Arquivo mensal: junho 2014

Manu e Splitter vão jogar a Copa do Mundo

Mais dois representantes do San Antonio Spurs vão vestir as camisas de suas respectivas seleções na Copa do Mundo de basquete deste ano, que será realizada entre 30 de agosto e 14 de setembro, na Espanha. O argentino Manu Ginobili e o brasileiro Tiago Splitter tiveram suas participações na competição confirmadas ao longo da semana.

Campeão da NBA, Manu vai defender a Argentina (NBAE/Getty Images)

Depois de se mostrar indeciso em relação à sua participação no torneio após o Spurs sagrar-se pentacampeão da NBA, Ginobili usou a sua conta pessoal no Twitter na sexta-feira (20) para comunicar que decidiu defender a Argentina novamente.

Splitter, por sua vez, foi convocado pelo argentino Rubén Magnano, técnico da Seleção Brasileira, na quinta-feira (18). O pivô brasileiro faz parte de uma pré-lista de dez nomes anunciada pelo treinador. Mais dois jogadores ainda devem ser adicionados.

Com isso, Manu e Splitter se juntam a Boris Diaw, que também vai disputar a Copa do Mundo, vestindo a camisa da França. Tony Parker, por sua vez, está fora da competição.

Sem Parker, França terá Diaw; Manu segue indeciso

Astro do San Antonio Spurs, Tony Parker está, oficialmente, fora da Copa do Mundo de basquete deste ano, que será realizada entre 30 de agosto e 14 de setembro, na Espanha. A informação já havia sido antecipada por Patrick Beesley, diretor técnico da seleção francesa. Por outro lado, Boris Diaw, seu compatriota, confirmou que vai disputar a competição. Já o argentino Manu Ginobili segue indeciso em relação à sua participação.

Tony Parker está fora do Mundial de Basquete 2014 (FIBA)

Tony Parker está fora do Mundial de Basquete 2014 (FIBA)

Diaw confirmou, após o Spurs sagrar-se pentacampeão da NBA ao vencer o jogo 5 contra o Miami Heat, ainda no AT&T Center, sua presença na competição internacional.

“Com certeza eu irei jogar pela França. Vou tirar alguns dias de folga, para relaxar, e então estarei de volta”, disse o ala-pivô, em entrevista ao site americano Project Spurs.

Por sua vez, Ginobili segue indeciso em relação ao torneio. Campeão da Olimpíada de 2004 com a chamada “Geração de Ouro” da Argentina, o ala-armador disse que precisa levar em consideração sua família e o lado físico, mas prometeu uma definição em breve. “

“Eu tentarei tomar minha decisão até o fim dessa semana”, declarou o camisa #20 do Spurs, de acordo com reportagem do site americano Spurs Nation.

Becky e Pop

Vestiario Feminino

Um time da cidade do Alamo foi campeão. Devido à incrível conquista do San Antonio Spurs, essa coluna foi postergada para a terça-feira, a fim de comemorarmos com bastante folga e intensidade o título dessa temporada da NBA. O quinto anel, a propósito (é muito bom lembrar disso). E para lembrar os vencedores do maior campeonato de basquete do mundo, o Vestiário Feminino vai falar um pouco sobre algo que foi bastante repercutido e merece atenção.

Becky Hammon acompanha partida do Spurs ao lado de Tony Parker, com quem discute diversas jogadas. À frente dos dois, o técnico Gregg Popovich (Billy Calzada/San Antonio Express)

O que Becky Hammon e o Spurs tem a ver um com o outro? Bom, a ala-armadora joga na franquia de basquete feminino da empresa Spurs Sports & Entertainment, os dois estão na mesma cidade, vestem as mesmas cores e jogam no mesmo ginásio. Até que são muitos pontos em coincidência. Mas e com o treinador Gregg Popovich?

O coach campeão recebeu a jogadora da WNBA em seus treinamentos da equipe masculina enquanto ela estava se recuperando da lesão que a deixou de fora da quadra no ano passado. Tudo começou quando Dan Hughes e a veterana conversavam e o assunto vida pós-quadra foi levado à tona. Hammon confessou que estava em um momento de sua vida no qual era necessário pensar na vida pós-aposentadoria. E uma opção foi a mais cotada: ser técnica.

