessa sexta-feira (30), o San Antonio Spurs recebeu o Portland TrailBlazers e, após um primeiro tempo ruim, virou no terceiro quarto e não olhou mais para trás, vencendo por 110 a 94 e chegando ao sétimo triunfo seguido no AT&T Center. Entre os destaques, estão Tony Parker e Danny Green, frequentemente criticados. Vamos ao resumo do confronto.

Mais um dia difícil para as inimigas (Reprodução/nba.com/spurs)

Mais um dia difícil para as inimigas (Reprodução/nba.com/spurs)

Parece que o jogo virou

A matemática é simples: sem Kawhi Leonard, mas uma vez impossibilitado de jogar por conta de problemas estomacais, Tony Parker tem mais liberdade ofensiva e se destaca. Dois dias depois de anotar 20 pontos e três assistências na vitória sobre o Phoenix Suns, o armador francês deixou a quadra com 18 pontos e cinco assistências, se destacando novamente. O Spurs venceu os 13 jogos em que o camisa #9 registrou ao menos dez pontos na temporada. Além dele, mais um alvo de críticas da torcida foi bem: Danny Green contribuiu com 18 pontos, convertendo seis das oito bolas de três pontos de arremessou. Ele é o único jogador da história da franquia que converteu pelo menos cinco arremessos do perímetro em 33 partidas.

Simmons se destacou (Reprodução/nba.com.spurs)

Simmons se destacou (Reprodução/nba.com.spurs)

Discrepância

Se no começo da temporada Kyle Anderson e Jonathon Simmons brigavam pelo posto de reserva de Kawhi Leonard, hoje não há a menor dúvida de quem é melhor. Com o astro poupado, o primeiro começou como titular e registrou quatro pontos e oito rebotes em 28 minutos. Já o segundo, saindo do banco de reservas, contribuiu com 19 pontos, três rebotes e dois tocos em 30 minutos e deixou a quadra como o cestinha do Spurs na partida. Dúvida?

Time da virada

O Spurs chegou a estar perdendo para o Blazers por 13 pontos no segundo quarto e ficou ao menos dez pontos atrás no placar por 12 minutos. A virada veio no terceiro período, com Manu Ginobili convertendo uma bola de três pontos restando 3:49 no cronômetro. A partir daí, o time texano não olhou mais para trás. Foi o nono jogo na temporada que o alvinegro venceu depois de estar perdendo por dígitos duplos.

Eternizado

Apesar das críticas, o Spurs fez em 2016 o seu melhor ano da história em jogos de temporada regular. Foram 66 vitórias e somente 15 derrotas desde o dia 1º de janeiro. Que em 2017 os números sejam ainda melhores e se estendam também para os playoffs!

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Jonathon Simmons – 19 pontos, 3 rebotes e 2 tocos

Tony Parker – 18 pontos e 5 assistências

Danny Green – 18 pontos

Manu Ginobili – 14 pontos e 7 rebotes

Pau Gasol – 10 pontos, 7 rebotes e 3 assistências

Portland TrailBlazers

C.J. McCollum – 29 pontos

Mo Harkless – 12 pontos e 3 roubos de bola

Allen Crabbe – 11 pontos e 2 roubos de bola

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 31/12/2016, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s