Arquivo mensal: fevereiro 2016

Spurs (47-9) @ Suns (14-42) – Mais duro que a encomenda

https://i0.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif118×111

Ainda sem Kawhi Leonard e Manu Ginobili, lesionados, o San Antonio Spurs segue tendo mais dificuldades do que o esperando dentro de quadra. Nesse domingo (21), fora de casa, a equipe texana suou, mas venceu o Phoenix Suns pelo placar de 118 a 111 e completou a varrida sobre o adversário nesta temporada. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Parker foi o cestinha do Spurs no jogo (Reprodução/nba.com/spurs)

Armadores em alta

Com Kawhi Leonard fora e com o bom marcador P.J. Tucker, do Suns, defendendo a posição 3, o Spurs concentrou seu ataque nos armadores. O titular Tony Parker anotou 22 pontos e quatro assistências e foi o cestinha da equipe de San Antonio no jogo. Vindo do banco, Patty Mills contribuiu com mais 21 pontos, cinco assistências e três rebotes, convertendo seis bolas de três e igualando a melhor marca que obteve no fundamento na NBA.

Mills estava com a pontaria afiada (Reprodução/nba.com/spurs)

Defesa em baixa

Quando o Spurs converteu 52% dos arremessos de quadra que tentou na primeira metade do jogo, chegando a abrir 12 pontos de vantagem, parecia que mais uma fácil vitória seria conquistada pelo time. Porém, o Suns, que desceu para os vestiários perdendo por 60 a 50, marcou os sete primeiros pontos do terceiro período. A partir daí, a vantagem do alvinegro ficou em dígitos simples até que, faltando 6:22 para o fim do confronto, Sonny Weems converteu o arremesso que empatou o jogo: 100 a 100. Foi necessária uma corrida de 7 a 0 da equipe de San Antonio, liderada por uma enterrada monstruosa de Danny Green, para que os visitantes garantissem a vitória. Mesmo assim, o desempenho de seus comandados não foi aprovado por Gregg Popovich.

“Estou preocupado. É terrível. Nós ‘fedemos’ na defesa neste momento. Vamos ver se conseguimos melhorar”, disse Pop, após o Spurs permitir que Alex Len deixasse a quadra com 23 pontos, sua melhor marca na NBA.

Fazendo história

Apesar da dificuldade para obter a vitória, o Spurs segue fazendo história ao longo da temporada 2015/2016 da NBA. As 47 vitórias conquistadas pela franquia significam nada menos do que sua melhor marca em toda a história depois de 56 jogos. Provas de que o time é muito bom. Mas será bom o bastante para bater de frente com o Golden State Warriors?

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 22 pontos e 4 assistências

Patty Mills – 21 pontos, 5 assistências e 3 rebotes

LaMarcus Aldridge – 19 pontos e 10 rebotes

Rasual Butler – 12 pontos, 6 rebotes e 3 roubos de bola

Danny Green – 11 pontos, 7 rebotes, 2 roubos de bola e 2 tocos

Phoenix Suns

Alex Len – 23 pontos e 13 rebotes

Archie Goodwin – 14 pontos e 7 rebotes

Mirza Teletovic – 14 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Jon Leuer – 13 pontos e 7 rebotes

Ronnie Price – 11 pontos e 3 assistências

Devin Booker – 10 pontos, 6 assistências e 4 rebotes

Anúncios

Spurs (46-9) @ Suns (14-41) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Phoenix Suns – Temporada Regular

Data: 21/02/2016

Horário: 19h00 (Horário de Brasília)

Local: Talking Stick Resort Arena

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,04 (favorito) @ Suns 11,54

Dando sequência à edição deste ano da tradicional Rodeo Road Trip, na qual venceu três dos quatro jogos disputados até aqui, o San Antonio Spurs visita o Phoenix Suns neste domingo. A equipe texana segue sem Manu Ginobili e Matt Bonner, machucados, e tem Kawhi Leonard como dúvida. O time da casa, por sua vez, tem Eric Bledsoe, Brandon Knight, T.J. Warren e Alex Len como baixas e aguarda para ver se poderá contar com Tyson Chandler.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (3-0)

23/10/2015 – Spurs 94 vs 84 Suns

Com boa atuação de Kawhi Leonard, que anotou 24 pontos, 13 rebotes, quatro assistências e quatro roubadas de bola, o Spurs não teve dificuldades para bater o Suns no AT&T Center.

31/12/2015 – Spurs 112 x 79 Suns

No último dia do ano passado, o Spurs contou com 21 pontos e 12 rebotes de LaMarcus Aldridge para vencer o Suns facilmente em mais um confronto disputado no AT&T Center.

21/01/2016 – Spurs 117 @ 89 Suns

Contando com 21 pontos, três rebotes e três assistências de Kawhi Leonard, o Spurs não teve dificuldades para vencer o Suns no primeiro confronto no Arizona desta temporada.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kyle Anderson

PF – LaMarcus Aldridge

C – Tim Duncan

Fique de olho – Por conta das dores de Kawhi Leonard na panturrilha esquerda após o All-Star Game, Kyle Anderson começou como titular do Spurs nos últimos dois jogos da equipe texana. Até aqui, na temporada, suas médias são de 4,1 pontos e 2,3 rebotes em 13,7 minutos por exibição, números que sobem para 9,2 pontos e 4,2 rebotes em 26,8 minutos por compromisso nas cinco partidas em que faz parte do quinteto inicial do alvinegro.

