Spurs (22-5) vs Wizards (10-14) – No Duncan, No problem

114×95https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/219/thumbs/21956712016.gif 

Mesmo sem contar com Tim Duncan, poupado pelo técnico Gregg Popovich, o San Antonio Spurs não teve grandes problemas para manter a invencibilidade no AT&T Center na temporada 2015/2016 diante do Washington Wizards. Em partida que se desenhou de certo ponto equilibrada até o terceiro quarto, o time texano deslanchou no último período e venceu por larga vantagem, 114 a 95. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Sem Duncan, West assumiu o posto de titular e manteve o nível (Reprodução/spurs.com/photos)

Descanso ao velhinho

Quando o dia 25 de abril de chegar, Tim Duncan completará quatro décadas de vida. Não é nenhum garoto, portanto. Então, descansá-lo e mantê-lo saudável para os playoffs é o objetivo número um. Com isso em mente, Gregg Popovich aproveitou a curta rotação de pivôs do Wizards – desfalcado de Nenê Hilário – para poupar o quase quarentão.

Quem assumiu o posto no quinteto titular foi David West, que atuou por 25 minutos, sendo apenas a terceira vez na temporada que o camisa #30 jogou por tanto tempo. Terminou batendo na trave de um duplo-duplo, com nove pontos e dez rebotes – números próximos às médias de Duncan no ano, que são de nove pontos e 8,3 rebotes por exibição.

Marjanovic voltou a ganhar chances (Reprodução/nba.com/spurs)

O All-Star vem aí

Kawhi Leonard, mais uma vez, fez o que se espera do líder de uma franquia e comandou a equipe. Foram 27 pontos anotados, sendo nove arremessos certeiros em 15 tentativas (4-7 3 PT). Mostrou, também, que o fôlego está em dia: ficou em quadra por 38 minutos e, apesar de ser o motor ofensivo do time, também fez sua parte na defesa, limitando o ala adversário Otto Porter Jr a apenas um acerto em seis arremessos, além de registrar quatro roubos de bola.

Já parece provável que o camisa #2 de San Antonio estará no All-Star Game pela primeira vez em sua breve carreira. Se não for pelo azar de alguma lesão (bate na madeira!), ele deve ser chamado ao menos para compor o banco de reservas do time da Conferência Oeste no jogo festivo, já que desbancar Kevin Durant e Blake Griffin no voto popular para a equipe titular será praticamente impossível.

Did Boban play?

Do alto de seus 2,22m, o sérvio Boban Marjanovic tem um jeitão desengonçado, mas parece que conquistou o posto de queridinho da torcida do Spurs. Já existe até um twitter bem humorado criado para avisar se o pivô jogou ou não na partida da equipe texana no dia, batizado de “Did Boban Play” (“Boban jogou?”, em tradução livre).

Dentro de quadra, apesar de não sair do banco em muitas partidas, quando é acionado tem mostrado alguma efetividade. Suas armas principais parecem ser mesmo as enterradas – já que para alguém de 2,22m alcançar uma cesta fixada a 3,05m não é tão difícil assim – e um estranho arremesso com apenas uma mão, às vezes semelhante a um “semi-gancho”. Contra os Wizards, o gigante atuou por 15 minutos e anotou sete pontos, seis rebotes e dois tocos.

De lavada

Os 19 pontos de vantagem no placar final representaram a quarta “surra” seguida aplicada pelo Spurs em seus adversários, e a quinta nos últimos seis jogos. Primeiro foram impressionantes 51 pontos em cima do Philadelphia 76ers, depois 22 sobre o Los Angeles Lakers, seguidos de 25 sobre o Atlanta Hawks e 37 no Utah Jazz. Neste meio tempo, apenas uma derrota apertada para o Toronto Raptors por três pontos. O próximo adversário será o Los Angeles Clippers, novamente em casa. A sequência continua?

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 27 pontos, 4 assistências e 4 roubos de bola

LaMarcus Aldridge – 14 pontos e 6 rebotes

Manu Ginobili – 11 pontos e 8 assistências

Tony Parker – 10 pontos e 10 rebotes

Washington Wizards

Marcin Gortat – 20 pontos e 10 rebotes

John Wall – 20 pontos e 11 assistências

Kelly Oubre Jr – 18 pontos

Anúncios

Sobre Victor Moraes

Formado em Jornalismo no ano de 2012 pela Universidade Metodista de São Paulo. Fanático por esportes, sobretudo o basquete, passou pela redação do Diário Lance!, trabalhou na Liga Nacional de Basquete e no extinto Basketeria. Se orgulha de fazer parte da equipe do Spurs Brasil desde a criação em 2007.

Publicado em 17/12/2015, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Que bom que ja foi citado pelo victor,pois eu ia chutar,que marjqnovic,tem toda a cara de ser um novo rosto lindo de san antonio! Eu ja era apaixonada por ele,agora que ele ta aqui,acho lindo receber ordens diretas de “deus”(tim duncan)e, cooperar com uma sempre otima atuaçao. A absorção ta bem rapida!impressionante!
    Até que enfim,um desafio peitador pro spurs,dentro de sua propria casa . Parker e aldridge,somados aos demais,me deram uma lembrança linda de 2007… gente,o jogo foi sem duncan! To gratificada pela atuaçao da noite…ai ai spurs…

  1. Pingback: Spurs (22-5) vs Clippers (16-10) – Temporada Regular | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s