Spurs (21-15) vs Pistons (10-24) – Na lata do lixo

104×105

Após duas vitórias consecutivas no AT&T Center, o San Antonio Spurs recebeu o Detroit Pistons na noite desta terça-feira (6) e se viu em boas condições para obter o terceiro triunfo seguido, mas desperdiçou uma grande liderança e, na jogada final, entregou a bola para o adversário, que converteu cesta no último segundo para decretar a derrota dos texanos no jogo que marcou o retorno de Tony Parker ao alvinegro. Veja os principais pontos da partida:

Acredite ou não: Ayres foi o cestinha do Spurs (Reprodução/nba.com/spurs)

Lambança

O Spurs abriu 18 pontos de vantagem no primeiro quarto e chegou a estar vencendo por 18 em determinado ponto do segundo. O bom começo deu a impressão de que o time texano venceria facilmente e engrenaria uma boa sequência na temporada. Porém, o Pistons foi, aos poucos, cortando a diferença e até conseguiu a virada. Mesmo assim, o time texano chegou em boas condições na reta final do jogo: vencendo por 104 a 103 com a posse da bola restando oito segundos para o fim após tempo pedido por Gregg Popovich. Porém, Tim Duncan errou a cobrança de lateral, a equipe de Detroit recuperou a bola e, no contra-ataque, Brandon Jennings converteu a bola que deu a vitória aos visitantes no estouro do cronômetro.

Duncan errou bola decisiva (Reprodução/nba.com/spurs)

Rotação dos armadores

Muitos se perguntavam o que aconteceria com a rotação dos armadores do Spurs agora que Tony Parker voltou, já que Patrick Mills é o reserva, em tese, mas Cory Joseph faz a melhor temporada de sua carreira até aqui. Porém, ainda não tivemos a resposta para essa pergunta. Isso porque o francês jogou por apenas 12:58 minutos – todos eles no primeiro tempo -, anotando três pontos e duas assistências. Após o jogo, o técnico Gregg Popovich afirmou que o astro estava bem, e que poupá-lo foi uma opção da equipe técnica por conta do longo tempo de inatividade. Com isso, o canadense anotou sete pontos, quatro assistências e quatro rebotes em 26:54 minutos, enquanto o australiano deixou a quadra com seis pontos e três rebotes em 20:33 minutos.

Surpresa positiva

Uma das únicas partes positivas da derrota do Spurs para o Pistons foi o bom desempenho de Jeff Ayres.

Pop costuma revezar Matt Bonner e Aron Baynes como quarto big man da rotação, atrás de Tim Duncan, Tiago Splitter e Boris Diaw, mas, contra o Pistons, resolveu dar uma chance para o camisa 11, que não decepcionou. Foram 16 pontos, quatro rebotes e um toco em apenas 16:55 minutos para o ala-pivô, que aproveitou bem os raros minutos que recebeu.

Calibrado de novo

Nos últimos dez jogos, Danny Green havia acertado apenas 25 das 66 bolas de três pontos que havia arremessado – aproveitamento de 37,8%, abaixo dos 40,5% que tem na temporada e dos 41,9% que tem na carreira. Porém, contra o Pistons, o ala-armador converteu três dos cinco tiros do perímetro que tentou, mostrando que está nos trilhos para se recuperar.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Jeff Ayres – 16 pontos e 4 rebotes

Tim Duncan – 15 pontos, 7 rebotes e 2 tocos

Danny Green – 13 pontos, 6 rebotes, 3 assistências e 2 roubos de bola

Marco Belinelli – 12 pontos e 3 rebotes

Manu Ginobili – 11 pontos, 8 assistências, 3 rebotes e 2 roubos de bola

Tiago Splitter – 10 pontos e 7 rebotes

Boris Diaw – 10 pontos e 3 rebotes

Detroit Pistons

Andre Drummond – 20 pontos, 17 rebotes e 2 roubos de bola

D.J. Augustin – 19 pontos e 5 assistências

Greg Monroe – 17 pontos, 11 rebotes, 3 assistências e 2 roubos de bola

Brandon Jennings – 13 pontos e 7 assistências

Jodie Meeks – 13 pontos, 3 assistências e 3 rebotes

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 07/01/2015, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. Não era para ter perdido essa. Parker, Joseph e Mills não jogaram bem mas vamos ver os demais jogos desse mês.

  2. Espora Pentacampeão

    Perdi um dinheiro nesse jogo. para mim o erro foi não ter passado a bola pro manu faltando 8s
    Obvio que eles fariam a falta e manu converteria os dois LL.

  1. Pingback: Spurs (21-15) vs Suns (22-16) – Temporada regular | Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs (22-15) vs Suns (22-17) – Coadjuvantes no comando | Spurs Brasil

  3. Pingback: Spurs (33-19) @ Pistons (21-32) – Temporada Regular | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s