Prévia de Spurs x Thunder – Semifinal do Oeste

Kawhi Leonard vai enfrentar Kevin Durant (Reprodução/nba.com/spurs)

Depois de vencer o Memphis Grizzlies por 4 a 0 na primeira fase dos playoffs, o San Antonio Spurs continua sua trajetória na pós-temporada contra o Oklahoma City Thunder, que aplicou 4 a 1 sobre o Dallas Mavericks. A série promete, principalmente por conta da saúde dos elencos: tanto o alvinegro texano quanto o adversário terão todos à disposição.

Spurs e Thunder começam a se enfrentar neste sábado, no AT&T Center. Ao longo da temporada regular, as duas equipes mediram forças quatro vezes, com duas vitórias para cada lado. Relembre como foram todos estes confrontos a seguir:

28/10/2015 – Spurs 106 @ 112 Thunder

Com falha decisiva de Danny Green no quarto período, o Spurs, jogando na casa do adversário, foi derrotado pelo Thunder. Kawhi Leonard, com 32 pontos, oito rebotes e três roubadas de bola, foi o destaque do alvinegro na ocasião.

12/03/2016 – Spurs 93 x 85 Thunder

O Spurs não tomou conhecimento do jovem time do Thunder e manteve a sua invencibilidade em casa, completando um ano sem perder no AT&T Center. O destaque da partida foi Kawhi Leonard, com 26 pontos, sete rebotes e três roubadas de bola.

26/03/2016 – Spurs 92 @ 111 Thunder

Na terceira vez que as equipes se encontraram, o Spurs foi com a equipe mista até Oklahoma City e acabou saindo de lá com a derrota. Destaque para David West, com 17 pontos, seis rebotes e três assistências, e Jonathon Simmons, com 17 pontos.

12/04/2016 – Spurs 102 x 98 Thunder

Dessa vez, foi o Thunder que decidiu poupar titulares, já que Russell Westbrook, Kevin Durant e Serge Ibaka não entraram em quadra. Mesmo assim, o Spurs suou, e contou com 26 pontos, cinco rebotes e cinco assistências de Kawhi Leonard para vencer.

Agora, chegou a hora do Spurs medir forças com o adversário na série válida pela semifinal da Conferência Oeste. A seguir, blogueiros do Spurs Brasil e convidados contam o que esperam da série e dos jogadores que poderão ajudar a decidi-la. Confira as análises abaixo:

Lucas Pastore

Palpite: Spurs 4 a 3
A final de 2013 da NBA, vencida pelo Miami Heat, mostrou como o ataque do Spurs pode sofrer se enfrenta uma defesa atlética e bem montada. Hoje, na NBA, ninguém tem o material humano tão adequado para realizar algo parecido como o Oklahoma City Thunder. O alvinegro é claramente mais time, mas, por uma questão de encaixe, este confronto pode ser mais difícil do que o imaginado. Kevin Durant é imparável, e poucos jogadores da NBA são mais indicados para marcá-lo do que Kawhi Leonard. Por isso, o segredo da vitória estaria em limitar Russell Westbrook. Chance para Danny Green finalmente calar seus críticos.
Peça-chave do Spurs:
 Kawhi Leonard
Peça-chave do Thunder:
 Russell Westbrook

Matheus Prá, do @blockpartty

Palpite: Spurs 4 a 3
Mesmo com o Spurs fazendo a sua melhor temporada na história (melhor defesa da liga, 40-1 em casa, etc.) o Thunder é aquele adversário que sempre dá bastante trabalho por ser um time muito físico. Kevin Durant e Russell Westbrook estão facilmente no top 10 dos melhores jogadores da liga hoje, e um time com esses caras pode vencer qualquer oponente. Além do mais, talvez esse elenco do oponente é o melhor desde que James Harden, o Barba, foi mandado para o Houston Rockets. Será uma série equilibrada, e Kawhi Leonard e Danny Green serão fundamentais na série tendo que marcar os astros adversários. Mais uma vez, a força do elenco será fundamental para o alvinegro passar pelo rival.
Peça-chave do Spurs: Kawhi Leonard
Peça-chave do Thunder: Russell Westbrook

Sergio Neto

Palpite: Spurs 4 a 1
Que comecem os playoffs! Sim, porque simplesmente não dá pra falar que a série contra os Grizzlies foi pra valer. Para mim, não passou de um treino de luxo. Mas agora é sinal de alerta ligado. Já conhecemos o Thunder de outros carnavais e, mesmo com o Spurs já tendo derrotado elencos melhores que este, eu não abaixaria a guarda. Porém, se tudo ocorrer bem, não devemos ter grandes problemas. Para não falar em varrida, acredito que cederemos um jogo na casa do adversário. Ansioso pelo duelo K x K (Kawhi Leonard x Kevin Durant). Com isso, Russell Westbrook pode passar a assumir mais o protagonismo do que seu colega. LaMarcus Aldridge pode passar um pouco de sufoco, já que pode ter Serge Ibaka na cola.
Peça-chave do Spurs:
 Kawhi Leonard
Peça-chave do Grizzlies:
 Russell Westbrook

