Spurs (7-2) vs Sixers (0-10) – Com emoção

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif92×83

Enganou-se quem esperava um fácil triunfo do San Antonio Spurs sobre o Philadelphia 76ers. Com direito a emoção no quarto período, o alvinegro teve dificuldades, mas, no fim, garantiu a vitória por 92 a 83 neste sábado (14), no AT&T Center, para manter-se invicto em casa na temporada e consolidar a vice-liderança da Conferência Oeste. Vamos aos destaques do jogo.

Duncan fez história novamente (Reprodução/nba.com/spurs)

Desnecessário

Mesmo com as baixas de Manu Ginobili, com dores musculares, e Kawhi Leonard, com uma infecção respiratória, esperava-se uma vitória tranquila do Spurs sobre o Sixers, pior time do campeonato até aqui – é o único que ainda não venceu. E parecia que seria assim quando, no terceiro período, o time texano abriu 19 pontos, sua maior vantagem no jogo. Com isso, Gregg Popovich começou a descansar seus titulares, mas viu os visitantes crescerem, crescerem e cortarem a diferença para apenas quatro nos minutos finais do último quarto. Por isso, os astros da equipe de San Antonio precisaram voltar para que o triunfo fosse garantido.

Diaw superou a tensão pelos atentados (reprodução/nba.com/spurs)

Oportunidades

Com Ginobili e Leonard fora, três jogadores do Spurs tiveram oportunidade para mostrar serviço contra o Sixers. Kyle Anderson começou o jogo como ala titular, deixando a quadra com dez pontos (4-9 FG, 2-2 3 PT), sete rebotes, três assistências e três roubadas de bola em 31:09 minutos. Ray McCallum assumiu a função do argentino, ajudando Patrick Mills na armação da segunda unidade, e obteve oito pontos (4-5 FG) e três rebotes em 13:18 minutos. Por fim, Jonathan Simmons foi trazido do Austin Toros para a partida e, saindo do banco de reservas, obteve dois pontos (2-2 FT), duas assistências e dois rebotes em 08:31 minutos.

Cada vez mais eterno

Tim Duncan simplesmente não se cansa de fazer história. Com os cinco tocos que registrou contra o Sixers, o ala-pivô chegou 2.955 na carreira, superando o ex-companheiro de Spurs David Robinson, assumindo a liderança na história da franquia e a quinta colocação na história da NBA.

O quarto é Mark Eaton, ex-jogador do Utah Jazz, que somou 3.064 em sua carreira. The Big Fundamental ainda registrou 15 pontos e quatro rebotes neste sábado.

#PrayForParis

Após a vitória sobre o Sixers, Tony Parker e Boris Diaw, os dois jogadores franceses do elenco do Spurs, falaram sobre os atentados terroristas que deixaram 129 mortos em Paris na noite de sexta-feira. O armador se mostrou abalado com a situação e disse que o compromisso deste sábado funcionou como uma espécie de trégua para ele.

“É inacreditável. Neste momento, é difícil simplesmente entender o que está acontecendo. Ainda estou chocado. Todas as minhas orações vão para as famílias das vítimas. É difícil. Não é só a França. É o mundo inteiro. É difícil. Na verdade, esse jogo foi uma boa trégua. Me ajudou a pensar em outra coisa. Nas últimas 24 horas, eu só passei meu tempo ligando para minha família e para meus amigos para ter certeza de que eles estavam bem”, relatou Parker.

Diaw, por sua vez, agradeceu os atos de solidariedade ao redor do mundo e o minuto de silêncio respeitando antes da partida deste sábado no AT&T Center.

“É com certeza legal ver a solidariedade. Coisas desses tipo estão acontecendo por todo o mundo. Todo mundo se sente tocado por isso. Meus amigos e minha família estão bem. Mas com certeza todos nós temos amigos que perderam amigos, também. Fui sortudo o bastante por não acontecer comigo”, declarou o ala-pivô da equipe de San Antonio.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 17 pontos e 19 rebotes

Tony Parker – 16 pontos e 3 assistências

Tim Duncan – 15 pontos, 5 tocos e 4 rebotes

Kyle Anderson – 10 pontos, 7 rebotes, 3 assistências e 3 roubos de bola

David West – 10 pontos, 5 assistências e 4 rebotes

Philadelphia 76ers

Jahlil Okafor – 21 pontos, 12 rebotes e 2 tocos

Jerami Grant – 12 pontos e 4 rebotes

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 15/11/2015, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s