PG – Archie Goodwin

SG – Devin Booker

SF – P.J. Tucker

PF – Jon Leuer/Kris Humphries

C – Tyson Chandler

Fique de olho – Kris Himphries acaba de ser adquirido na troca que mandou Markieff Morris para o Washington Wizards. Em seu primeiro jogo pela equipe de Arizona, deixou a quadra com 18 pontos, 12 rebotes e dois tocos em 27:12 minutos na derrota por 116 a 100 para o Houston Rockets. O ala-pivô pode até ser titular caso Chandler não possa atuar.

Spurs (46-9) @ Lakers (11-45) – O último confronto

https://i1.wp.com/i689.photobucket.com/albums/vv251/peskinha/barras/glauber-resumo.jpg

119×113

Kobe Bryant tentou de tudo para conseguir um último triunfo contra um dos grandes adversários de sua carreira, mas o San Antonio Spurs conseguiu segurar o ímpeto do futuro Hall da Fama e venceu o Los Angeles Lakers pelo placar de 119 a 113, na casa do time angelino, nessa sexta-feira (19). Confira, a seguir, os principais destaques da partida.

Parker levou a melhor no duelo (Reprodução/nba.com/spurs)

 O embate derradeiro entre Duncan e Bryant

“Nós jogamos um contra o outro por tantos anos, e tem sido ótimo. É sempre uma grande partida quando se joga contra ele. Você sempre tem que trazer seu melhor jogo, porque ele vai tirar o melhor de você”, disse Duncan, sobre o embate com Bryant. O astro angelino, por sua vez, afirmou que “tem sido muito divertido competir contra ele e essa organização por todos esses anos. Eu realmente curti isso, e me impulsionou a refinar e melhorar meu jogo. Então estou um pouco triste por esse confronto não acontecer mais de novo”. O primeiro confronto entre os dois aconteceu no dia 05/12/1997, quando The Big Fundamental anotou 19 pontos, contra 17 do adversário, que veio do banco na vitória do Lakers por 98 a 88.

O último encontro de duas lendas (Reprodução/nba.com/spurs)

Bryant contra o Spurs

Os números de Bryant contra a equipe texana são impressionantes. O ala-armador fez sua 61ª partida de temporada regular diante do Spurs, com médias de 23,6 pontos, 5,3 rebotes e 4,2 assistências por exibição, com 42,6% de aproveitamento nos arremessos de quadra. Seus 44 pontos em 14/02/2003 na derrota por 103 a 95 representaram sua maior pontuação contra o alvinegro. Esse último jogo não foi diferente dos outros que fez: desde o começo, mantendo o placar próximo e disputado até os últimos minutos, mesmo após o astro deslocar um dedo da mão no último período e retornar logo depois.

Números

Com a vitória, o Spurs continua invicto em partidas na segunda noite de jogos em dias seguidos, com 11 na atual temporada. O alvinegro precisa de apenas mais três triunfos fora de casa para manter a sequência de 19 anos com recorde positivo longe de seus domínios.

Os texanos terminaram o jogo convertendo 54,5% nos tiros de quadra, estando com 24 vitórias e nenhuma derrota nesta campanha quando acerta 50% ou mais arremessos.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 25 pontos e 6 assistências

LaMarcus Aldridge – 16 pontos e 8 rebotes

Patty Mills – 15 pontos e 7 assistências

Kyle Anderson – 14 pontos

Tim Duncan – 12 pontos, 13 rebotes e 3 tocos

Los Angeles Lakers

Kobe Bryant – 25 pontos

Lou Williams – 21 pontos

Jordan Clarckson – 20 pontos e 6 assistências

Julius Randle – 11 pontos e 15 rebotes

Popovich pode comandar a seleção americana no Rio

Técnico do San Antonio Spurs, Gregg Popovich, pode estar de malas prontas para o Brasil. É isso mesmo!. O treinador de Tim Duncan e companhia foi confirmado em outubro do ano passado como sucessor de Mike Krzyzewski no comando da seleção dos Estados Unidos após a Olimpíada do Rio de Janeiro, que acontece neste ano. Porém, segundo o site americano The Score, o Coach K pode ser substituído por Pop antes do que se imaginava.

Popovich comandou o Oeste no All-Star Game (NBA/ Getty Images)

Isso acontece por conta da situação de Krzyzewski. O técnico da Universidade de Duke, que comanda a seleção norte-americana desde 2005, faltou no último dia 2 a um jogo dos “Blue Devils” devido a problemas de saúde. Coach K não estava no banco de reservas de Duke contra Georgia Tech porque estava na ala cardíaca de um hospital na Carolina do Norte.

