Arquivo diário: 03/05/2014

Spurs (3) @ Mavericks (3) – Game seven, baby

111×113

Atuando na casa do adversário, o San Antonio Spurs não conseguiu fechar a série contra Dallas Mavericks, nesta sexta-feira, pela primeira rodada dos playoffs da Conferência Oeste, e terá de encarar o sétimo e decisivo confronto no domingo. A partida foi toda muito apertada, mas o time mandante foi mais eficiente nos minutos finais e conseguiu vencer por 113 a 111.

Parker comandou o time no fim (NBAE/Getty Images)

Jogo confuso

O duelo teve várias mudanças de liderança. O Mavs começou bem melhor, fazendo 34 pontos no primeiro quarto. No segundo, o Spurs conseguiu diminuir a diferença, mas ainda foi para o vestiário perdendo. No terceiro período, os visitantes acordaram e tomaram a frente. A vantagem ficou com o alvinegro até pouco depois da metade da última parcial. A partir dali, o time de Dallas soube administrar melhor as últimas posses e garantiu a vitória.

Tiago Splitter foi bem de novo na série (NBAE/Getty Images)

Ellis

Monta Ellis foi o grande responsável pela vitória do Mavs. O ala-armador fez 12 pontos apenas no último quarto, sendo oito deles nos momentos decisivos do jogo. O atleta não fugiu à responsabilidade e pediu a bola nos minutos finais. Outra atuação que machucou o Spurs foi a de DeJuan Blair. O pivô e ex-jogador da franquia alvinegra teve uma boa atuação no segundo tempo e roubou bola decisiva de Tony Parker, selando a vitória para seu novo time. Dirk Nowitzki, por sua vez, teve mais um bom desempenho. Tendo sido melhor nos quartos iniciais, o alemão terminou a partida com 22 pontos.

Tá de volta

Uma novidade positiva foi Danny Green ter acordado para a série. Após ter somado apenas 17 pontos nos cinco primeiros jogos, o arremessador igualou a marca em apenas 29 minutos de atuação. Já seu companheiro de posição, Marco Belinelli, continua morto, zerado.

Tony Parker, por sua vez, teve seu melhor jogo na série. Apesar de ter cometido um desperdício decisivo e errado vários arremessos, o francês foi pontual em bolas difícies no fim do duelo. Foram 22 pontos para ele, acertando dez de 23 arremessos de quadra tentados.

MVP da série

Manu Ginobili era com folgas o melhor jogador do Spurs na série. No entanto, após três duplo-duplos consecutivos e mais uma boa atuação no jogo 6, Tiago Splitter entrou com força na disputa. Pesa também o fato do ala-armador argentino não ter ido bem no compromisso desta sexta-feira. Nada bem. Seis pontos, com apenas uma bola acertada e nenhuma de três. Já o pivô foi autor de 19 pontos, oito rebotes e duas assistências. O brasileiro também foi quase perfeito da linha de lance livre: acertou 11 em 12 oportunidades que teve após faltas.

Final bizarro

O treinador Gregg Popovich desistiu do jogo nos segundos finais, tirou os titulares e, do nada, Patty Mills e Danny Green acertaram bolas de três e deixaram o time de Dallas com apenas dois pontos de vantagem no marcador. Após se enrolar, fugindo das faltas e tentando acabar com a partida, Monta Ellis jogou a bola pra fora, deixando a última posse com os visitantes. Na jogada seguinte, faltando 1,3 segundos, a equipe alvinegra colocou seis jogares em quadra: Boris Diaw cobrando o fundo bola e mais cinco esperando o passe.

Nem assim deu certo: a bola foi colocada para fora e o Spurs não conseguiu acertar a jogada. Os árbitros não repararam no erro e, para eles, ainda bem que o lance não deu em nada.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 22 pontos e 6 assistências

Tiago Splitter – 19 pontos e 8 rebotes

Tim Duncan – 16 pontos e 9 rebotes

Danny Green – 17 pontos e 5 rebotes

Kawhi Leonard – 12 pontos e 6 rebotes

Patty Mills – 10 pontos

Dallas Mavericks

Monta Ellis – 29 pontos

Dirk Nowitzki – 22 pontos e 5 rebotes

Vince Carter – 13 pontos e 6 rebotes

Jose Calderon – 12 pontos e 6 assistências

Devin Harris – 11 pontos

DeJuan Blair – 10 pontos e 14 rebotes

Anúncios