Spurs (2) @ Thunder (1) – Primeiro revés

97×106

A improvável recuperação de Serge Ibaka, do Oklahoma City Thunder, pegou todos desprevenidos, inclusive o elenco do San Antonio Spurs, que, neste domingo (25), sofreu seu primeiro revés na série, válida pela final da Conferência Oeste, ao perder por 106 a 97. As duas equipes voltam a se encontrar na terça-feira para o jogo quatro, que, assim como o 3, vai ser disputado na casa do adversário. Confira os principais pontos do duelo:

Foi essa a cara do elenco do Spurs ficou após a primeira derrota na série (NBAE/Getty Images)

Ibaka

De fora dos playoffs a decisivo. A importância de Serge Ibaka no Thunder é tamanha que a equipe parecia outra em relação aos jogos 1 e 2. Seu impacto foi grande tanto na defesa quanto no ataque. Logo a primeira bola da partida, o ala-pivô acertou um arremesso e colocou os donos da casa na frente. Pouco depois, deu seu primeiro toco. Assim, ele influencia na infiltração dos atletas do Spurs, que passam a arremessar de outros jeitos.

No ataque, Ibaka foi quase perfeito, tendo errado apenas um arremesso de quadra ao longo do confronto. O jogador, definitivamente, não parecia estar voltando de contusão. Apesar de ter chegado a mancar e de ter ido pro vestiário, o atleta não parecia estar se poupando ou coisa parecida. Até nos minutos finais do confronto, o congolês naturalizado espanhol ficou em quadra, tendo terminado com 15 pontos, sete rebotes e quatro tocos.

Manu foi o destaque do Spurs (NBAE/Getty Images)

Parker

Tony Parker foi o principal afetado com a volta de Ibaka. O francês ficou receoso ao infiltrar e isso afetou seu jogo de velocidade. Os arremessos também não caíram com facilidade. O armador acertou apenas quatro em 13 tentativas. Foram somente nove pontos para ele.

Outro titular que não apareceu bem foi Tiago Splitter. Após um começo de jogo afobado, o brasileiro chegou a tomar alguns tocos e ficou no banco por boa parte do jogo. Foram quatro pontos em 18 minutos de atuação para o pivô.

Manu

Na contra-mão das más atuações dos titulares, Manu Ginobili foi responsável por 23 pontos pelo Spurs. A boa atuação do astro aconteceu principalmente no primeiro tempo, quando ele anotou 20 deles. O ala-armador argentino acertou seis bolas de três em nove tentativas no jogo. Nos 24 minutos derradeiros, no entanto, o camisa #20 converteu somente uma das três que arriscou.

Rebotes

Foi preocupante a disputa por rebotes. Para quem estava assistindo, ficou claro que o Thunder estava conseguindo segundas chances. Olhando para os números, se constata a grande diferença: time da casa coletou 52 ressaltos, contra apenas 36 do Spurs.

Outra mudança

Outra mudança no quinteto inicial do Thunder foi a entrada de Reggie Jackson no lugar Thabo Sefolosha, que havia zerado nos primeiros jogos. O novo titular contribuiu com 15 importantes pontos. Kevin Durant e Russell Westbrook também fizeram seu papel. Os dois fizeram juntos 51 pontos: 25 para o ala e 26 para o armador, que foi o cestinha do jogo.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Manu Ginobili – 23 pontos e 4 assistências

Tim Duncan – 16 pontos e 8 rebotes

Kawhi Leonard – 10 pontos

Oklahoma City Thunder

Russell Westbrook – 26 pontos, 8 rebotes e 7 assistências

Kevin Durant – 25 pontos e 10 rebotes

Serge Ibaka –  15 pontos, 7 rebotes e 4 tocos

Reggie Jackson – 15 pontos e 5 asssistências

Sobre Juliano Medeiros

Jornalista em formação, estagiário do Caderno Jogada, do Diário do Nordeste, fã do San Antonio Spurs e apaixonado por basquete.

Publicado em 26/05/2014, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 7 Comentários.

  1. Muitos tem destacado o efeito Ibaka, mas poucos falam do efeito arbitragem. Aos 10 minutos do 4ª quarto, o Thunder liderava a contagem de FT por 29 a 7. 22 FT de diferença, quando anularam a cesta de 3 de Mills. Isso sim que é efeito. Desde o inicio da série, estou mais preocupado com o que a arbitragem pode fazer do que o Thunder.

    • exato. nesse lance do mills fiquei muito puto, o jogo estava por 9 para eles (com essa cesta iria para 6)
      depois eles encaixaram mais 5 pts em seguida. Foi aí que o jogo ficou
      ‘ruim” pro Spurs.
      Falta também o Parker ser – como diria o Pop – more nasty.
      Vai para cima!

  2. goldenspurs

    Infelizmente o OKC mereceu levar esse jogo. O treinador deles foi muito feliz em colocar o Reggie Jackson de titular e sacar o Sefolosha. Mas confio que o Pop vai acertar o time pra próxima, abrindo 3 a 1 temos tudo pra fechar a série em casa.

  3. Não sei pq esta passando um filme daquela série a dois anos atrás, quando saimos na frente por duas vitórias e tomamos a virada, espero que não se repita.

    No mais, GO SPURS GO!!!! RUMO AO PENTA

  4. Sei não. Acho que essa série já foi pro espaço. Infelizmente temos um time envelhecido e o big 3 de okc deita e rola.
    Reformulação já!

  1. Pingback: Spurs (2) @ Thunder (1) – Finais de conferência | Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs (3) @ Thunder (2) – Finais de conferência | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s