Arquivo diário: 09/11/2014

Spurs (2-3) vs Pelicans (3-2) – Reação tardia demais

99×100

O San Antonio Spurs ficou atrás no placar durante praticamente todo o jogo contra o New Orleans Pelicans, na noite deste sábado (8), no AT&T Center. No entanto, uma virada nos segundos finais deu esperança para os torcedores da equipe texana. Porém, o astro dos visitantes, Anthony Davis, fez o ponto decisivo com seis segundos no relógio e deu números finais ao duelo: 100 a 99. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto:

Spurs vs Pelicans 11/08/14

Parker, rodeado pelo adversário, foi o melhor jogador do Spurs em quadra (Reprodução/NBA)

Foi quase

O Spurs entrou no último quarto atrás por dez pontos e não parecia ter forças para conseguir se aproximar da equipe adversária. Então, o treinador Gregg Popovich resolveu descansar seus astros e deixar o segundo esquadrão terminar a partida. E foi justamente essa formação sem Tony Parker, Manu Ginobili e Tim Duncan que conseguiu encostar no placar. Com 22 segundos para o fim da partida e o time texano atrás por apenas dois pontos, o Big Three voltou para quadra, mas foi Danny Green o responsável pela virada.

Com uma falta sofrida na linha de três pontos, o ala-armador foi até a linha de lance livre e virou o jogo com 12 segundos no relógio. A alegria durou pouco, já que o nome do jogo, Anthony Davis, virou de volta para o Pelicans, com seis segundos restando para o fim do jogo. Ainda deu tempo de Kawhi Leonard do outro lado tentar, sem sucesso, a cesta final.

Na bola em que Davis decidiu, quem estava em sua marcação era Aron Baynes. Duncan estava no banco. O ala-pivô do Pelicans terminou o jogo com 27 pontos e 11 rebotes.

Spurs vs Pelicans 11/08/14

No duelo entre Duncan e Davis, o jogador do Pelican saiu vitorioso

The Big Fundamental

Tim Duncan teve um jogo discreto, mas, para ele, um jogo discreto também pode representar um duplo-duplo. Com 11 pontos e dez rebotes, o ala-armador chegou a marca de 800 duplo-duplos, se tornando apenas o sexto jogador na história a atingir esse número. Ele está apenas 14 duplo-duplos atrás de Karl Malone, que é o quinto da lista.

Início duro

O Spurs está com um recorde negativo, tendo perdido mais (três) do que vencido (duas). Tudo bem que são apenas cinco jogos, mas serve como alerta. A Conferência Oeste é muito complicada e, se não acordar logo, o time pode não ficar entre os primeiros para o playoffs e não ter a vantagem de jogar em casa. Os próximos adversários do time são o Los Angeles Clippers, na segunda, e Golden State Warriors, na terça. Então, não é impossível que o time fique com até três derrotas atrás de uma campanha com 50%.

Cadê o banco?

Em geral, o Spurs até que apresentou números finais positivos. Parker com 28 pontos, Manu com 17, Duncan 11, Green 16 e Leonard 14. Apenas Boris Diaw não teve dois dígitos de pontuação entre os titulares. No entanto, o banco, sem levar em conta o ala-armador argentino, foi pouco produtivo. Foram apenas sete pontos: três de Cory Joseph e quatro de Aron Baynes. Patrick Mills, Marco Belinelli e Tiago estão fazendo uma falta grande.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 28 pontos e 4 assistências

Manu Ginobili – 17 pontos

Danny Green – 16 pontos e 4 rebotes

Kawhi Leonard – 14 pontos e 14 rebotes

Tim Duncan –  11 pontos e 10 rebotes

New Orleans Pelicans

Anthony Davis – 27 pontos e 11 rebotes

Tyreke Evans – 18 pontos e 5 assistências

Jrue Holiday – 15 pontos e 11 assistências

Eric Gordon – 14 pontos e 3 assistências