Vinicius Esperança

Palpite: Spurs 4 a 1
A troca de treinador do Thunder não surtiu muito efeito na maneira da equipe jogar. Com o poder de fogo centrado em Kevin Durant e Russell Westbrook, o oponente tem uma ofensiva que não apresenta muitas variações e movimentações dentro de quadra. Em contrapartida, os jogadores citados estão na lista dos cinco melhores da NBA na atualidade, sendo responsáveis pela defesa e pelo ataque do time. Não é pouco, é muito. O Spurs tem um quinteto titular muito melhor em conjunto do que o do adversário e um banco mais profundo. LaMarcus Aldridge tem a chance de dominar o garrafão, e Kawhi Leonard e Danny Green de marcarem os astros adversários. Ajuda ainda Tony Parker estar jogando bem e pontuando bem e, caso o francês precise de um desafogo, Patty Mills vem sendo importantíssimo no perímetro com suas bolas de três. Não consigo ver chance do rival avançar na série, mesmo com partidas fora de série de seus dois astros. Eles devem ganhar, talvez, um jogo.
Peça-chave do Spurs:
 Kawhi Leonard
Peça-chave do Grizzlies:
 Russell Westbrook

Olho neles!

Por unanimidade, Kawhi Leonard foi eleito a peça chave do Spurs na série pelos blogueiros do Spurs Brasil. O ala será importante dos dois lados da quadra. Na defesa, terá de marcar ninguém menos do que Kevin Durant, um dos melhores pontuadores da história recente da NBA. Do outro lado, tentará comandar a ofensiva do time, preferencialmente cansando o astro adversário. O ala obteve médias de 21,5 pontos, 4,8 rebotes, 2,8 roubos de bola e 2,8 tocos em 31,4 minutos por exibição durante a série contra o Grizzlies.

É impossível parar Kevin Durant, e poucos jogadores da NBA podem contê-lo tão bem como Kawhi Leonard. Russell Westbrook, por outro lado, pode entrar em um modo exageradamente agressivo e tem noites pouco eficientes nos arremessos de média e longa distância. Por isso, foi eleito a peça-chave do Thunder na série por unanimidade pelos blogueiros do Spurs Brasil. Contra o Mavericks, o armador teve médias de 23,5 pontos, 10,4 assistências e 7,8 rebotes em 35,9 minutos por jogo.

Opinião dos convidados

Douglas “Doug” Vinícius, do @BobanMVP

Spurs x OKC talvez seja um dos confrontos mais equilibrados da próxima rodada dos playoffs da NBA. O duelo não tem um grande favorito pelas características de cada equipe.

O Thunder possui uma das melhores duplas da NBA, Kevin Durant e Russell Westbrook, que juntos têm média de 52 pontos por partida, com o armador sendo o líder de assistências por jogo da temporada, e o ala, ao lado de seu colega, sendo o quarto em pontos por partida do campeonato. O time aposta em um jogo intenso, com contra-ataques rápidos e com explosão, principalmente do camisa #0. Quando o placar está muito equilibrado, geralmente o número #35 bota a bola embaixo do braço e decide com frieza. O maior problema é o frágil banco, que tem apenas Enes Kanter como diferencial. Para muitos, o turco deveria ser o titular no lugar de Steven Adams. Além dele, Cameron Payne tem muito a evoluir, mas ainda é um novato.

Do outro lado, o Spurs tem um elenco fortíssimo, tido por muitos como o melhor banco da liga, com jogadores como Patty Mills, David West, Manu Ginobili e por aí vai. Além disso, o plantel tem uma dupla que vem fazendo grande temporada: Kawhi Leonard, eleito pela segunda vez consecutiva o melhor defensor da temporada, e o experiente LaMarcus Aldridge. Isso sem contar que o time possui a experiência de Tony Parker e do lendário Tim Duncan, que nem de longe é o mesmo astro dominante de outras épocas, mas ainda é muito importante defensivamente e com sua liderança dentro de quadra. O maior problema do alvinegro talvez seja o próprio estilo de jogo do Thunder, que é muito explosivo, e os texanos, com astros mais envelhecidos, às vezes demonstra ser um pouco frágil contra essa característica.

