Arquivo mensal: fevereiro 2015

Spurs (34-20) vs Clippers (36-19) – No final, derrota

115×119

Na madrugada desta quinta para sexta-feira (20), o San Antonio Spurs viajou até a Califórnia, onde sofreu sua vigésima derrota na temporada 2014/2015 da NBA, dessa vez para o Los Angeles Clippers. A equipe angelina estava desfalcada de seu grande astro, o ala-pivô Blake Griffin que está lesionado, mas mesmo assim obteve a vitória em casa em partida que só foi decidida nos instantes finais. Vamos aos principais pontos do embate:

Tim Duncan lutou, mas não conseguiu a vitória (Reprodução/nba.com/spurs)

MVP decepionante

Eleito MVP das finais da última temporada, Kawhi Leonard não fez jus ao status diante do Clippers. No tempo que esteve em quadra, acertou apenas um de 11 arremessos tentados, além de cometer três turnovers. Uma atuação incomum do jovem ala, que já é uma referência no time do Spurs e lidera a equipe em pontos por partida.

Tony Parker foi destaque positivo (Reprodução/nba.com/spurs)

Liderando a equipe

Em uma partida em que o banco não teve boa participação, cometendo 12 dos 17 turnovers da equipe, dois velhos conhecidos tomaram a frente da equipe com atuações de luxo. Tim Duncan, que fez sua primeira cesta de três na temporada, saiu de quadra com 30 pontos e 11 rebotes, convertendo 86% dos seus arremessos. Durante a partida, The Big Fundamental passou Alex English e é o 16º maior pontuador da história da NBA. Tony Parker, que ainda não encontrou seu ritmo na temporada, foi muito bem, orquestrando o ataque com 13 assistências, além de contribuir com consideráveis 21 pontos.

Minutos finais

Durante o jogo, nenhuma das equipes abriu vantagem, e a liderança no placar alternou muito. Gregg Popovich ainda fez uso da polêmica estratégia de fazer falta intencionalmente em um jogador com baixo aproveitamento no lance-livre, caso de DeAndre Jordan, e, embora tenha sido útil, não foi suficiente.

No fim da partida, Chris Paul e Jamal Crawford fizeram jogadas decisivas, mantendo o Clippers na frente do placar. Manu Ginobili teve a chance de empatar ao arremessar três lances livres, mas converteu apenas um, e a vitória foi dos angelinos.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 30 pontos, 11 rebotes

Tony Parker – 21 pontos, 13 assistências e 2 roubos de bola

Aron Baynes – 14 pontos e 5 rebotes

Marco Belinelli – 11 pontos e 3 assistências

Tiago Splitter – 11 pontos e 2 assistências

Manu Ginóbili – 10 pontos e 6 assistências

Los Angeles Clippers

DeAndre Jordan – 26 pontos, 18 rebotes e 3 roubos de bola

Chris Paul – 22 pontos, 16 assistências e 5 rebotes

Jamal Crawford – 26 pontos e 5 assistências

J. J. Redick – 15 pontos e 5 rebotes

Spurs (34-19) @ Clippers (35-19) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Los Angeles Clippers – Temporada Regular

Data: 20/02/2015

Horário: 01h30 (Horário de Brasília)

Local: Staples Center

Na TV: Space

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,67 (favorito) @ Clippers 2,21

Após a pausa para o All-Star Weekend, o San Antonio Spurs volta à quadra na madrugada desta quinta para sexta-feira e enfrenta o Los Angeles Clippers, concorrente direto na classificação aos playoffs pela Conferência Oeste. A partida será disputada na casa dos angelinos e faz parte da Rodeo Road Trip, uma sequência de jogos que o time texano tradicionalmente faz fora de seus domínios. O grande desfalque do adversário é o ala-pivô e astro Blake Griffin, um dos líderes em pontuação desta temporada, com 22,5 pontos de média por partida – ele segue fora por tempo indeterminado.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (2-1)

15/12/2014 – Spurs 89 @ 85 Clippers

O Spurs ganhou do Clippers com uma ótima atuação do MVP das últimas finais, Kawhi Leonard, que fez 26 pontos e igualou a melhor marca de sua carreira. Além disso, foram dez rebotes e três roubos de bola, com dez arremessos convertidos em 18 tentativas.

22/12/2014 – Spurs 125 vs 118 Clippers

Após quatro derrotas seguidas e precisando desesperadamente da vitória, o Spurs bateu o Clippers jogando muito bem, com uma ótima partida de Tony Parker, que anotou 26 pontos.

31/01/2015 – Spurs 85 vs 105 Clippers

Encerrando uma sequência de seis vitórias consecutivas, o Spurs perdeu em casa para o Clippers em uma partida decepcionante do Big Three. Quem não decepcionou foi Kawhi Leonard, cestinha da equipe de San Antonio no confronto com 24 pontos. O grande nome do confronto foi Blake Griffin, dominante com 31 pontos e 13 rebotes.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho – A temporada de Tony Parker não tem sido das melhores. Prejudicado por lesões, o francês ainda não apresentou de forma consistente o basquete de alto nível que estamos acostumados a ver. A média de 14,5 pontos por jogo é a menor desde sua temporada de novato. Contra o Clippers, o armador tem a chance de mudar este cenário.

PG – Chris Paul

SG – J. J. Redick

SF – Matt Barnes

PF – Spencer Hawes

C – DeAndre Jordan

Fique de Olho – Chris Paul e Blake Griffin são os destaques óbvios da equipe do Clippers. Entretanto, nesta temporada, DeAndre Jordan vem roubando um pouco a cena e deixando de ser coadjuvante. O pivô, já conhecido pela sua capacidade física impressionante, é o líder em rebotes da NBA e, com um jogo simples, consegue pontuar com consistência perto da cesta. Pode dar trabalho ao garrafão do time de San Antonio.

