Arquivo diário: 08/11/2015

Spurs envia Simmons para a D-League

Neste sábado (7), o San Antonio Spurs informou que enviou Jonathon Simmons para o Austin Spurs, equipe da D-League, a Liga de Desenvolvimento da NBA, filiada à franquia texana. O ala-armador já não estava disponível durante a vitória sobre o Charlotte Hornets.

Simmons em ação pelo Spurs na Summer League (Reprodução/nba.com/spurs)

Simmons assinou contrato com o Spurs na última offseason após se destacar na D-League na temporada passada, quando obteve, em média, 15,2 pontos, 4,3 rebotes e 3,6 assistências em 28,8 minutos por exibição. Ele foi eleito para o terceiro time defensivo do campeonato.

Na pré-temporada deste ano, Simmons disputou seis jogos pelo alvinegro de San Antonio e apresentou médias de 2,7 pontos, 1,5 rebotes e 1,2 assistências em 14,2 minutos por partida.

Spurs (4-2) vs Hornets (2-4) – Invicto em casa

https://i0.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif114×94

Neste sábado (7), o San Antonio Spurs, atuando de uniforme alternativo, venceu o Charlotte Hornets por 114 a 94, no AT&T Center, e chegou ao seu quarto triunfo na temporada, o segundo em dois jogos em casa. Vamos, a seguir, aos principais pontos do confronto.

Spurs venceu com esse uniforme realmente feio (Reprodução/nba.com/spurs)

Sempre eles

A cada partida que passa, o Spurs passa a ser, mais e mais, o time de Kawhi Leonard e LaMarcus Aldridge no ataque. Contra o Hornets, o ala anotou 23 pontos, quatro rebotes e duas roubadas de bola e foi o cestinha do alvinegro no jogo, enquanto o ala-pivô, principal reforço para a temporada, deixou a quadra com 16 pontos e cinco rebotes.

Leonard foi o cestinha do Spurs (Reprodução/nba.com/spurs)

Show do banco

Se o Spurs titular tem uma nova cara com Leonard e Aldridge comandando a ofensiva, pelo menos uma coisa em relação ao time parece não mudar: a força da segunda unidade. Contra o Hornets, os reservas anotaram 49 pontos, contra apenas 31 dos adversários. Os destaques foram Patrick Mills, com 15, e Manu Ginobili, que deixou a quadra com 13.

Momento decisivo

Depois de passar certa dificuldade no primeiro tempo, “empacando” no ataque o Spurs praticamente definiu o jogo com uma corrida de 20 a 2 no terceiro quarto. A ofensiva do time texano conseguiu converter quatro bolas de longa distância consecutivas após uma jogada de três pontos de Leonard e abriu 86 a 73 no placar. Depois disso, caminhou com confiança para chegar aos 114 pontos, sua maior marca na temporada.

Cadê você, Green?

O Spurs terminou o jogo com nove bolas de três convertidas – oito delas no segundo tempo – em 21 tentativas. Os destaques no fundamento foram Mills (3-6), Ginobili (3-6) e Leonard (2-4). Enquanto isso, o ala-armador Danny Green, principal arremessador do elenco, teve mais uma atuação abaixo da crítica, com 1-3. Desempenho preocupante?

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 23 pontos, 4 rebotes e 2 roubos de bola

LaMarcus Aldridge – 16 pontos e 5 rebotes

Patrick Mills – 15 pontos, 4 assistências e 2 roubos de bola

Manu Ginobili – 13 pontos, 3 assistências, 3 rebotes e 3 roubos de bola

Tim Duncan – 11 pontos e 8 rebotes

Charlotte Hornets

Kemba Walker – 27 pontos, 4 assistências e 2 roubos de bola

Al Jefferson – 13 pontos e 7 rebotes

Jeremy Lin – 12 pontos e 3 rebotes

Nicolas Batum – 10 pontos, 4 assistências, 4 rebotes e 3 roubos de bola