Arquivo diário: 09/01/2016

Spurs (32-6) vs Knicks (18-20) – Dureza até o fim

100×99 

O San Antonio Spurs suou mais do que o esperado nessa sexta-feira (8), diante do New York Knicks. Mas, apesar do aperto, a equipe texana superou a noite inspirada de Kristaps Porzingis e venceu o time nova-iorquino pelo placar 100 a 99. Com isso a equipe texano chegou a 22 vitórias atuando em casa na temporada 2015/2016 e segue invicta como mandante no campeonato. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Leonard e Porzingis comandaram o show (Reprodução/nba.com/spurs)

Favoritismo não ganha jogo

Antes do jogo começar, o Spurs era amplo favorito: o site Apostas Online pagaria 1,04 para cada real apostado em vitória do time texano e 11,17 para cada real apostado em vitória dos Knicks. Mas, quando a bola subiu, quem começou dando as cartas foram os visitantes.

Aos poucos, o Spurs retomou o controle do jogo e chegou a abrir dez pontos de vantagem no início do quarto e último período, dando sinais de que fecharia o confronto com tranquilidade. Mas não foi bem o que aconteceu. O time da Big Apple tirou a diferença e, graças a duas bolas de três pontos “espíritas” de Arron Afflalo, deixou tudo para ser resolvido só na última bola. Já acostumados a vencer com boa margem a maioria de seus rivais, os texanos há tempos não enfrentavam um fim de jogo apertado como o desta sexta-feira.

Briga pela vitória foi até o fim (Reprodução/nba.com/spurs)

Olho nele

Kristaps Porzingis. Guarde bem este nome. Aos 20 anos e em sua primeira temporada na NBA, o gigante, nascido na Letônia, deu muito trabalho para a defesa do Spurs. Com 2,22m de altura e uma envergadura que nenhum atleta do elenco da casa poderia igualar, o letão maltratou Boris Diaw, LaMarcus Aldridge, David West ou quem quer que fosse marcá-lo.

Além de tudo, o jovem mostra mobilidade e controle de bola muito acima da média para alguém tão alto, e ainda teve desempenho digno nos tiros de três pontos, convertendo três em sete tentativas durante o jogo.

Sempre Kawhi

Em temporada impecável, Kawhi Leonard teve outra atuação digna de um All-Star. No ataque, comandou o Spurs com direito até a jogadas “malabarísticas”. Na defesa, incomodou muito o sempre perigoso Carmelo Anthony, limitando o ala a só cinco arremessos de quadra convertidos em 15 tentados durante o duelo.

Continuando como está, não será surpresa de Leonard terminar o ano como uma seleção para o All-Star Game, o prêmio de melhor defensor da temporada e a seleção para um dos times ideais da temporada. Também não será de se espantar caso o nome do ala da equipe de San Antonio apareça bem cotado até mesmo nas discussões do prêmio de MVP.

Boa forma

Depois de dois jogos ausente devido a dores nos quadris, Tony Parker voltou ao time nessa sexta e mostrou que não há motivos para se preocupar. O francês atuou por 32 minutos, sem qualquer limitação em seus movimentos. Foi dele, também, a bola que garantiu a vitória do Spurs, com seu característico tear drop a 33 segundos do fim.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 19 pontos e 12 rebotes

LaMarcus Aldridge – 16 pontos e 9 rebotes

Tony Parker – 16 pontos, 8 assistências e 5 rebotes

Manu Ginobili – 16 pontos

New York Knicks

Kristaps Ponzingis – 28 pontos e 11 rebotes

Carmelo Anthony – 20 pontos e 12 rebotes

Robin Lopez – 12 pontos

 

Anúncios