Arquivo diário: 18/03/2015

Uma ‘brasileira texana’ em NY

Por Regiane Morais – de Nova York, EUA

Existem várias músicas que falam que Nova York é um lugar onde sonhos são realizados. No fim das contas isso é verdade, mesmo com alguns desvios não programados no caminho…

Quando deu tudo certo para uma tão desejada viagem para a Big Apple, decidir a data foi a coisa mais fácil de toda a programação: abrir o site do San Antonio Spurs, ver quando eles enfrentariam o New York Knicks nesta temporada regular e pronto.

O imponente Garden (Arquivo pessoal)

A primeira coisa que me impressionou foi o tamanho do Madison Square Garden. Estamos acostumados a olhá-lo pela televisão e/ou pelo computador, mas ver pessoalmente aquela arena é muito legal. Mesmo nos setores mais altos (que foi o meu caso), a visibilidade é muito boa, ainda mais com a ajuda daqueles telões enormes.

Já na subida, ficam pessoas recepcionando os visitantes. Estavam entregando bandanas do time da casa e aquelas mãos de borracha com o indicador pra cima. Quando eu vi o que era, agradeci e disse que não queria. Quando o cara me perguntou porque, só mostrei minha camiseta, e ele: “No man!” Tudo com muito bom humor; tinha obviamente muitos torcedores do time da casa, mas muitos Spurs marcavam presença também.

É bem legal ver o que acontece quando normalmente estamos vendo os comerciais das transmissões: a apresentação dos times, atrações musicais, camisetas jogadas para a torcida, torcedores tentando acertar cestas para ganhar prêmios…

Indescritível estar nas mesmas coordenadas geográficas que o Timmy (Arquivo pessoal)

Não vou falar muito do jogo em si. Já saiu resumo e enfim, o resultado não é exatamente a melhor memória da noite (saudades conversão de lances livres). Aqueles dois momentos no quarto período em que houve revisão de jogada e a bola em ambas as vezes foi do Spurs foi algo divertido porque os torcedores do Knicks ficaram indignados! Nesse fim de jogo, a torcida acordou para gritos de “defense” e, olha, eu mesma gritei uns “go Spurs, go” várias vezes.

Preciso confessar que várias vezes eu ficava pensando: sério que estou aqui? Sério que eles fizeram esse passe maravilhoso? (foi entre Kawhi Leonard e Patrick Mills em algum momento do primeiro tempo). É aquele tipo de emoção que só quem gosta muito de basquete vai entender. Espero que tenha sido a primeira partida de muitas!

Direto do Garden (Arquivo pessoal)

Anúncios

Spurs (41-25) @ Bucks (34-33) – Temporada Regular

 

San Antonio Spurs vs Milwaukee Bucks – Temporada Regular

Data: 18/03/2015

Horário: 21h00 (Horário de Brasília)

Local: BMO Harris Bradley Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,39 (favorito) vs Bucks 3,02

O San Antonio Spurs encara fora de casa o Milwaukee Bucks após uma derrota desagradável para o New York Knicks. O time vinha em boa fase até cair para a pior equipe da temporada na noite de terça-feira. O jogo desta quarta é importante para recuperar a confiança do elenco. Uma vitória ajudaria a esquecer o revés. Manu Ginobili e Aron Baynes, machucados, continuam sendo desfalques. O retrospecto contra a equipe da casa é bastante positivo, já que o alvinegro venceu nove dos últimos dez encontros. Os mandantes também não passam por grande fase: perderam dez dez dos últimos 13 compromissos. Mas os nova-iorquinos também não estavam bem e deu no que deu…

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-0)

25/01/15 – Spurs 101 vs 95 Bucks

Com uma ótima partida de Kawhi Leonard, o Spurs conseguiu uma boa vitória. O ala deixou a quadra com 19 pontos, 14 rebotes e três roubos de bola em 36:20 minutos.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho – Tiago Splitter, sem render em quadra, viu seu posto titular ser tomado por Aron Baynes. Mas, se recuperando dos problemas físicos e pegando ritmo de jogo, o brasileiro voltou a apresentar bons números. Os minutos voltaram a crescer, e o pivô voltou a pontuar bem. Foram 24 pontos nos últimos dois jogos, com direito a duplo-duplo na derrota para o Knicks, com 12 pontos e 13 rebotes. Com o australiano machucado, a tendência é que o camisa #22 tenha ainda mais espaço para mostrar sua melhora.

