Spurs (34-19) @ Pistons (21-33) – Nosso Spurs

104×87

Na noite desta quarta-feira (11), o San Antonio Spurs conseguiu seu melhor resultado na Rodeo Road Trip até aqui. Depois de perder para o Toronto Raptors e suar para vencer o Indiana Pacers, a equipe texana bateu tranquilamente um Detroit Pistons que tem complicado a vida de muita gente ultimamente. Confira, a seguir, os principais pontos do confronto.

Parker fez boa partida (Reprodução/nba.com/spurs)

Armadores em alta

A dupla titular de armadores do Spurs se destacou junta na partida contra o Pistons, o que não acontecia há um bom tempo. Tony Parker, apesar dos cinco turnovers, deixou a quadra com 17 pontos (6-10 FG, 5-5 FT), seis assistências e três rebotes em 32:05 minutos, e Danny Green anotou 19 pontos (7-13 FG, 5-10 3 PT), oito rebotes, quatro assistências, duas roubadas de bola e dois tocos em 31:27 minutos.

Baynes foi titular de novo (Reprodução/nba.com/spurs)

Pivô titular?

Mais uma vez, Aron Baynes foi o escolhido para começar o jogo como pivô titular ao lado de Tim Duncan no garrafão do Spurs. O australiano parece mesmo ter conquistado a predileção de Gregg Popovich e, com seu estilo físico e atlético, pode ser útil para combater os jovens grandalhões que costumam complicar a vida do time texano. Contra o Pistons, o camisa #16 anotou 12 pontos (6-8 FG) e quatro rebotes em 24:05 minutos e ajudou a limitar Andre Drummond a dez pontos (4-10 FG, 2-6 FT), nove rebotes e dois tocos em 34:08 minutos.

Tiago Splitter, por sua vez, tem estilo mais técnico e parece combinar mais com a segunda unidade, focada na movimentação de bola – o brasileiro é um passador acima da média para a posição. Contra o Pistons, o camisa #22, mais uma vez saindo do banco de reservas, deixou a quadra com seis pontos (3-6 FG), sete rebotes e uma assistência em 16:39 minutos.

Aprendeu com os erros?

A vitória do Spurs foi construída principalmente no terceiro quarto, parcial em que o time apresenta mais dificuldades no campeonato. Contra o Pistons, a equipe texana anotou 34 pontos e permitiu apenas 24 no período, encaminhando assim seu 34ª triunfo na temporada.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Danny Green – 19 pontos, 8 rebotes, 4 assistências, 2 roubos de bola e 2 tocos

Tony Parker – 17 pontos, 6 assistências e 3 rebotes

Manu Ginobili – 13 pontos

Aron Baynes – 12 pontos e 4 rebotes

Marco Belinelli – 10 pontos e 3 assistências

Detroit Pistons

D.J. Augustin – 22 pontos, 6 assistências e 3 rebotes

Kentavious Caldwell-Pope – 20 pontos e 3 rebotes

Andre Drummond – 10 pontos, 9 rebotes e 2 tocos

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é editor assistente do UOL Esporte. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 12/02/2015, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s