Arquivo mensal: dezembro 2016

Spurs (27-6) vs Blazers (14-21) – Virada dos criticados

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif110×94

Nessa sexta-feira (30), o San Antonio Spurs recebeu o Portland TrailBlazers e, após um primeiro tempo ruim, virou no terceiro quarto e não olhou mais para trás, vencendo por 110 a 94 e chegando ao sétimo triunfo seguido no AT&T Center. Entre os destaques, estão Tony Parker e Danny Green, frequentemente criticados. Vamos ao resumo do confronto.

Mais um dia difícil para as inimigas (Reprodução/nba.com/spurs)

Mais um dia difícil para as inimigas (Reprodução/nba.com/spurs)

Parece que o jogo virou

A matemática é simples: sem Kawhi Leonard, mas uma vez impossibilitado de jogar por conta de problemas estomacais, Tony Parker tem mais liberdade ofensiva e se destaca. Dois dias depois de anotar 20 pontos e três assistências na vitória sobre o Phoenix Suns, o armador francês deixou a quadra com 18 pontos e cinco assistências, se destacando novamente. O Spurs venceu os 13 jogos em que o camisa #9 registrou ao menos dez pontos na temporada. Além dele, mais um alvo de críticas da torcida foi bem: Danny Green contribuiu com 18 pontos, convertendo seis das oito bolas de três pontos de arremessou. Ele é o único jogador da história da franquia que converteu pelo menos cinco arremessos do perímetro em 33 partidas.

Simmons se destacou (Reprodução/nba.com.spurs)

Simmons se destacou (Reprodução/nba.com.spurs)

Discrepância

Se no começo da temporada Kyle Anderson e Jonathon Simmons brigavam pelo posto de reserva de Kawhi Leonard, hoje não há a menor dúvida de quem é melhor. Com o astro poupado, o primeiro começou como titular e registrou quatro pontos e oito rebotes em 28 minutos. Já o segundo, saindo do banco de reservas, contribuiu com 19 pontos, três rebotes e dois tocos em 30 minutos e deixou a quadra como o cestinha do Spurs na partida. Dúvida?

Time da virada

O Spurs chegou a estar perdendo para o Blazers por 13 pontos no segundo quarto e ficou ao menos dez pontos atrás no placar por 12 minutos. A virada veio no terceiro período, com Manu Ginobili convertendo uma bola de três pontos restando 3:49 no cronômetro. A partir daí, o time texano não olhou mais para trás. Foi o nono jogo na temporada que o alvinegro venceu depois de estar perdendo por dígitos duplos.

Eternizado

Apesar das críticas, o Spurs fez em 2016 o seu melhor ano da história em jogos de temporada regular. Foram 66 vitórias e somente 15 derrotas desde o dia 1º de janeiro. Que em 2017 os números sejam ainda melhores e se estendam também para os playoffs!

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Jonathon Simmons – 19 pontos, 3 rebotes e 2 tocos

Tony Parker – 18 pontos e 5 assistências

Danny Green – 18 pontos

Manu Ginobili – 14 pontos e 7 rebotes

Pau Gasol – 10 pontos, 7 rebotes e 3 assistências

Portland TrailBlazers

C.J. McCollum – 29 pontos

Mo Harkless – 12 pontos e 3 roubos de bola

Allen Crabbe – 11 pontos e 2 roubos de bola

Anúncios

Spurs (26-6) vs Blazers (14-20) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Portland Trail Blazers – Temporada Regular

Data: 30/12/2016

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Depois de vencer o Phoenix Suns por 119×98 na quarta-feira, o San Antonio Spurs joga novamente em casa e recebe o Portland Trail Blazers para tentar manter a sequência de vitórias e continuar na cola do Golden State Warriors, primeiro colocado da Conferência Oeste.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-0):

23/12/2016 – Spurs 110 @ 90 Blazers

No primeiro jogo entre as duas equipes na temporada, o Spurs venceu com tranquilidade atuando em Portland. Kawhi Leonard novamente foi a principal arma no ataque, contribuindo com 33 pontos. Lamarcus Aldridge também se destacou atuando contra seu antigo time, anotando 18 pontos, 14 rebotes, seis assistências e três roubadas de bola.

