Spurs (22-15) vs Suns (22-17) – Coadjuvantes no comando

100×95

O San Antonio Spurs enfrentou, na noite desta sexta-feira (9), a equipe do Phoenix Suns, no AT&T Center, e saiu de quadra vitorioso. Com boas atuações dos jogadores não pertencentes ao Big Three, os texanos sofreram um pouco, mas conseguiram o resultado positivo diante do time do Arizona. Vamos, a seguir, aos principais pontos do confronto:

Tiago Splitter foi um dos destaques do time na partida (Reprodução/nba.com/spurs)

Tiago Splitter foi um dos destaques do time na partida (Reprodução/nba.com/spurs)

Coadjuvantes em ação

Com a volta de quase todo o elenco, o técnico Gregg Popovich tem feito um grande revezamento entre os jogadores. O Big Three vem sendo poupado ao máximo, visto que Tony Parker, por exemplo, perdeu uma boa parte da temporada por conta de lesões. Mesmo utilizando pouco seu trio de astros, o treinador vê os chamados coadjuvantes correspondendo e mantendo sempre a equipe forte durante todo o duelo. A partida contra o Suns mostra a importância desses atletas, visto que, dos os 100 pontos do time texano, apenas 23 foram marcados pelo francês, por Manu Ginobili e por Tim Duncan somados. O plantel completo e sem muitos lesionados – a exceção é o ala Kawhi Leonard – traz uma confiança ao torcedor, que já viu o alvinegro perder muitas partidas nesta temporada.

Patty Mills vem recuperando sua boa forma (Reprodução/nba.com/spurs)

Maldição do terceiro quarto

Aparentemente, a maldição do terceiro quarto está de volta para assombrar a torcida da equipe de San Antonio. Na partida anterior, na derrota para o Detroit Pistons, os texanos tiveram um “apagão” na volta dos vestiários após um primeiro tempo tranquilo, perdendo assim uma partida que estava ganha. Contra o Suns, o mesmo aconteceu. Anotando apenas dez pontos na parcial contra 26 dos adversários, o Spurs teve de correr atrás do resultado para não sofrer outro revés.

Dor de cabeça

E das boas! Com a volta de Tony Parker à armação, o técnico Gregg Popovich terá uma dor de cabeça: escolher entre Patty Mills ou Cory Joseph para firmar a sua rotação. O canadense vinha fazendo ótima temporada sendo reserva imediato e, em algumas partidas, até começando como o titular do time. A volta do australiano traz um jogador que foi de suma importância durante o título do ano passado.

Cabe a Pop saber dosar bem o tempo de cada um, lembrando ainda que o camisa #8 algumas vezes joga como ala-armador, podendo, talvez, ser um reserva para Ginobili.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Danny Green – 20 pontos e 4 rebotes

Patty Mills – 15 pontos

Tim Duncan – 12 pontos, 7 rebotes e 5 assistências

Cory Joseph – 11 pontos e 5 assistências

Tiago Splitter – 7 pontos e 14 rebotes

Phoenix Suns

Eric Bledsoe – 19 pontos e 10 assistências

Pj Tucker – 19 pontos e 6 rebotes

Goran Dragic – 17 pontos

Gerald Green – 16 pontos

Isaiah Thomas – 11 pontos

Sobre Vinicius Nordi Esperança

Mestrando da UFSCar. Desenvolvedor web. Spursnático e Palmeirense sofredor. email: viniciusnordiesperanca@gmail.com

Publicado em 10/01/2015, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.