Splitter é personagem de documentário

Pivô do San Antonio Spurs, Tiago Splitter foi personagem do documentário “Bola ao Cesto – O resgate de uma história”, que conta a trajetória da Seleção Brasileira de basquete desde a década de 1950 até hoje. A produção do filme foi até o Texas para poder entrevistar o jogador.

Splitter foi entrevistado para o documentário (Reprodução/facebook.com/bolaaocesto)

O documentário está disponível por meio de seu site oficial, além de ter canais no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube. Neste último, está disponível material sobre Splitter.

Veja, abaixo, o trailer do documentário:

No 15º All-Star Game de Duncan, Oeste bate o Leste

Na noite deste domingo (15), aconteceu o último dia de eventos do All-Star Weekend com o tão aguardado All-Star Game, confronto entre jogadores das Conferências Oeste e Leste. O time defendido por Tim Duncan, astro do San Antonio Spurs, venceu a partida por 163 a 158. Com a participação na festividade, o ala chegou à marca de 15 aparições no Jogo das Estrelas, igualando marca de Kevin Garnett e Shaquille O’Neal.

São 15 anos defendendo o Oeste (Foto: Reprodução/ facebook.com/nba)

Com 38 anos de idade de cinco títulos de NBA no currículo, além de inúmeros prêmios individuais, Duncan chegou à marca histórica de 15 participações no Jogo das Estrelas da NBA. O veterano fez sua estreia na edição de 1998, um ano após ser draftado.

Estreante e veterano (Foto: Reprodução/facebook.com/nba)

Duncan começou no banco de reservas e teve pouca participação no jogo. Faltando apenas seis minutos para o encerramento da festa, o veterano era o único que ainda não havia feito nenhuma cesta. Em meio a Russell Westbrook querendo o recorde de Wilt Chamberlain (42 pontos em um All -Star Game) e LeBron James querendo se tornar o maior cestinha da história do evento, o camisa #21 anotou apenas dois pontos restando pouco tempo para o fim. Porém, a cesta foi celebrada como se fosse o ponto da vitória pelos colegas de equipe da Conferência Oeste.

Agora, Tim Duncan, que já está empatado com Shaq e KG, fica atrás apenas de Kobe Bryant, que soma 17 participações, e Kareem Abdul-Jabbar, recordista com 19 edições do All-Star Game.

O jogo dos recordes

Podemos dizer sem nenhum exagero que a partida foi marcada por jogadores atrás de recordes, começando pela nova marca de Duncan.

Também foi a vez dos irmãos Marc e Pau Gasol. No instante em que o confronto foi iniciado, os espanhóis se tornaram os primeiros irmãos a a serem titulares em um Jogo das Estrelas.

Outro recorde: o placar. Somando a pontuação das duas equipes, se chega ao número de 321 pontos, superando o recorde anterior de 318, feito na última edição do Jogo das Estrelas.

Haja ponto! O placar no intervalo estava 83 a 82 para o Oeste. Nunca na história o jogo festivo tinha ido para os vestiários com uma pontuação tão grande somando as duas equipes.

Fominhas? Outro fato inédito foram as bolas de três. Foram 133 arremessos de longa distância, algo inédito no ASG. Além disso, foram 25 chutes certos pelo Oeste, outro recorde.

Quer mais? Westbrook chegou a 27 pontos no primeiro tempo. Recorde, é claro. Mas o armador do Oklahoma City Thunder terminou o jogo com 41 pontos, somente um a menos que o recorde estabelecido por Chamberlain. A marca não foi batida, mas o camisa #0 acabou com o troféu de MVP da festividade. Prêmio de consolação?

Agora chega! LeBron James anotou 30 pontos para o Leste. Isso faz com que o ala ultrapasse Michael Jordan em pontos no Jogo das Estrelas, chegando a 278. Porém, James fica atrás de Kobe Bryant por apenas três como o maior cestinha da história do confronto.

Tim Duncan e o elenco do seu primeiro ASG, em 1998 (Foto: Reprodução/nba.com/media)

Pelo Leste, além dos 30 pontos do ala do Cavs, tivemos Kyle Korver com 21 pontos (mais de 50% nos aproveitamentos em bolas de três), e Pau Gasol, com dez pontos e 12 rebotes, como principais nomes. Pelo Oeste, além do MVP Westbrook, destaque para James Harden, com 29 pontos (sete bolas de três), e Chris Paul, com 12 pontos e 15 assistências.

Confira alguns lances que fizeram com que Duncan chegasse a seu 15º ASG:

Spurs tem interesse em Stoudemire, diz site

De acordo com reportagem do site americano Project Spurs, o San Antonio Spurs tem interesse na contratação de Amare Stoudemire. O ala-pivô, de 32 anos de idade, 2,08m de altura e 111kg, acaba de acertar a rescisão de seu contrato com o New York Knicks.

Stoudemire em ação contra o Spurs (Robert Sabo/New York Daily News)

Segundo Adrian Wojnarowski, colunista do Yahoo! Sports, Dallas Mavericks e Los Angeles Clippers têm forte interesse em Stat, e o Spurs é apontado como “azarão” na disputa.

Relatos de outros jornalistas americanos, como Marc Stein e Ramona Shelburne, da ESPN, ainda colocam o Phoenix Suns como candidato a novo destino de Stoudemire e tiram Golden State Warriors, Memphis Grizzlies e Portland TrailBlazers da briga.

Ao longo desta temporada, Stat disputou 36 partidas com a camisa do Knicks e apresentou médias de 12 pontos e 6,8 rebotes em 24 minutos por exibição.