Ambos têm características fortes e pontos fracos, mas pode ser que o Spurs possa ter uma ligeira vantagem pelo fato de ter uma segunda unidade muito boa contra um banco frágil como o do Thunder. Reservas fazem, sim, muita diferença, pois uma equipe que joga tão intensamente como a de Oklahoma precisa descansar bem suas peças chaves, e o alvinegro pode aproveitar disso. Vale lembrar que, em quartos períodos, geralmente Westbrook perde um pouco do gás e começa a cometer vários erros e decisões equivocadas.

Outro fator é o treinador. Será um confronto entre um dos melhores técnicos de todos os tempos da NBA, Gregg Popovich, contra um que acabou de entrar na NBA, Billy Donovan. Quando se tem duas equipes muito equilibradas, o fator experiência faz sim toda a diferença, e isso o alvinegro tem de sobra. Por esses fatores, o time texano pode ter um leve favoritismo, mas o confronto será parelho e um espetáculo à parte para os amantes de NBA.

Matheus Lemes, do @BobanMVP

Spurs x Thunder será a série mais difícil até aqui?

Temos um confronto entre duas das quatro melhores equipes da temporada até então. O Spurs leva um pequena vantagem por ter um banco mais forte e competitivo, mas não podemos ignorar Russell Westbrook e Kevin Durant, que são All-Stars e vêm com excelentes números. Acredito que a franquia do Texas consiga vencer a série no sexto jogo, com sua segunda unidade sendo o diferencial, junto do técnico Gregg Popovich, dos titulares Kawhi Leonard e LaMarcus Aldridge e da experiência da franquia.

Sobre Equipe Spurs Brasil

Seu site de notícias sobre o San Antonio Spurs em português. Ativo desde fevereiro de 2008.

Publicado em 29/04/2016, em Análises. Adicione o link aos favoritos. 7 Comentários.

  1. Se Parker e Green estrearem ofensivamente na temporada, e o primeiro, na defesa, mesmo que minimamente pq até agora foi nulo, a série tem tudo pra terminar 4×3 pra gente.
    Do contrário, 4×2 thunder.
    Vamos ver se tanta “poupacao” vai dar resultado.

  2. Numa série de até 7 jogos pela força do elenco e pelo Pop passamos para a final de conferência.
    Agora se vai ser fácil ou uma série mais apertada depende de alguns jogadores ainda irregulares na temporada como Parker e Green.
    Na minha opinião pelo que vi do OKC contra o Dallas, acredito num 4×1, mesmo que as vitórias sejam apertadas.

  3. Hennan Carvalho

    Para mim o jogador chave da serie é Tony Parker. Pelo lado do Spurs, é o cara que tem que atacar a cesta e gerar espaço para o resto da equipe. Além de desgastar o Westbrook. Já pelo lado do Thunder é o cara a ser explorado no ataque. Se lembramos do jogo 1 dessa temporada, no último quarto o Thunder passou a atacar apenas Parker em jogadas de isolação, principalmente com Waiters e consegui a virada. No entanto com a evolução do Aldridge e bons jogos de Duncan, acho que devemos ganhar em 6 jogos.

  4. OKC tem um banco muito limitado e é ai que os Spurs vencem a série. 4 x 2 com jogos apertados com Kawhi Leonard e Danny Green sendo decisivos, tanto no ataque quanto na defesa.

    GO SPURS GO!!!

  5. Essa série é muito simples. O Thunder ENGOLIU o Mavs fisicamente. Se tiverem fôlego pra fazer o mesmo por 4 jogos contra um time infinitamente superior a Dallas, então não vai ter como segurar. Se não puderem vencer na força física, então tem tudo pra ser uma série relativamente tranquila. OKC tem um ataque com 0 jogadas e 0 criatividade, que sobrevive exclusivamente em cima da genialidade de duas super estrelas. É na defesa que eles tem chance. Se não puderem parar nosso ataque, e se não escaparem à melhor defesa da temporada, a série acaba bem mais cedo que se espera.
    Honestamente, não espero uma série longa, vença quem vencer. Se chegar a 6 jogos será surpresa para mim.

  6. Não será fácil, o Spurs tem tido dificuldade nos jogos contra outros candidatos ao título, pois mesmo com a defesa funcionando bem, às vezes o ataque é prejudicado, a chave está em como Aldridge e Kawhi vão se portar, bem como Tony Parker, o Thunder joga um basquete muito individualista, com Westbrook e Durant sempre ativos e do banco tem o Kanter como principal reservao negócio será limitar bem os três pois o restante do Thunder está muito mal como vimos contra o Dallas mas eles vêm pra jogar duro, o Spurs têm o trunfo do mando de quadra e um elenco mais completo e cheio de boas opções. só nos resta torcer …GO SPURS!!

  7. Antonio carlos nogueira

    Só sei que vamos chegar bem nos playoffs, bem descansados e sem lesões. 4 x 2 pra nós e depois pensar no GSW.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s