Arquivo diário: 11/06/2014

Buford nega que Spurs esteja contratando Messina

General Manager do San Antonio Spurs, R.C. Buford negou que a franquia texana esteja contratando o treinador italiano Ettore Messina para sua comissão técnica. De acordo com reportagem do site americano Spurs Nation, o dirigente afirmou que não pretende negociar com ninguém enquanto não existirem vagas na equipe de Gregg Popovich.

Messina: reforço para o Spurs? (Reprodução/tuttosport.com)

“Alguém está deixando nossa comissão técnica e eu não sei? Nós não conversamos com ninguém a respeito de um emprego na comissão para a próxima temporada”, disse Buford.

A informação da negociação de Messina com o Spurs foi publicada pelo jornal italiano Corrieri di Bologna e confirmada pelo site Sportando, do mesmo país.

Messina é treinador desde 1989 e tem quatro títulos da Euroliga em seu currículo. Entre 2000 e 2002, ele foi comandante de Manu Ginobili no Virtus Bologna e, juntos, os dois venceram uma Euroliga, um Campeonato Italiano e duas Copas da Itália. O técnico está atualmente no CSKA e, pelo time russo, perdeu para o Spurs por apenas 95 a 93 na última pré-temporada.

Anúncios

Spurs (2) @ Heat (1) – Em Kawhi nós confiamos

111×92

O ala Kawhi Leonard teve a melhor atuação de sua carreira e liderou o San Antonio Spurs para sua segunda vitória na final da NBA, nesta terça-feira (10), quando a equipe texana bateu o Miami Heat por 111 a 92, em jogo realizado na Flórida. O time visitante, que agora lidera por 2 a 1, teve um primeiro tempo praticamente perfeito, acertando 24 dos 32 arremessos de quadra. As duas equipes voltam a se encontrar na quinta, no mesmo local. 

Kawhi Leonard foi o melhor jogador em quadra (NBAE/Getty Images)

Melhor primeiro tempo

O Spurs fez o melhor primeiro tempo da história das finais. Foram 71 pontos nos primeiros 24 minutos do jogo. Os comandados de Gregg Popovich acertaram 19 dos primeiros 21 arremessos de quadra durante o período. A porcentagem de acerto antes do intervalo foi de 75,8% (24 de 32). Kawhi Leonard liderou a parcial com 18 pontos, seguido de Danny Greenm com 16. “Acho que nós nunca vamos acertar 76% em um tempo de novo”, admitiu Pop.

Ginobili, por sua vez, não viu grandes mudanças. “Não é algo que você possa planejar. Não teve nenhuma mágica. Nós movemos a bola e todos os arremessos entraram”, disse.

A ótima atuação de Green também foi fundamental (NBAE/Getty Images)

Leonard & Green

Leonard fez o melhor jogo de sua carreira, tendo batido seu recorde pessoal de pontos, com 29. Além disso, o ala conseguiu se manter longe dos problemas de falta e marcou LeBron James bem de perto, permitindo 22 pontos do adversário. O camisa #2 só errou três arremessos – todos de fora da linha de três -, tendo acertado outros dez. Após dois jogos difíceis, o jogador mostrou que pode ser a chave para o título, tanto defensivamente como no ataque. Seu colega de time titular, Danny Green, também foi peça importante na construção da vitória. Com muita agressividade atacando a cesta, o ala-armador chegou até a partir para a cesta sendo marcado por The King. A mudança de postura do camisa #4 foi determinante para o Spurs. Obviamente, o atleta também fez o que faz de melhor: marcou muito bem. Foram várias roubadas de bola que na sequência, terminaram em pontos para o alvinegro no contra-ataque.

Mando recuperado

Após perder uma partida em casa, o Spurs precisava revidar e triunfar em um jogo fora para voltar a ter vantagem no confronto. Agora, o time texano “só” precisa vencer suas partidas em casa para garantir o quinto anel. Obviamente, isso não é missão fácil. Antes de voltar para San Antonio, o alvinegro tem mais um jogo na Flórida, na quinta-feira. Historicamente, o Heat volta bem após perder. Porém, outra vitória fora de casa viria para praticamente selar o título. Nas finais, assim como em qualquer outra série, a vantagem de 3 a 1 é quase irrecuperável.

A voz da sabedoria 

Popovich fez ajustes para esse jogo 3. O treinador trocou o brasileiro Tiago Splitter por Boris Diaw na formação inicial, e conseguiu motivar Kawhi Leonard como ninguém nunca tinha visto. O treinador, no entanto, não acha que tenha tido grande interferência no jogo do ala. “Ele foi apenas ele mesmo. É assim que ele jogou o ano todo. Ele tem esse tipo de talento”, finalizou.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 29 pontos e 4 rebotes

Tony Parker – 15 pontos e 4 assistências

Danny Green – 15 pontos e 3 assistências

Tim Duncan – 14 pontos e 6 rebotes

Manu Ginobili – 11 pontos e 3 rebotes

Miami Heat

LeBron James – 22 pontos e 7 assistências

Dwyane Wade – 22 pontos e 4 rebotes

Rashard Lewis – 14 pontos e 4 rebotes

Ray Allen – 11 pontos e 3 assistências