Arquivo mensal: fevereiro 2015

Spurs (34-22) @ Jazz (21-34) – Para esquecer

81×90

O San Antonio Spurs teve uma atuação horrorosa contra o Utah Jazz, na noite desta segunda-feira (23), e perdeu pela terceira vez seguida após a parada para o All-Star Weekend. O time alvinegro ainda não sabe o que é vencer após o fim de semana festivo. Na quarta-feira, os texanos têm mais um jogo difícil, quando, ainda na estrada, encaram o Portland TrailBlazers. A equipe texana está com duas vitórias e quatro derrotas na Rodeo Road Trip, que neste ano é uma sequência de nove jogos como visitante. Vamos aos destaques do confronto.

Duncan tentou fazer a sua parte (Reprodução/nba.com/spurs)

Jogo horrível 

O Spurs foi pior durante todo o jogo. Sempre atrás no placar, o time em nenhum momento mostrou uma reação capaz de reverter a situação. A equipe simplesmente parecia não ter resposta para Jazz.  O pivô adversário Rudy Gobert deu o tom defensivo logo no primeiro quarto, com dois tocos em Tim Duncan. A dominância do gigante permaneceu durante todo o jogo, com vários jogadores do alvinegro evitando a bandeja com medo do bloqueio. O francês terminou com sete pontos, 14 rebotes, três tocos e dois roubos de bola.

Enquanto isso, o Spurs conseguiu bater o seu recorde de perdas de bola. Foram 22 no jogo, maior marca na temporada atual. Os turnovers geraram 17 pontos do Jazz.

Parker não fez bom jogo (Reprodução/nba.com/spurs)

Que fase

O que está acontecendo com Tony Parker? Após jogar extremamente mal na derrota para o Golden State Warriors, o armador francês teve mais uma atuação para se esquecer. O camisa nove só acertou dois arremessos de quadra em nove tentativas e saiu de quadra com apenas cinco pontos. Foram quatro turnovers só para ele no jogo desta segunda.

Mas ainda mais preocupante que a atuação de Parker foi a do argentino Manu Ginobili. Todos sabemos que o ala-armador é cabeça dura e continua arremessando mesmo quando a bola não está caindo. Esta foi uma dessas noites. Foram quatro tentativas da linha de três sem sucesso. Cada tiro parecia mais complicado de entrar do que o outro. No fim das contas, foram oito pontos para ele no confronto com o time de Utah.

Após o jogo, o argentino afirmou o alvinegro “não era um time de playoff” da forma que está jogando. Atualmente, a equipe de San Antonio ocupa a sétima posição na Conferência Oeste.

Por enquanto, não corre riscos já que a vantagem para o oitavo, Oklahoma City Thunder, é de três jogos, e para o nono, o New Orleans Pelicans, de cinco.

Único

Nenhum jogador do Spurs teve um grande jogo, mas Tim Duncan conseguiu mais uma vez ser o nome de destaque do time. Foram 14 pontos e dez rebotes para ele. Na fase mais complicada da equipe, o atleta mais veterano é o único que está em bom momento.

Splitter? 

Após ficar afastado por contusão, Tiago Splitter perdeu espaço na rotação. Normalmente titular, o pivô agora fica pouco tempo em quadra. Talvez por ainda não estar 100% ou por não ter entrado ainda no ritmo dos jogos. A verdade é que o técnico Gregg Popovich está optando por Aron Baynes nos minutos que eram do brasileiro. No entanto, iniciar o jogo com o australiano ainda não deu muito certo. O Spurs está com uma vitória e quatro derrotas quando inicia com Tony Parker, Danny Green, Kawhi Leonard, Tim Duncan e Aron Baynes.

.Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 14 pontos e 10 rebotes

Boris Diaw – 13 pontos

Cory Joseph – 10 pontos e 4 rebotes

Utah Jazz

Trey Burke – 23 pontos

Gordon Hayward – 18 pontos

Derrick Favors – 14 pontos e 10 rebotes

Joe Ingles – 10 pontos

Spurs (34-21) @ Jazz (20-34) – Temporada Regular

 

San Antonio Spurs vs Utah Jazz – Temporada regular

Data: 23/02/2015

Horário: 23h00 (Horário de Brasília)

Local: Energy Solutions Arena

Depois de perder para o Los Angeles Clippers e para o Golden State Warriors, o San Antonio Spurs segue na estrada para enfrentar o Utah Jazz. Os texanos ainda buscam sua primeira vitória após a parada para o All-Star Weekend. Depois de ser derrotado pelas duas potências da Conferência Oeste, o alvinegro vê no adversário desta segunda-feira a chance de reencontrar as vitórias. A equipe mandante, por sua vez, venceu seu único confronto após o descanso, em boa partida contra o Portland TrailBlazers. Esse será o sexto jogo dos nove da Rodeo Road Trip. Nesta sequência na estrada, o time perdeu três e ganhou duas.

Confrontos na temporada (1-1)

09/12/2014 – Spurs 96 vs 100 Jazz

No primeiro encontro dos times nesta temporada, o Jazz venceu, evitando sua décima derrota seguida. Foi a primeira vitória em dois anos para o time de Utah sobre o texano. Pelo Spurs, Tim Duncan anotou 23 pontos, 14 rebotes e quatro tocos. Pelo oponente, 21 pontos e oito rebotes para Derrick Favors e 20 pontos e sete rebotes para Gordon Hayward.

18/01/2015 – Spurs 89 vs 69 Jazz 

O Spurs conseguiu uma vitória do coletivo, em partida na qual mais de cinco jogadores do alvinegro de San Antonio anotaram duplos dígitos de pontuação. O pivô brasileiro Tiago Splitter se destacou  no confronto com 14 pontos, quatro rebotes e três assistências.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho – Após uma sequência ruim, em que Kawhi Leonard teve médias de 8,3 pontos em quatro jogos, o ala foi o melhor jogador do Spurs contra o Warriors, anotando 12 pontos em 19 minutos e acertando cinco arremessos de sete tentados.

PG – Dante Exum

SG – Joe Ingles

SF – Gordon Hayward

PF – Derrick Favors

C – Rudy Gobert

Fique de Olho – Gordon Hayward é o líder da equipe do Utah Jazz e foi responsável pela vitória contra o TrailBlazers, se destacando com 20 pontos marcados.

Williams assina até o fim da temporada

Na sexta-feira (20), o San Antonio Spurs anunciou que Reggie Williams assinou contrato até o fim da temporada. Por política da franquia, os termos do vínculo não foram divulgados.

Williams fica no Spurs (Soobum Im/USA Today)

Williams chegou ao Spurs no dia 28/01, quando assinou por dez dias. Depois de renovar seu vínculo com novo documento desta duração, acertou até o fim da temporada.

Até aqui, Williams disputou quatro jogos com o Spurs e apresentou médias de 2,3 pontos, 0,8 assistências e 0,5 rebotes em 5,7 minutos por exibição.

Spurs (34-21) @ Warriors (43-9) – Sem fôlego

99×110

Após perder para o Los Angeles Clippers um dia antes, o San Antonio Spurs também não conseguiu segurar o melhor time da temporada regular, o Golden State Warriors, nesta quinta-feira (19), em Oakland. Os donos da casa fizeram sua parte e, com um terceiro quarto bem superior, definiram o jogo. O time texano perdeu seus dois jogos após a parada para o All-Star Weekend. A equipe volta à quadra na segunda-feira, contra o Utah Jazz.