parker

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard/Kyle Anderson

PF – LaMarcus Aldridge

C – Pau Gasol

Fique de Olho – Nos últimos jogos, Tony Parker apresentou o basquete que os torcedores se acostumaram a ver nos últimos anos. Dessa forma, ele deve ser novamente um dos escapes ofensivos do time texano. Tendo se mostrado mais agressivo, o francês deu sinais de que pode, sim, pontuar como antigamente, se tornando mais uma preocupação para as defesas adversárias e voltando a ser mais que um mero organizador de jogo e líder dentro da quadra.

blazerslillard

PG – Damian Lillard

SG – C.J. McCollum

SF – Maurice Harkless

PF – Al-Farouq Aminu

C – Mason Plumlee

Fique de Olho – Se Tony Parker é uma das possíveis armas para o lado do Spurs, pelo Blazers caberá a Damian Lillard carregar o time. Com a parcercia com C.J. McCollum, o Portland tem um dos melhores perímetros da NBA no ataque. Contudo, na parte defensiva deixam a desejar, sendo esse um dos motivos para o time estar com uma campanha tão decepcionante após ter avançado até a segunda rodada dos playoffs na última temporada.

Spurs (26-6) vs Suns (9-23) – Panela velha…

 119×98

Três dias depois de superar o Chicago Bulls na noite de Natal, o San Antonio Spurs recebeu o Phoenix Suns no AT&T Center e venceu o adversário por 119 a 98, nesta quarta-feira (28). Com Kawhi Leonard poupado por conta de problemas estomacais, o time texano contou com a pontuação de LaMarcus Aldridge mais uma vez e com a experiência de veteranos, com destaque para Manu Ginobili. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto:

Criticado, Parker foi um dos destaque do Spurs (Mark Sobhani/spurs.com)

Criticado ultimamente, Parker foi um dos destaques do Spurs (Mark Sobhani/spurs.com)

Sem Leonard, sem problemas

Kawhi Leonard foi poupado por conta de problemas no estômago. Na carreira, o ala já ficou fora de quatro jogos devido a isso. Porém, apesar do camisa #2 ser o principal pontuador e a referência defensiva da equipe, é possível dizer até que o desfalque não foi tão sentido assim. Isso porque o alvinegro contou mais uma vez com a experiência para bater o Suns.

Começando por Aldridge, que, mesmo após rumores de que o ala-pivô queria sair do Spurs, não se deixou levar pelos boatos e está honrando a camisa texana. Prova disso são os últimos jogos. O ala-pivô teve uma de suas melhores atuações com a camisa alvinegra diante do Bulls. Depois, contra o Suns, o camisa #12 foi responsável por 27 pontos, oito rebotes e duas assistências e mais uma vez teve aproveitamento invejável nos arremessos de quadra> 10-12.

Aldridge foi o cestinha do jogo com 27 pontos (Mark Sobhani/spurs.com)

A voz da experiência

Mas não é só de Aldridge que se faz um Spurs vencedor. Muito pelo contrário. Com primeiro tempo abaixo do rendimento do alvinegro, o jogo foi para o intervalo com o Suns vencendo por 64 a 58. Contudo, foi no segundo tempo que as coisas melhoraram. Manu Ginobili, que até então estava zerado na partida, começou a incendiar o time com defesa agressiva, roubos de bola, arremessos de três pontos e assistências. Detalhe: o argentino também contagiou a equipe com três tocos, algo incomum do seu feitio, principalmente se levarmos em consideração seus 39 anos de idade. “Espero que ele possa andar amanhã”, brincou Aldridge, após a atuação do camisa #20.

Bastante criticado ultimamente por conta de seu rendimento, Tony Parker provou pelo segundo jogo seguido que seu status de ídolo texano tem fundamento. O francês de 34 anos anotou 20 pontos e três assistências. Por fim e não menos importante está Pau Gasol. O espanhol de 36 anos fez um double-double, com 16 pontos e dez rebotes.

Além deles, David Lee, de 33 anos, pode não ser tão velho assim, mas já tem vasta experiência na NBA – até já foi foi eleito All-Star quando atuava pelo New York Knicks. O ala-pivô saiu do banco e anotou 12 pontos e três rebotes em 16 minutos.

