Spurs (59-10) vs Warriors (62-7) – Aqui não!

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif87×79

Campanha histórica, recorde atrás de recorde, favorito e candidato ao prêmio de MVP do campeonato… nada disso foi capaz de tirar a invencibilidade do San Antonio Spurs. Nesse sábado (20), a equipe texana recebeu o Golden State Warriors, melhor time da temporada e um dos melhores de todos os tempos da NBA, e venceu o adversário por 87 a 79, chegando à marca de 44 triunfos consecutivos no AT&T Center. Vamos aos destaques do confronto.

Green e Aldridge foram decisivos (Reprodução/nba.com/spurs)

Força em casa

Ao vencer sua 44ª partida de temporada regular consecutiva como mandante – as 35 feitas neste campeonato, mais as nove que encerraram o anterior -, o Spurs empatou com o lendário Chicago Bulls de 1995/1996 com a segunda melhor sequência em casa da história, atrás justamente deste Golden State Warriors, que tem 50. Em 2015/2016, o time texano ficou em desvantagem por somente 9:37 minutos em quartos períodos atuando em seus domínios. Além disso, os últimos 33 duelos entre o alvinegro e a equipe de Oakland disputados no AT&T Center acabaram com a torcida local comemorando. Que continue assim!

Diaw foi a surpresa na escalação (Reprodução/nba.com/spurs)

Castigando o small-ball

Por conta das ausências de Andrew Bogut e Festus Ezeli, machucados, o Warriors começou a partida com sua temida escalação com Draymond Green de pivô e quatro jogadores abertos ao seu redor. Porém, o Spurs teve raro sucesso castigando essa escalação. Gregg Popovich promoveu a entrada de Boris Diaw no quinteto titular, fazendo com que Tim Duncan saísse do banco de reservas apenas pela terceira vez em sua carreira de 18 anos de NBA. O time texano terminou o jogo com 53 rebotes, contra 37 dos visitantes. Além disso, LaMarcus Aldridge soube punir seus marcadores menores dentro do garrafão, terminando a partida com 26 pontos e 13 ressaltos coletados.

Fera contida

Stephen Curry, favorito ao prêmio de MVP da temporada, esteve irreconhecível em San Antonio nesse sábado graças à boa marcação do Spurs, idealizada por Pop e comandada por Danny Green.

O ala-armador bloqueou uma bola de três pontos do astro adversário, que ainda não havia sofrido tocos em arremessos desse tipo na temporada. O armador deixou a quadra com 14 pontos, errando 11 dos 12 tiros de longa distância que arriscou e zerando no quarto período.

Estão deixando a gente sonhar

Com o resultado, o Spurs está somente três jogos atrás do Warriors e pode sonhar com a liderança da Conferência Oeste – principalmente porque ainda restam dois confrontos entre as equipes na temporada regular, um no Texas e um na Califórnia. Será possível?

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 26 pontos e 13 rebotes

Kawhi Leonard – 18 pontos, 14 rebotes, 4 assistências e 2 tocos

Boris Diaw – 14 pontos e 8 rebotes

Danny Green – 10 pontos, 4 rebotes e 3 tocos

Golden State Warriors

Klay Thompson – 15 pontos e 5 rebotes

Stephen Curry – 14 pontos, 6 assistências, 6 rebotes e 2 roubos de bola

Draymond Green – 11 pontos, 9 rebotes e 8 assistências

Brandon Rush – 10 pontos e 3 assistências

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 20/03/2016, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 18 Comentários.

  1. Green…passei duas horas do sabado observando videos curtos no youtube,o cara virou um marcador insuportavel,da gosto de ver,se pararmos pra prestar a atençao,infelizmente perdeu a qualidade no tiro fatal de 3.
    Alguem aqui ja ressaltou,sobre, pelo fisico de diaw ,ele surpreender tanto dentro de quadra,enconta a torcida oposta,inclusive .
    Melhor defesa do campeonato,79 pontos permitidos pro fodão atual do oeste,ontem tivemos uma escalaçao surpresa e vislumbramos o caminho pra ruina do warriors .
    O gatilho de 3 tinha que voltar a funcionar,pra danny,se equivaler à marcaçao sufocante que deu no curry,dessa vez,ele vira mvp , “né não”?
    Spurs…uma grande caixa de supresa .
    Aldridge distribuiu cachorro quente,ta chegando

    • Time marcando pra burro e uma torcida infernizando os adversários, que caldeirão.
      Quanto ao green, tem que compensar a falta de pontaria de alguma forma.

