Spurs (3) vs Blazers (0) – Quase lá

118×103

O San Antonio Spurs não teve dificuldade para vencer o Portland Trailblazers, pela terceira vez consecutiva, na noite deste sábado (10). O time dirigido por Gregg Popovich agora só precisa de mais um triunfo para avançar para às finais da Conferência Oeste. As duas equipes voltam a entrar em quadra nesta segunda-feira, ainda no Oregon.

Parker foi o cestinha do jogo com 29 pontos (Foto: Reprodução/Facebook/Spurs)

On Fire

Tony Parker começou os playoffs com certa dificuldade. Nos primeiro jogos contra o Dallas Mavericks, o francês parecia um pouco enferrujado no arremesso. Mas, contra o Blazers, o armador parece totalmente à vontade dentro de quadra. O camisa #9 foi responsável por 29 pontos no terceiro jogo, fazendo 20 deles ainda no primeiro tempo.

Tim Duncan também se mostrou em grande fase. O ala-pivô adicionou 19 pontos, sete rebotes e quatro assistências. Com essa pontuação, Timmy se tornou o quinto cestinha da história dos playoffs, passando Karl Malone. The Big Fundamental fez 4.762 pontos em pós-temporadas. 

Outro recorde que o Spurs bateu foi não ter errado nenhum lance livre em um jogo de playoff. Foi a primeira vez na história da franquia que isso aconteceu. O time acertou os 25 que tentou.

Banco tem sido uma arma na série (Foto: Reprodução/Facebook/Spurs)

Segundo quarto

O segundo período tem se mostrado a chave das vitórias do Spurs. Após pontuar bem no primeiro quarto, o alvinegro abre boa vantagem e o Blazers não consegue se recuperar. Na noite de sábado, a equipe de San Antonio venceu por 32 a 22. Nos três jogos, os texanos venceram todos os segundos quartos, que somados dão uma vantagem de 109 a 70.

Uma estatística curiosa é que o Blazers só ficou na frente no placar durante 33 segundos na série. Foram 16 no jogo 2 e 17 no 3 – sempre no primeiro quarto.

Tá difícil 

Damian Lillard e LaMarcus Aldridge fizeram 21 pontos cada um. No entanto, mais uma vez, os dois principais jogadores da equipe de Portland Blazers tiveram dificuldades. O armador acertou apenas sete arremessos em 21 tentativas, enquanto o ala-pivô converteu nove de 23. Combinados, os dois craques só fizeram 16 cestas em 44 tentativas durante a partida contra o Spurs.

Em alta

O banco de reservas do Spurs voltou a ser um fator importante. Após ter dificuldade para pontuar durante as sete partidas contra o Mavs, a segunda unidade atropelou a equipe de Portland. Comparados, os reservas do alvinegro texano fizeram 40 pontos, contra apenas seis do adversário. Na série, a discrepância é ainda maior: 140 a 43.

“O banco tem sido importante para nós durante todo o ano. Nós conseguimos a vantagem de jogar mais jogos em casa nos playoffs graças ao nosso banco”, exaltou Gregg Popovich. 

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 22 pontos e 6 assistências

Tiago Splitter – 19 pontos e 8 rebotes

Danny Green – 17 pontos e 5 rebotes

Tim Duncan – 16 pontos e 9 rebotes

Kawhi Leonard – 12 pontos e 6 rebotes

Patty Mills – 10 pontos

Portland TrailBlazers

Wesley Matthews – 22 pontos e 4 rebotes

LaMarcus Aldridge – 21 pontos e 12 rebotes

Damian Lillard – 21 pontos e 9 assistências

Nicolas Batum – 20 pontos, 9 rebotes e 7 assistências

Robin Lopez – 13 pontos e 7 rebotes

Anúncios

Sobre Juliano Medeiros

Jornalista em formação, estagiário do Caderno Jogada, do Diário do Nordeste, fã do San Antonio Spurs e apaixonado por basquete.

Publicado em 11/05/2014, em Resumo de Jogos e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. Magnificowil Neto

    O Tiago Splitter fez 9 pontos. 7 rebotes e 3 assistências.
    Ele está diretamente relacionado com os erros de ataque do Portland Trailblazers, devido sua boa marcação.
    Ele não pontua muito, mas como poderia se ele é o cara que muitas vezes busca o rebote ofensivo ? Alguém já contou só contra o Portland quantas vezes ele ajudou o Tony Parker no ataque fazendo corta-luz e ajudando o francês se livrar da marcação?
    O Tiago está indo muito bem, dá para melhorar claro, mas como ele está indo já é digno de elogios. GO SPURS GO.

  2. Mesmo que não seja mencionado, Ginobili foi fundamental cada vez que Portland tentou retomar o jogo, distribuindo as bolas e fazendo jogar a SAS como Pop deseja. Especialmente nos momentos em que Parker perdia a cabeça.

  1. Pingback: Spurs (3) @ Blazers (0) – Semifinais de Conferência | Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs (3) @ Blazers (1) – Semifinais de Conferência | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s