Arquivo diário: 29/01/2015

Spurs (30-17) vs Hornets (19-27) – Pra embalar

95×86

Na noite desta quarta-feira (28), o San Antonio Spurs conquistou mais uma vitória em casa, embalando uma sequência de oito triunfos nas últimas dez partidas. Foi o terceiro resultado positivo seguido da equipe texana, que agora sobe para a sexta colocação da Conferência Oeste, ultrapassando os rivais do Dallas Mavericks. Já o Charlotte Hornets, sentindo a ausência do seu armador Kemba Walker, permaneceu na oitava posição da Conferência Leste, se distanciando bastante dos líderes. Veja, a seguir, os principais pontos do confronto.

Parker foi o cestinha do Spurs (Reprodução/nba.com/spurs)

Senhor double-double

O veterano e futuro hall da fama Tim Duncan conquistou mais um double-double. Diante do forte garrafão do Hornets, The Big Fundamental anotou 12 pontos e 14 rebotes, além de proteger o aro de sua equipe com três tocos. O pivô Al Jefferson, um dos principais atletas do Hornets, também teve grande atuação e double-double, com 17 pontos e 16 rebotes.

Duncan e Green se destacaram (Reprodução/nba.com/spurs)

Consistente

Mesmo não sendo um dos astros da equipe, o antes anônimo Danny Green é agora peça fundamental na rotação do Spurs. Após um começo lento, o ala-armador vem provando seu valor por meio de atuações consistentes, tanto no ataque como na defesa. Contra o Hornets, converteu quatro bolas de três pontos, uma de suas especialidades, e finalizou a partida com 16 pontos no total. Do lado defensivo, saiu de quadra com três tocos e duas roubadas de bola.

Dormindo no ponto

O Spurs começou a partida dominante, indo para o intervalo vencendo por 55 a 38. Entretanto, no terceiro quarto a equipe perdeu o norte e quase deixou o Hornets virar a partida. Por sorte, o último período e uma provável bronca de Gregg Popovich fizeram com que a equipe terminasse a partida vitoriosa.

Assumindo responsabilidade

Pelo lado adversário, quem incomodou foi o ala-armador Gerald Henderson, que, na ausência de Kemba Walker, seu companheiro de perímetro e grande astro da equipe, se viu obrigado a assumir responsabilidade e arremessar com mais frequência. E o ala-armador não fez feio e saiu de quadra com 18 pontos, se tornando o cestinha do confronto.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 17 pontos e 5 assistências

Danny Green – 16 pontos, 5 rebotes, 3 tocos e 2 roubos de bola

Tim Duncan – 12 pontos, 14 rebotes e 3 tocos

Charlotte Hornets

Gerald Henderson – 18 pontos e 3 assistências

Al Jefferson – 17 pontos e 16 rebotes

Michael Kidd-Gilchrist – 14 pontos e 3 rebotes

Anúncios

Parker é eleito o jogador europeu de 2014

Nesta quarta-feira (28), a Fiba Europa anunciou, por meio de seu site oficial, que o armador Tony Parker foi eleito o principal jogador europeu de 2014. É o segundo ano consecutivo em que o astro francês do San Antonio Spurs fica com esta honraria.

Parker foi campeão da NBA em 2014 (NBAE/Getty Images)

Em 2014, Parker foi um dos jogadores que guiaram o Spurs ao título da NBA. Foi a quinta conquista da história da franquia e a quarta do armador francês.

“Me deixa realmente orgulhoso. Essa honraria coroa nossa grande temporada com o Spurs, que terminou com a conquista da NBA. Voltar tão forte depois da derrota que tivemos na última partida contra o Miami em 2013 é realmente fantástico. Mostramos um estilo de basquete que era quase perfeito. Eu agradeço profundamente a todos que votaram em mim. Estou orgulhoso por receber esse troféu”, disse Parker.

Com as duas honrarias, Parker se junta a grandes nomes como Andrei Kirilenko, Dirk Nowitzki e Pau Gasol, outros bicampeões da eleição. Boris Diaw, companheiro do astro no Spurs, ficou em terceiro neste ano. Clique aqui e veja a classificação completa.

Spurs traz Williams para o lugar de Green

Na quarta-feira (28), o vínculo de dez dias de JaMychal Green com o San Antonio Spurs se encerrou e a franquia decidiu não renová-lo. Para o seu lugar, a diretoria agiu rapidamente e contratou o ala Reggie Williams, que vinha atuando pelo Oklahoma City Blue, da D-League. O reforço, que também assinou por dez dias, foi confirmado no site oficial do alvinegro.

Williams em ação pelo Blue (Reprodução/thunderobsessed.com)

Nos dez dias em que ficou no Spurs, Green disputou duas partidas e apresentou médias de quatro pontos, dois rebotes e um toco em nove minutos por exibição.

Williams, por sua vez, disputou 13 jogos pelo Blue na temporada 2014/2015 da D-League e obteve, em média, 16,8 pontos, 5,3 rebotes e 3,3 assistências em 31,9 minutos por exibição. A franquia texana já havia demonstrado interesse em contar com o ala em 2011.

O novo camisa #55 do Spurs chega para tentar ganhar minutos como reserva de Kawhi Leonard, já que o novato Kyle Anderson está no Austin Spurs para ganhar experiência. Até aqui, o jovem ala disputou quatro jogos na temporada da D-League e apresenta médias de 21,5 pontos, 11 rebotes e 6,5 assistências em 42,1 minutos por exibição.