Arquivo diário: 27/12/2014

Spurs (18-13) @ Pelicans (15-14) – Tempo ruim

90×97

A equipe do San Antonio Spurs enfrentou, na noite desta sexta-feira (26), o New Orleans Pelicans, atuando longe de sua casa, e perdeu o duelo por 97 a 90. Diante da bela atuação do ala-pivô adversário Anthony Davis, os texanos chegaram à marca de apenas três vitórias nos últimos dez jogos. Confira, a seguir, os destaques da partida:

O camisa #23 foi o carrasco da noite (Repodução/NBA.com/spurs)

Péssima fase

Fazia tempo que não víamos um Spurs com aproveitamento tão ruim quanto esse. Não que o time tenha jogado mal contra o Pelicans – porém, com o resultado, os texanos chegaram à marca de seis derrotas nos últimos sete duelos. Nas últimas dez partidas, foram apenas três triunfos dos atuais campeões da NBA. Ainda é cedo para afirmar algo por ser no inicio da temporada, mas o ideal seria abrir os olhos, pois times como Golden State Warriors e Portland Trail lazers estão fazendo estrago na Conferência Oeste.

Duncan tentou, mas não impediu o revés (Repodução/NBA.com/spurs)

O peso dos desfalques

A má fase texana também pode ser atribuída aos desfalques. No departamento médico, podemos encontrar Kawhi Leonard, MVP da última final, e Patty Mills, que evoluiu muito na temporada passada, se tornando o reserva imediato de Tony Parker, que também não atuou contra o Pelicans por conta de um problema na coxa esquerda. Com isso, jogadores com pouca expressão perto dos grandes nomes são obrigados a chamarem o jogo para si e isso pode ser um problema, como foi o caso de Matt Bonner, que foi cestinha do alvinegro na derrota para o Oklahoma City Thunder, algo bem incomum para a franquia.

Claro que poderemos contar com Manu Ginobili e Tim Duncan, mas não será para sempre. Os veteranos somaram 32 pontos – 20 do pivô e 12 do argentino. Com isso, surgem nomes como Cory Joseph, que fez uma das suas melhores partidas com a camisa do Spurs, somando 20 pontos e cinco assistências, e Marco Belinelli, que deixou a quadra com 13 pontos.

Quem pára o Monocelha?

No confronto desta sexta, foi possível ver duas gerações de alas-pivôs de alto nível em quadra: Tim Duncan e Anthony Davis. Primeira escolha do Draft de 2012, o astro do Pelicans tem se mostrado um dos mais versáteis na sua posição, isso tudo sendo novo, com apenas 23 anos de idade. O camisa #23 marcou 22 pontos, pegou 12 rebotes e distribuiu três assistências, além dos dois roubos de bola e cinco tocos. Números de espantar qualquer um. Na temporada, o jovem tem médias aproximadas de 24 pontos e dez rebotes por exibição.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 20 pontos, 11 rebotes e 4 assistências

Cory Joseph – 20 pontos e 5 assistências

Marco Belinelli – 13 pontos

Manu Ginobili -12 pontos e 5 assistências

New Orleans Pelicans

Anthony Davis – 22 pontos, 12 rebotes, 5 tocos, 3 assistências e 2 roubos de bola

Ryan Anderson – 22 pontos, 7 rebotes e 2 assistências

Jrue Holiday – 15 pontos, 7 assistências e 5 rebotes

Austin Rivers – 12 pontos e 5 assistências