Arquivo diário: 20/11/2014

Spurs (7-4) @ Cavaliers (5-5) – Rival? Não, freguês mesmo!

92×90

Pouco antes do jogo entre San Antonio Spurs e Cleveland Cavaliers, o ala LeBron James, astro adversário, havia dito que não encarava os texanos como seus rivais, mesmo sendo eles responsáveis por duas de suas três derrotas em finais. Bem, é compreensível que ele não encare como rivalidade o que na verdade é freguesia. E confirmada com mais uma vitória, 92 a 90, mesmo com o alvinegro jogando como visitante em Ohio. Ela veio com atuação inspirada de Kawhi Leonard, que cada vez mais vem se firmando como um dos pesadelos do camisa #23 na liga. Vamos ao que de melhor aconteceu no duelo.

Ginobili roubou a bola de LeBron nos segundos finais e decretou a vitória texana (NBAE/Getty Images)

Ei, Zé Colmeia!

“Bobo” brilhou em Cleveland (NBAE/Getty Images)

Destaque na vitória sobre o Philadelphia 76ers, Matt Bonner não atuou por conta de uma virose e deu lugar a Boris Diaw no time titular do Spurs. E o ala-pivô francês brilhou muito. Com excelente movimentação e a inteligência que já lhe é padrão, o Zé Colmeia foi destaque com 19 pontos, sete assistências e seis rebotes, desafogando o ataque diante da boa defesa adversária.

Por outro lado…

Se no ataque a ausência de um pivô de ofício foi benéfica, na defesa não podemos dizer o mesmo. Kawhi Leonard marcava LeBron James e Tim Duncan, quando não dobrava nessa defesa, estava em Kevin Love.

Pois então, Anderson Varejão sobrou sozinho em muitos momentos e soube aproveitar, saindo de quadra com 23 pontos, terminando como o cestinha do duelo.

Já virou tradição!

Leonard novamente foi muito bem, principalmente na quadra de defesa. O ala exerceu ótimo trabalho em LeBron, limitando o adversário a apenas 15 pontos (6-17 FG), pontuação bem abaixo dos 35 em média que o fizeram ser o melhor atleta da Conferência Leste na última semana. O astro ainda cometeu cinco erros de ataque, sendo um decisivo no fim.

Boa defesa = vitória

A grande preocupação do Spurs era parar o trio de astros do adversário, formado por LeBron, Love e Kyrie Irving. Pois bem, apenas o último fez jogo bom, e esse fator acabou sendo decisivo para a vitória texana. Combinados, os três saíram de quadra com 45 pontos, mas baixo aproveitamento nos arremessos de quadra: 17 convertidos em 44 tentativas. Ponto para o forte esquema defensivo armado por Gregg Popovich.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 19 pontos e 10 rebotes

Boris Diaw – 19 pontos, 7 assistências e 6 rebotes

Kawhi Leonard – 12 pontos, 10 rebotes, 4 assistências e 4 roubos de bola

Cleveland Cavaliers

Kyrie Irving – 20 pontos

LeBron James – 15 pontos e 9 assistências