Conhecendo sua atleta e ciente de seu potencial, o técnico do San Antonio Stars não pensou duas vezes e foi até o cara que era ninguém menos do que seu companheiro de profissão, Popovich. Diferente da recepção usual de mulheres em ambientes esportivos masculinos, Hammon foi muito bem aceita entre os jogadores do Spurs em sua “clínica com Pop”.

Entre um dos "comandados" na fase de teste de Hammon como técnica, estava o argentino Manu Ginobili (Billy Calzada/San Antonio Express)

Entre um dos ‘comandados’ na fase de teste de Hammon como técnica, estava o argentino Manu Ginobili (Billy Calzada/San Antonio Express)

Talvez, o fato de ela já ser bem envolvida com a franquia e participante das ações do time masculino tenha ajudado no entrosamento com o elenco campeão. Tony Parker já foi visto com Hammon em alguns jogos do Spurs. Duncan já ganhou o Haier Shooting Stars em trio formado pelo pivô, seu ex companheiro David Robinson e a estrela do Stars.

Não é raro surgirem fotos das jogadoras do Stars em jogos do Spurs, principalmente Hammon.

O resultado de seu período de aprendizado foi completamente positivo. De acordo com o comandante do atual campeão da NBA, a ala-armadora tem um talento nato para o basquete e não seria surpresa se fosse bem como técnica. O próprio Parker, durante um dos treinos, brincou: “O Gregg não manda mais aqui. Quem manda é a Becky”, disse o francês.

De fato, como já foi dito diversas vezes, é esperado apenas o momento em que Hammon anunciará sua aposentadoria. Enquanto isso, é bom saber que o seu tutor para a vida na lateral na quadra seja ninguém menos do que Pop.

Essa semana é de comemoração. O CINCO, do Spurs, emocionou a todos, inclusive essa colunista que tem dois pés no basquete feminino e de vez em quando pena para acompanhar os garotos. Mas aquele domingo à noite, aquela sensação de “é campeão”, e com classe, com direito a um brasileiro no elenco, é inexplicável.

Por isso, hoje até o Vestiário Feminino foi em homenagem a eles, principalmente ao incrível técnico que Pop é. Parabéns a todos nós!

(Você pode conferir o vídeo de Hammon como assistente do Spurs por alguns dias aqui).

Knicks tem interesse em Mills

O elenco do San Antonio Spurs campeão da NBA já começa a chamar atenção de outras franquias ao redor da liga profissional americana. De acordo com reportagem do site americano Project Spurs, o New York Knicks tem interesse no armador australiano Patrick Mills.

Mills comemora o título da NBA com Duncan (Reprodução/facebook.com/Spurs)

Segundo o jornal americano The New York Post, jogar em Nova York agradaria a Mills.

“Nova York é definitivamente uma cidade em que Mills gostaria de jogar. Ele tem essa personalidade”, disse uma fonte ouvida pelo periódico.

Mills se tornará agente livre irrestrito nesta offseason. Na última temporada, ele recebeu US$ 1.133.950,00, 12º maior salário pago pela franquia texana. O armador  australiano apresentou médias de 10,2 pontos e 2,1 rebotes em 18,9 minutos por exibição na fase de classificação e 7,3 pontos e 1,5 rebotes em 15,2 minutos por partida nos playoffs.

Além disso, em dezembro, surgiu o rumor de que o Knicks teria interesse em Tony Parker.

Spurs (4) vs Heat (1) – Somos todos campeões

104×87

O San Antonio Spurs é, enfim, pentacampeão da NBA. Depois de bater na trave inúmeras vezes nos últimos anos, o time alvinegro venceu o Miami Heat por 104 a 87 neste domingo (15), fechando a série decisiva em apenas cinco jogos, impondo o incontestável placar de 4 a 1. Com cinco títulos, a franquia texana é a quarta maior vencedora da história da liga americana, atrás de Boston Celtics (17), Los Angeles Lakers (16) e Chicago Bulls (seis).

Eis o time campeão da NBA (Foto: NBAE/Getty Images)

Big Three para sempre 

Triste acreditar que, a cada segundo que passa, a era mais vencedora do time que aprendemos a amar fica mais perto do fim. Mais uma vez, tivemos a oportunidade de ver, em quadra, três dos maiores jogadores da história do Spurs mostrando seu talento em quadra. Manu Ginobili foi o grande responsável por manter o alvinegro no jogo depois que o Heat abriu 16 pontos ainda no primeiro quarto, e terminou a partida com 19 pontos, quatro assistências e quatro rebotes. Tim Duncan foi o porto seguro de sempre dos dois lados da quadra, anotando 14 pontos, oito rebotes e dois tocos. E Tony Parker começou muito mal, mas se recuperou a tempo de obter 16 pontos na partida. Históricos!