Quem manda

O início da partida não foi dos melhores, mas o Spurs mostrou porque é uma ameaça em jogos no AT&T Center. Na temporada passada, por exemplo, o alvinegro chegou à impressionante marca de 40 vitórias e apenas uma derrota jogando em seus domínios. O triunfo sobre o Suns fez com que o time atingisse seis vitórias seguidas sob seu mando.

Para isso, precisou virar o jogo que era dominado pelo Suns. Ao todo, foram sete reviravoltas no placar até o Spurs fazer 30 a 16 no último quarto. Vale lembrar que foi a primeira vez na temporada que a equipe atuou sem Leonard, substituído por Kyle Anderson entre os titulares.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 27 pontos e 8 rebotes

Tony Parker – 20 pontos e 3 assistências

Pau Gasol – 16 pontos e 10 rebotes

Manu Ginobili – 12 pontos, 3 assistências, 3 rebotes, 3 tocos e 2 roubos de bola

David Lee – 12 pontos e 3 rebotes

Danny Green – 11 pontos e 4 roubos de bola

Phoenix Suns

 T.J. Warren – 23 pontos e 6 rebotes

Brandon Knight – 14 pontos e 5 assistências

Eric Bledsoe – 13 pontos e 3 assistências

Marquese Chriss – 13 pontos

Spurs (25-6) vs Suns (9-22) – Temporada regular

San Antonio Spurs vs Phoenix Suns – Temporada Regular

Data: 28/12/2016

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Após vencer o Chicago Bulls no Natal, o San Antonio Spurs segue à caça do Golden State Warriors na briga pela liderança da Conferência Oeste. O penúltimo desafio do ano é contra do Phoenix Suns, em duelo que acontece nesta quarta-feira (28), no AT&T Center. As duas equipes já duelaram uma vez na temporada, com vitória texana na casa do oponente.

Confrontos na temporada (1-0):

16/12/2016 – Spurs 107 @ 92 Suns

Com o time completo, o Spurs bateu o Suns em uma série fora de casa. Destaque para Kawhi Leonard, com 18 pontos e dez rebotes, Pau Gasol, com 18 pontos e nove rebotes, LaMarcus Aldrdige, com 14 pontos e sete rebotes, e Dewayne Dedmon, com 11 pontos.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – LaMarcus Aldridge

C – Pau Gasol

Fique de Olho – Quem assistiu à vitória sobre o Chicago Bulls na noite de Natal ficou de boca aberta ao ver o que LaMarcus Aldridge foi capaz ainda no primeiro quarto, quando alcançou 14 pontos acertando os sete arremessos de quadra que tentou. O ala-pivô fez uma de suas melhores partidas vestindo o manto alvinegro e mostrou-se peça fundamental para a campanha em busca do sexta título da NBA da equipe de San Antonio.

PG – Eric Bledsoe/Brandon Knight

SG – Devin Booker

SF – P.J. Tucker

PF – Marquese Chriss

C – Tyson Chandler

Fique de Olho – Brandon Knight perdeu o início da temporada por conta de problemas pessoais, mas, quando voltou, votou com tudo. Ao lado de Eric Bledsoe, o armador é um dos principais jogadores do Suns. No último jogo do time, na derrota para o Houston Rockets, o astro saiu do banco e foi responsável por 21 pontos e cinco rebotes em 24 minutos.

Spurs dispensa Laprovittola

Nessa terça-feira (27), o San Antonio Spurs anunciou a primeira alteração em seu elenco desde o início da temporada regular. A franquia texana decidiu dispensar o armador argentino Nicolás Laprovittola, novato de 26 anos de idade contratado durante a offseason.

Valeu, Lapro! (Reprodução/mundod.lavoz.com.ar/)

Valeu, Lapro! (Reprodução/mundod.lavoz.com.ar/)

Laprovittola disputou 18 dos 31 jogos do time na temporada – três deles como titular – e apresentou médias de 3,3 pontos e 1,6 assistências em 9,7 minutos por exibição. O argentino vinha recebendo oportunidades nas noites de descanso de Tony Parker, mas, na última delas, foi Dejounte Murray quem apareceu no quinteto titular na vitória sobre o Portland TrailBlazers.

O elenco do Spurs tem agora 14 jogadores, um a menos que o máximo permitido pela NBA.