      • Parece que a resposta pra parar o warriors,é “paciencia”,andam jogando ja acostumados com serem os tais,to vendo a reprise,eles nao pareceram essa maquina perfeita. Agora nao sei se é pela travessura que popp fez no rodizio .
        A movimentaçao da bola tava previsivel,a nossa defesa tava no estilo “aperta que peida”,belissimo jogo pra revigorar o humor do spurs,melhor ainda ver aldridge calar minha boca . Rsrsr

  2. Vitória importante com muita pressão na defesa, mas não podemos ficar iludidos. Tivemos muitos turnovers e com eles não se pode vacilar desse jeito. Tô achando o ataque muito estático não está fluido como antigamente, talvez sejam daí os vários desperdícios por forçar as jogadas. Sendo sincero em uma série de 7 contra eles acho difícil passarmos, no entanto podemos surpreender.

  3. No primeiro jogo a estratégia errada fez o time tomar um vareio, nesse segundo a estratégia funcionou, apesar de erros no ataque e desfalques do GSW.
    Alguns gostaram da vitória, mas estão desconfiados para uma sequência de 7 jogos.

    Projetando play off acho que será épico se acontecer e uma certeza: o Pop é um gênio que pode achar mais de um jeito de vencer o GSW.

    • Temporada 07/08, a gente tomava coças d. new orleans,do cp3 e big daddy,kkkk,o jogo 7 foi la, depois de tomar surras de 25 pontos,a midia celebrava nossa derrota,uhsashugaa,massacramos com margen de 13 pontos…ali ta a marca popp,eu nao vislumbro derrota num p.o. de 7 jogos,as duas equipes funcionam diferentes,seria no minimo , a melhor final de conferencia dos ultimos anos .

  4. Muito feliz com a vitória, não acreditava que ela viria. Feliz com a vitória, mas com o desempenho ofensivo individual de alguns jogadores é uma tristeza só. Oque se passa com o Parker? Pior fase na trajetória dele na franquia, parece moleque que joga com os adultos pela primeira vez e treme as pernas.
    Vale lembrar e ressaltar que eles estavam bem desfalcados e vinham de um jogo corrido na noite anterior que nunca é fácil pra ninguém.
    Pra termos chances reais numa disputa pela final precisamos melhorar muito ainda. Oque vai acontecer se o Aldridge e o Leonard estiverem numa numa bem abaixo do esperado?
    Ontem o Pop tava com uma cara igual ao do primeiro confronto, não parecia nada feliz com alguma coisa, sinal de que ele sabe que precisamos melhorar muito ainda.
    Vale comentar TB o alto número de desperdícios de bola cometidos ontem, assim como no primeiro confronto. Precisamos corrigir isso.
    Outro fator importante é que o Leonard se esforçou demais ontem, no primeiro tempo na defesa e ataque. Jogou praticamente todos os minutos e no terceiro período estava nitidamente exausto.

    • E ainda sobre essas projeções, primeiro precisam chegar na final da conferência as duas equipes. Já fomos eliminados precosemente antes, tenho muito medo disso. Eu torcerei para os warriors caírem antes, não quero de jeito nenhum enfrentar eles, ainda mais que estão sendo o time mais protegido pela arbitragem que eu já vi em 11 anos acompanhado a NBA. Ontem a arbitragem foi horrível a favor deles. Eu vejo aquela cara sempre com ar de deboche do curry e me dá vontade de atirar uma cadeira na TV.

  5. O time marcou muito bem o adversário, retirando o Parker que marcou muito mal o Curry no primeiro jogo.

  6. Antonio carlos nogueira

    Quem morre de véspera é peru, somos os spurs e não podemos temer ninguém e sim respeitar.

  7. luan felipe

    alguem sabe qual curso o Kawhi Leonard cursava na San Diego University? (é para trabalho escolar)

  1. Pingback: Spurs (59-10) vs (39-30) Hornets – Temporada regular | Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs (65-12) @ (69-9) Warriors – Temporada regular | Spurs Brasil

  3. Pingback: Spurs (65-14) vs Warriors (71-9) – Temporada Regular | Spurs Brasil

  4. Pingback: Spurs (65-15) vs Warriors (72-9) – Fim da invencibilidade | Spurs Brasil

  5. Pingback: Blogueiro analisa a contratação de Gasol | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s