Arquivo diário: 18/03/2016

Spurs (58-10) @ Blazers (35-34) – Que venha o Warriors

 118×110

Após derrotar o Los Angeles Clippers em casa, o San Antonio Spurs recebeu o Portland Trail Bazers no AT&T Center, nessa quinta-feira (17) e venceu o adversário pelo placar de 118 a 110. Foi a terceira vez que as equipes se encontraram nesta temporada, e as três partidas terminaram com triunfos texanos. Agora, o alvinegro vai medir forças com o Golden State Warriors, neste sábado. Confira, a seguir, os principais pontos do jogo:

Aldridge fez 22 pontos contra a sua antiga equipe nessa quinta (17) (NBA/Getty Images)

Esquenta em alto nível

No inicio desta semana, todo torcedor do Spurs pensava somente em uma coisa: o confronto com o Golden State Warriors, que será disputado neste sábado (19), no AT&T Center. Porém, desde bem antes até a tão esperada data, o time texano encarou algumas partidas perigosas que poderiam complicar o caminho até o duelo com o líder da Conferência Oeste e fazer com que a invencibilidade alvinegra dentro de casa fosse perdida.

Mills foi importante na vitória com 17 pontos (NBA/Getty Images)

Tudo começou contra o Chicago Bulls, no último dia 10. Foi o jogo posterior à vitória sobre o Minnesota Timberwolves, em que o time texano iniciou uma série de jogos sobre seus domínios. Resultado: triunfo sobre Derrick Rose e companhia em casa por 109 a 101. Depois, veio o Oklahoma City Thunder. Outro desafio de altíssimo nível no AT&T Center contra uma equipe que costuma endurecer e que tem dois dos melhores jogadores da atualidade, Russell Westbrook e Kevin Durant. Resultado: vitória avinegra por 93 a 85.

Em seguida, o oponente foi o Los Angeles Clippers. Causa até arrepio quando nos lembramos de Chris Paul e o que ele fez com o Spurs nos playoffs da temporada passada, vencendo dois jogos no AT&T Center em uma das séries mais acirradas já disputadas. Resultado: tranquilidade e vitória texana por 108 a 87. Porém, apesar da partida contra o Warriors se aproximar com o alvinegro em alta, ainda tinha o Blazers com duro compromisso pela frente.

Ultimo desafio antes do Warriors

Após não ser escolhido para o All-Star Game, Damian Lillard resolveu jogar tudo o que sabe e mais um pouco para provar que foi um erro tê-lo deixado de fora das festividades em Toronto. O astro conseguiu, inclusive, comandar sua equipe em uma vitória em cima do próprio Golden State Warriors quando todo mundo já declarava o time da Califórnia como imbatível.

Pois bem, o Blazers vieram em uma crescente no decorrer da temporada e já são presença quase que garantida nos playoffs da Conferência Oeste. Muitos dos que davam o time como enfraquecido devido a importantes baixas em relação à última temporada – dentre elas LaMarcus Aldridge – se enganaram. A equipe de Portland endureceu a partida na noite dessa quinta (17), mas não foi o suficiente para quebrar o tabu de invencibilidade em casa do Spurs.

Foi o terceiro encontro entre as equipes nesta temporada e a terceira vitória do alvinegro. O Blazers bem que tentou e fez um primeiro tempo equilibrado com os donos da casa, mas tudo mudou na volta dos vestiários. No terceiro quarto, o Spurs anotou impressionantes 39 pontos, o que possibilitou a diferença no placar final. Logo no inicio da segunda metade, o time texano abriu 66 a 54, chegando à maior vantagem no placar até ali. Com Kawhi Leonard sempre mortal, Tony Parker e suas assistências e Patty Mills com chutes precisos, a equipe de San Antonio abriu 95 a 78 para a última parcial. Com o placar praticamente sacramentado, os reservas ganharam alguns minutos em quadra e puderam mostrar serviço.

Jogo de gente grande

Tony Parker terá um enorme desafio ao ser o responsável por marcar Stephen Curry e sua mania de fazer cestas de todos os lugares da quadra. O francês deu uma prévia de que tem, sim, capacidade para isso. Contra o Blazers e Lillard, o astro do Spurs foi responsável por um double-double, com 18 pontos e incríveis 16 assistências em 27 minutos.

Mas Parker não vai segurar a responsabilidade sozinho. Patty Mills, que está sendo bem aproveitado nesta temporada, também pode fazer o papel sujo de marcar Curry. Contra os Blazers, o armador australiano anotou 17 pontos nos 20 minutos em que esteve em quadra.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 22 pontos e 6 rebotes

Kawhi Leonard – 22 pontos

Tony Parker – 18 pontos e 16 assistências

Patty Mills – 17 pontos

Tim Duncan – 11 pontos e 7 rebotes

Portland Trail Blazers

C. J. McCollum – 26 pontos e 7 rebotes

Damian Lillard – 23 pontos e 6 assistências

Mason Plumlee – 12 pontos, 8 rebotes e 5 assistências

Pat Connaughton – 12 pontos e 5 rebotes

Gerald Henderson – 10 pontos e 4 rebotes

Anúncios