Arquivo diário: 07/09/2015

Parker faz história, e França vence a terceira

Nesta segunda-feira (7), a França, de Tony Parker e Boris Diaw, jogadores do San Antonio Spurs, venceu a França por 69 a 66, em dia histórico para o armador, e chegou à marca de três triunfos nos três primeiros dias do Eurobasket 2015, competição classificatória para a Olimpíada de 2016. Durante a partida, o craque do alvinegro texano ultrapassou o grego Nikolaos Galis e se tornou o maior cestinha da história do torneio continental.

Parker fez história contra os poloneses (FIBA/Ciamillo-Castoria/Ceretti)

Parker precisava de somente mais um ponto para assumir o topo da classificação histórica. Mas o astro foi além, anotou 16 (6-13 FG, 0-2 3 PT, 4-6 FT), além de três assistências e um rebote em 28 minutos, e deixou a quadra como cestinha da França no confronto.

Diaw, por sua vez, obteve nove pontos (4-9 FG, 1-2 FT), cinco assistências, três rebotes e um toco em 24 minutos. Depois de fazer três partidas em três dias, a seleção francesa folga na terça-feira e volta à quadra na quarta para o difícil confronto contra a Rússia.

Além de Parker e Diaw, um prospecto ligado ao Spurs também poderia ter entrado em ação nesta segunda-feira. Porém, o pivô lituano Robertas Javtokas não saiu do banco de reservas durante a derrota da sua seleção por 76 a 74 para a Bélgica.

Anúncios

França vence bósnios e chega à liderança do grupo A

Depois da vitória suada contra a a Finlândia na estreia, a seleção francesa foi à quadra novamente pelo Eurobasket 2015, contra Bósnia e Herzegovina, neste domingo (6), e conquistou sua segunda vitória no campeonato, dessa vez pelo placar de 81 a 54, chegando assim à liderança do grupo A da competição, classificatória para a Olimpíada de 2016.

Parker em ação contra a Bósnia e Herzegovina (FIBA/Ciamillo-Castoria/Ceretti)

Atletas do San Antonio Spurs, Tony Parker e Boris Diaw tiveram participações importantes no triunfo da seleção. O armador, em 20 minutos, anotou 11 pontos, distribuiu cinco assistências e coletou dois rebotes, conseguindo também ajudar na defesa com uma roubada de bola. O ala-pivô, por sua vez, anotou três pontos, distribuiu seis assistências para os companheiros e coletou quatro rebotes em 18 minutos de ação no confronto.

A partida foi marcada por um desempenho não muito convincente por parte dos franceses até o terceiro quarto. Mesmo com vantagem de 41 a 30, o time de Parker e Diaw não mostrava o basquete que os levou ao título do torneio em 2013. Entretanto, nesse ponto, o jogo mudou. Após marcar 21 pontos sem nenhuma dificuldade, sendo 11 de Nicolas Batum, jogador do Charlotte Hornets, Les Bleus dispararam e venceram facilmente por 81 a 54.

Pela seleção da Sérvia, Nikola Mulitinov, prospecto ligado ao Spurs, atuou por somente três minutos e não teve participação efetiva na vitória por 68 a 66 sobre a Alemanha.

Pela Grécia, o ala-pivô Georgios Printezis atuou durante 29 minutos, obtendo 13 pontos, quatro rebotes e uma roubada de bola no triunfo sobre a Croácia por 72 a 70.

Pela seleção da Georgia, o ala Viktor Sanikidze atuou durante 29 minutos, anotando 10 pontos e dois rebotes na derrota de sua equipe por 79 a 68 para a Eslovênia.

Pela Lituânia, Robertas Javtokas não atuou na vitória por 68 a 49 sobre a Letônia.

Os próximos confrontos envolvendo atletas ligados ao time texano ocorrem nesta segunda-feira (7). São eles: Lituânia x Bélgica e França x Polônia, sem transmissão para o Brasil.