Spurs (8-2) vs Blazers (4-8) – Magia em uma noite ruim

assinatura SA Br''

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif93×80

Em jogo fraco tecnicamente, o San Antonio Spurs venceu o Portland TrailBlazers por 93 a 80, na noite desta segunda-feira (16), no AT&T Center. O oitavo triunfo do alvinegro na temporada veio após grande atuação de Manu Ginobili na parte final da partida, relembrando os velhos tempos. O próximo compromisso dos texanos será na quarta-feira, contra o Denver Nuggets, mais uma vez em casa. A seguir, vamos aos destaques da partida:

Leonard foi o cestinha do Spurs e ainda botou Plumlee no pôster (Reprodução/nba.com/spurs)

Tirem as crianças da sala

Quem nunca assistiu a NBA e deixou para conhecer a liga neste jogo certamente não saiu muito feliz. Isso porque o confronto foi recheado de erros, em especial no primeiro tempo, quando Spurs e Blazers não passaram dos 30% de aproveitamento nos arremessos de quadra, provocando bocejos no público. Ao fim das duas primeiras parciais, o placar marcava 36 a 28 a favor dos donos da casa, que tinham vantagem graças, basicamente, ao bom trabalho defensivo, que forçou oito turnovers do adversário nos primeiros 24 minutos.

No terceiro quarto, a pontaria texana voltou um pouco mais certeira – o alvinegro fecharia o jogo com 42,7% de aproveitamento nos chutes -, mas as oscilações e o astro adversário Damien Lillard (27 pontos) não deixaram a vantagem aumentar muito.

Diaw fez boa partida (Reprodução/nba.com/spurs)

 Como nos velhos tempos

Sem anotar um ponto sequer no primeiro tempo, o ala-armador Manu Ginobili foi decisivo último quarto, lembrando seus anos de glória. Após o pivô dos visitantes Noah Vonleh converter um chute do perímetro e cortar a diferença para apenas três pontos a três minutos do fim da partida, o argentino chamou a responsabilidade e anotou nove pontos seguidos, colocando a vantagem novamente em dois dígitos e sacramentando o triunfo do time de Gregg Popovich.

O camisa #20, ídolo da equipe de San Antonio. terminou o jogo com 17 pontos (7-14 FG), quatro rebotes e três assistências em 22 minutos em ação.

O cara

Kawhi Leonard manteve seu nível de atuação e, mais uma vez, saiu de quadra como cestinha da equipe, com 19 pontos. Ele ainda contribuiu pegando nove ressaltos, distribuindo três assistências, roubando duas bolas e aplicando dois tocos durante a partida.

Além disso, o camisa #2 ainda “acordou” o público com uma linda enterrada em cima do pivô Mason Plumlee, em um dos raros bons momentos da partida.

Na técnica

Um dos poucos pontos positivos da primeira metade do duelo, Boris Diaw esbanjou habilidade e, vindo do banco de reservas, foi outra peça importante para o Spurs. Com 12 pontos (5-8 FG), oito rebotes e três assistências, o camisa #33 supriu a partida apagada de LaMarcus Aldridge (seis pontos e seis rebotes) e foi fundamental para o domínio do texano no garrafão (36 pontos do alvinegro na área pintada, contra apenas 24 do TrailBlazers).

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 19 pontos, 9 rebotes, 3 assistências, 2 roubos de bola e 2 tocos

Manu Ginobili – 17 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Boris Diaw – 12 pontos, 8 rebotes e 3 assistências

Danny Green – 12 pontos

Tim Duncan – 10 pontos, 9 rebotes e 3 tocos

Tony Parker – 10 pontos e 7 assistências

Portland TrailBlazers

Damien Lillard – 27 pontos, 7 rebotes e 6 assistências

Al-Farouq Aminu – 17 pontos e 4 rebotes

CJ McCollum – 15 pontos e 3 rebotes

Anúncios

Sobre Renan Belini

Formado em jornalismo pela Universidade Santa Cecília/SP... spur apaixonado desde 2004, tendo Tim Duncan como seu grande ídolo no esporte. Também amante da bola oval (Colts) e da redonda.

Publicado em 17/11/2015, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. pauloricardo09

    é, o Aldridge realmente não foi bem, mas com a equipe vencendo e seis jogadores passando de dez pontos, pra que se importa com isso né? Estou vendo uma chuva de críticas ao LMA e o pessoal se esquece que o Spurs tem um elenco um pouquinho diferente do que tinha o Blazers até a última temporada, é normal essa oscilação no jogo dele, porque ele terá que se adaptar a revezar com o Duncan entre as posições de PF/C…

  2. Só me arrependo de não ter acompanhado o Gino e o timmy no auge. É muita categoria daquele hermano.

    • Rsrarsrs, coitado de você,menino! Mas por pura “babaovice”, da uma olhada na idade deles, ou seja,vc ainda é testemunha dessa época .

  3. Gentes : pra um inicio de temporada com duas novas fuças , é muito melhor acreditar que o saldo é positivo ,do que dizer “aldridge bla bla coisa”… é spurs ! O cara vem ainda se adequando ao “modo popp” de jogar e somos segundo na conferencia . Eu to maravilhada,mas triste,por duncan estar olhando com uma cara : agora ja posso sair . Eu vou morrer de saudades !

  1. Pingback: Spurs (57-10) @ Blazers (35-33) – Temporada Regular | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s