Com isso, o site oficial da NBA fez uma reportagem sobre a situação do treinador de 69 anos de idade. A matéria diz que, apesar de Krzyzewski não ter tido mais nenhum problema aparente, já que comandou os últimos quatro jogos de Duke, o presidente da federação americana de basquete (USA Basketball), Jerry Colangelo, se diz preocupado com a saúde do técniico e considera algumas opções para os do Jogos Rio-2016.

“Estou sempre preocupado com as pessoas que amo, e amo o Coach K. Você já ouviu minha expressão ‘estamos unidos pelo quadril, e tem sido assim desde 2005.’ Estou preocupado com a saúde dele. Disse a ele no telefone que nada é mais importante do que sua saúde. Nem a Universidade de Duke, nem o basquete do país. Espero e rezo para que ele possa cuidar de sua situação, seja ela qual for, e que ele esteja saudável e pronto para ir”, disse Colangelo.

Porém, mesmo preocupado com a saúde de Coach K, o dirigente não descarta que o treinador de Duke desde 1980 possa desembarcar no Rio de Janeiro para as Olimpíadas.

“Eu acho que sim. Mas, novamente, eu acho que é muito cedo para falar. Na medida em que nos aproximamos, parece que há uma possibilidade de que ele esteja. Pode ser capaz ou não, isso é uma história totalmente diferente. Mas não vamos ser prematuros sobre isso”, relatou.

A preocupação com a saúde de Krzyzewski começou quando o treinador sentiu fortes dores no joelho esquerdo em um teste de esforço realizado por Duke.

Nem o técnico nem a Universidade falaram sobre o assunto. Os jogos de basquete no Rio-2016 começam no dia 6 de agosto, com a final e disputa de terceiro lugar no dia 21. No comando da seleção norte-americana, Coach K ganhou ouro na Olimpíadas de 2008 e 2012, além do Mundial de Basquete de 2010 e 2014 e a Copa América de 2007.

No comando do Spurs desde 1999, Popovich já conquistou o título da NBA cinco vezes, tendo chegado a seis finais. Ele assumiria a seleção norte-ameircana apenas em 2017. Resta saber qual o estado de saúde de Krzyzewski até lá e qual atitude será tomada por Colangelo.

Spurs (45-9) @ Lakers (11-44) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Los Angeles Lakers – Temporada Regular

Data: 20/02/2016

Horário: 01h30 (Horário de Brasília)

Local: Staples Center

O San Antonio Spurs não teve um bom retorno após a pausa para o All-Star Weekend e perdeu para o Los Angeles Clippers, fora de casa, nessa quinta-feira. Um dia depois, o alvinegro já volta às quadras no mesmo ginásio para enfrentar o time mais tradicional da cidade, o Los Angeles Lakers. A equipe texana ainda está invicta no segundo jogo dos tradicionais back-to-back nesta temporada, mas deve ter ainda o desfalque de Kawhi Leonard, com problemas na panturrilha esquerda. A partida marca o último encontro de Kobe Bryant com o time em sua carreira, o 52º e último confronto entre o ala-armador e Tim Duncan.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (3-0)

11/12/2015 – Spurs 109 x 87 Lakers

Contando com 24 pontos, 11 rebotes e três assistências de LaMarcus Aldridge, o Spurs não teve dificuldades para superar o Lakers no AT&T Center.

22/01/2016 – Spurs 108 x 95 Lakers

Kobe Bryant celebrava dez anos de sua lendária partida de 81 pontos, mas o Spurs frustrou o astro ao vencer o Lakers na Califórnia. Como no primeiro duelo da temporada, o triunfo veio facilmente. Manu Ginobili, com 20 pontos, e Kawhi Leonard, com 18, se destacaram.

06/02/2016 – Spurs 106 x 102 Lakers

Na última visita de Bryant a San Antonio, com direito a homenagem ao craque, os dois times tiveram a partida mais equilibrada da temporada, mas ainda com vitória da equipe texana. Aldridge e Leonard anotaram 26 e 20 pontos, respectivamente.

http://a.espncdn.com/combiner/i?img=/i/headshots/nba/players/full/1015.png&w=350&h=254

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kyle Anderson

PF – LaMarcus Aldridge

C – Tim Duncan

Fique de olho – Tony Parker vem fazendo a pior temporada de sua carreira após a de estreia na liga, mas continua tendo papel importante no time, principalmente em jogos com a ausência da jovem estrela em ascensão Kawhi Leonard. No jogo contra o Clippers, na noite anterior, o armador francês anotou 14 pontos e quatro assistências.

http://a.espncdn.com/combiner/i?img=/i/headshots/nba/players/full/110.png&w=350&h=254

PG – Jordan Clarkson

SG – Lou Williams

SF – Kobe Bryant

PF – Julius Randle

C – Roy Hibbert

Fique de olho – Futuro membro do Hall da Fama, Kobe Bryant faz seu último jogo contra a equipe com a qual travou grandes batalhas ao longo de sua carreira. Na temporada, o ala-armador do Lakers não vem tendo vida fácil contra o Spurs, com médias de 14 pontos e 4,7 assistências em 29,3 minutos por jogo nos três confrontos disputados.