Kawhi tentou guiar o Spurs à vitória (Reprodução/nba.com/spurs)

Tempos mudaram

O Spurs possui um retrospecto muito positivo contra o Warriors. Nas últimas duas décadas, o time texano dominou o oponente como nenhum outro. Foram 53 vitórias nos últimos 61 jogos. Na temporada passada, por exemplo, a equipe de San Antonio venceu todos os confrontos. Mas as coisas estão mudando a favor dos californianos. Com o melhor recorde do campeonato, os comandados de Steve Kerr mostraram porque são grandes favoritos ao título.

Baynes anotou um duplo-duplo (Reprodução/nba.com/spurs)

Placar

O Spurs até conseguiu se manter no duelo até o fim do primeiro tempo, indo para os vestiários com derrota parcial por 62 a 55. O Warriors, no entanto, voltou para finalizar o jogo, fazendo os sete primeiros pontos do terceiro quarto. A sequência de boas jogadas do adversário na volta do intervalo deixou o alvinegro 21 pontos atrás no começo da última parcial. Gregg Popovich então decidiu abrir mão do jogo e descansou seus principais jogadores. O Big Three não chegou a amarrar os tênis para os 12 minutos finais.

Sequência dura

O Spurs não teve descanso. Além de estar fazendo a Rodeo Road Trip – sequência de nove jogos fora de casa -, o time voltou da pausa para o All-Star Weekend direto em um back-to-back complicadíssimo, contra Clippers e Warriors. O resultado foi o esperado: duas derrotas. Na estrada, o time venceu duas e perdeu outras três partidas disputadas até aqui.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 12 pontos e 6 rebotes

Aron Baynes – 12 pontos e 10 rebotes

Boris Diaw – 11 pontos e 5 rebotes

Golden State Warriors

Stephen Curry – 25 pontos e 11 assistências

Klay Thompson – 20 pontos

Harrison Barnes – 16 pontos e 5 rebotes

Andre Iguodala – 14 pontos e 6 rebotes

Draymond Green – 11 pontos e 6 rebotes

David Lee – 11 pontos e 4 rebotes

Spurs (34-20) @ Warriors (42-9) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Golden State Warriors – Temporada Regular

Data: 20/02/2015

Horário: 01h30 (Horário de Brasília)

Local: Oracle Arena

Cotação no Apostas Online: Spurs 3,62 @ Warriors 1,29 (favorito)

Na madrugada desta sexta-feira para sábado, o San Antonio Spurs volta à quadra um dia depois da derrota para o Los Angeles Clippers. A equipe texana visita o Golden State Warriors, que tem a melhor campanha da NBA no campeonato. O retrospecto para os visitantes, no entanto, é positivo, já que o time texano é um dos dois que conseguiram vencer na Oracle Arena nesta temporada. Enquanto o alvinegro faz o segundo jogo em duas noites, a equipe mandante fará sua estreia depois do All-Star Weekend. Antes do intervalo, os californianos estavam com seis vitórias nos últimos sete compromissos.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-0)

12/11/2014 – Spurs 113 @ 100 Warriors

Em ótimo jogo de Tony Parker, o Spurs conseguiu mostrar o basquete que o levou ao título da temporada passada e venceu. O francês obteve 28 pontos e sete assistências, contra 16 pontos, seis rebotes e cinco assistências do astro adversário Stephen Curry.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Spliter

Fique de Olho – O veterano do Spurs jogou o All-Star Game e voltou com tudo para a temporada regular. Na derrota para o Clippers, Tim Duncan saiu de quadra com 30 pontos e 11 rebotes, convertendo 86% dos seus arremessos. Durante a partida, The Big Fundamental passou Alex English e agora é o 16º maior pontuador da história da NBA.

PG – Stephen Curry

SG – Klay Thompson

SF – Harrison Barnes

PF – Draymond Green

C – Andrew Bogut

Fique de Olho – Apesar de estar com a média de 17 acertos em 46 tentativas (37%) nos últimos três encontros com o Spurs, Stephen Curry é um dos principais candidatos ao MVP nesta temporada, com médias de 23,6 pontos e 7,9 assistências por jogo.