O primeiro brasileiro campeão da liga (NBAE/Getty Images)

E depois?

Se a era do Big Three se aproxima de um fim, já temos um pilar para sustentar a franquia no futuro. O nome dele é Kawhi Leonard, o MVP das finais de 2014. Neste domingo, o ala foi o cestinha do Spurs, com 22 pontos, e o líder em rebotes, com dez. Terminou a série com médias de 17,8 pontos e 6,4 rebotes em 33,4 minutos por exibição. Tudo isso tendo a missão de defender LeBron James, para muitos o melhor jogador de basquete do planeta. Sem dúvidas, o protagonista do alvinegro texano em um futuro não tão distante.

Brasil tem campeão

O domingo não é só inesquecível para o Spurs, como também promete ficar marcado como histórico para o basquete brasileiro. Titular em toda a temporada regular, Tiago Splitter se tornou o primeiro jogador nascido no país a ser campeão da NBA. Foi a terceira vez que um brazuca chegou à final da liga profissional americana, e as outras duas também envolveram a equipe de San Antonio.

Em 2007, Anderson Varejão, pelo Cleveland Cavaliers foi derrotado pela franquia texana; e, no ano passado, o próprio Splitter havia batido na trave contra o Heat. Vingança!

Spurs Brasil é campeão

Fundado oficialmente no dia 11/02/2008, o Spurs Brasil finalmente teve a alegria de cobrir pela primeira vez um título do Spurs. Desde então, foram 4.158 posts, pouco mais de 11,7 mil comentários e de 931 mil visualizações até que chegasse o dia que todos nós sonhávamos e que tantas vezes bateu na trave. Oportunidades não faltaram!

No ano de criação do blog, veio a derrota para o Los Angeles Lakers na final da Conferência Oeste. Depois, em 2009, após boa campanha na temporada regular, o revés para o Dallas Mavericks logo na primeira rodada dos playoffs. Um ano depois, logo depois de dar o troco no rival local, a varrida do Phoenix Suns na semifinal de conferência.

Os anos seguintes chegaram concorrem à cobertura mais frustrante da história do Spurs Brasil. Em 2011, após liderar o Oeste na temporada regular, o time texano sofreu a histórica e vexatória derrota para o Memphis Grizzlies na primeira rodada dos playoffs. Em 2012, a frustrante derrota de virada para o Oklahoma City Thunder após 20 vitórias seguidas. E, no ano passado, a fatídica série em que o título escapou por segundos contra o Miami Heat.

Mesmo assim, com tantas frustrações seguidas, o blog nunca chegou nem perto de morrer. E é com orgulho que posso dizer isso sobre o projeto que, em 2008, começou tão modestamente para mim. Por isso, agradeço especialmente a dois grupos. Primeiramente, obrigado à dedicação de Bruno Alves, Glauber da RochaJuliano Medeiros, Leonardo Sacco, Renan Belini, Roberta Rodrigues, Sergio Neto, Victor Moraes, Vinicius Esperança, meus atuais companheiros de blog, e a todos que já passaram por aqui. Se não fossem por vocês, jamais teria conseguido levar o Spurs Brasil até onde ele está hoje.

Além disso, claro, não posso deixar de agradecer a fidelidade dos nossos leitores. Gostamos de escrever sobre o Spurs, mas não seria a mesma coisa se não existisse tanta gente interagindo conosco no blog, no nosso Twitter, na nossa fanpage no Facebook e no nosso Fórum de Discussão. Podem ter certeza que, nesses mais de seis anos, não houve alegria maior do que escrever sobre o título da equipe texana para vocês. Obrigado a todos!

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 22 pontos e 10 rebotes

Manu Ginobili – 19 pontos, 4 assistências e 4 rebotes

Patrick Mills – 17 pontos

Tony Parker – 16 pontos

Tim Duncan – 14 pontos, 8 rebotes e 2 tocos

Miami Heat

LeBron James – 31 pontos, 10 rebotes, 5 assistências e 2 tocos

Chris Bosh – 13 pontos e 7 rebotes

Dwyane Wade – 11 pontos e 3 rebotes