PG – Michael Carter-Williams

SG – Khris Middleton

SF – Giannis Antetokounmpo

PF – Ersan Ilyasova

C – Zaza Pachulia

Fique de Olho – Michael Carter-Williams quase fez um triplo-duplo contra o Spurs em dezembro, quando ainda jogava pelo Philadelphia 76ers. Ele anotou 24 pontos, 11 rebotes e sete assistências na partida. Desde que chegou no Bucks, ele está com média de 14 pontos e 5,7 assistências por exibição. É bom ficar de olho para ele não ter outro jogo daquele…

Spurs (41-25) @ Knicks (14-53) – Derrota dolorosa

100×104

“Foi uma atuação patética, e eu espero que cada atleta esteja envergonhado. Não porque ‘nós devemos ganhar a partida’, mas é sobre como você jogou o jogo”. Essa foi a declaração do técnico Gregg Popovich após o duelo desta terça-feira (17) entre San Antonio Spurs e New York Knicks. Dá para imaginar que as coisas não saíram como esperado, não é? O time texano, atual campeão da NBA, realmente não fez uma boa partida e perdeu para a equipe de pior campanha na temporada, que saiu vitoriosa apenas pela 14ª vez na temporada 2014/2015. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Não deu para o Spurs no Madison Square Garden (Foto: Jim McIsaac)

Mudança repentina

Quem viu só o primeiro tempo pode ter se surpreendido com o desfecho. O Spurs foi ao vestiário vencendo por dez pontos – 52 a 42. Mas, no segundo tempo, o alvinegro deixou o Knicks se aproximar. No último quarto, os donos da casa chegaram até a virar o jogo após anotarem oito pontos seguidos. A impressão era que o time texano estava relaxado, só esperando algumas bolas de três caíram para matar o jogo e ficar com a vitória.

“Nós não respeitamos o jogo, não respeitamos nosso oponente”, afirmou Popovich, após o confronto. E é mais ou menos por aí. A vitória que deveria vir com facilidade não aconteceu por vários erros e falta de precisão nos arremessos, principalmente nos lances livres.

O Knicks conseguiu levar o jogo para a prorrogação e foi bem melhor durante este período. Coube ao Spurs ficar no minuto final tentando tirar da cartola um milagre para vencer, o que não aconteceu. Nenhuma das bolas decisivas que empatariam ou virariam o jogo tiveram sucesso. Tim Duncan ainda desferiu um péssimo passe nos segundos finais e foi interceptado. E provavelmente a derrota mais humilhante da temporada aconteceu…

Duncan fez 17 pontos, mas no fim do jogo não foi bem (Foto: Foto: Jim McIsaac)

Caminho certo?

O Spurs parecia ter reencontrado o basquete que o levou ao título na temporada passada. Com sete vitórias nos últimos oito duelos, o time se apresentou bem até na derrota, quando fez um jogo digno de playoffs, mas acabou perdendo para o Cleveland Cavaliers. O escorregão é aceitável, acontece. Mas os erros e a falta de segurança para matar o jogo não podem se manter na pós-temporada. Era também uma grande chance de melhorar a posição na tabela, mas, com a derrota, a equipe de San Antonio continua em sétimo na Conferência Oeste. A próxima apresentação do alvinegro texano será já nesta quarta-feira, contra o Milwaukee Bucks.

Histórico 

O campeão não voltou… Segundo o ESPN Stats and Info, esta foi a primeira vez na história da liga que uma equipe com aproveitamento abaixo de 20% em uma temporada ganha do atual campeão.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 21 pontos, 6 assistências e 6 rebotes

Tim Duncan – 17 pontos e 8 rebotes

Kawhi Leonard – 13 pontos e 5 rebotes

Tiago Splitter – 12 pontos e 13 rebotes

Marco Belinelli – 12 pontos e 4 rebotes

New York Knicks

Langston Galloway – 22 pontos e 4 rebotes

Alexey Shved – 21 pontos e 7 assistências

Andrea Bargnani – 16 pontos e 10 rebotes

Lou Amudson – 12 pontos  e 17 rebotes

Jason Smith – 11 pontos e 5 rebotes