Arquivo diário: 01/05/2014

Spurs (3) vs Mavericks (2) – De volta ao controle

109×103

Contando com uma atuação decisiva do brasileiro Tiago Splitter, o San Antonio Spurs retomou a liderança da série contra o Dallas Mavericks ao superar o adversário, nesta quarta-feira (30), por 109 a 103, fazendo 3 a 2 no placar do confronto. Com o resultado positivo conseguido em casa, resta agora apenas um triunfo para o time comandado por Gregg Popovich avançar no mata-mata. Vamos, a seguir, aos principais pontos deste confronto.

Splitter somou seu terceiro duplo-duplo consecutivo na série (Foto: NBAE/Getty Images)

Verde e amarelo

Tiago Splitter recebe, com certa constância, críticas sobre sua capacidade ofensiva. Mas no duelo desta quarta o brasileiro mostrou que, se bem acionado, pode ser uma arma eficiente no ataque. O pivô trabalhou bem no pick and roll, especialmente com Manu Ginobili, concluindo com destreza lances perto da cesta, e também distribuiu o jogo com inteligência quando a marcação fechou-lhe a porta. O resultado foi sua melhor atuação ofensiva na série, com 17 pontos (sete acertos em dez arremessos de quadra tentados), o terceiro duplo-duplo consecutivo, com 12 rebotes coletados, e mais cinco assistências.

Confirmado na partida, Parker foi o cestinha do Spurs (Foto: NBAE/Getty Images)

Sempre à frente

Depois de passar sufoco nas partidas anteriores, o Spurs conseguiu dominar o jogo 5 como ainda não havia conseguido nesta série. Apesar do placar final apertado e do Mavericks ter chegado à igualdade em alguns instantes do segundo quarto, Nowitzki e companhia não conseguiram assumir a liderança no marcador nenhuma vez. A diferença no placar chegou a ser de dígitos duplos em momentos do primeiro, do terceiro e do quarto períodos.

Colaborou o fato do time da casa ter tido maior zelo com a bola nas mãos, cometendo apenas cinco desperdícios de posse ao longo dos 48 minutos de jogo, proporcionando apenas dois roubos de bola ao rival e menos pontos fáceis em contra-ataques. Parece que, aos poucos, o time de San Antonio tem tomado as rédeas do confronto.

Dúvida?

Tony Parker chegou a ser colocado como dúvida para a partida devido a uma torção sofrida no pé esquerdo durante o jogo 4 deste confronto.

Entretanto, o francês não demonstrou nenhum prejuízo em sua performance. Abusando de seus característicos floaters, o armador do alvinegro de San Antonio terminou com 23 pontos – sua maior pontuação na série até agora – e atuou por 38 minutos, sendo o jogador que mais tempo permaneceu em quadra pelo Spurs, ao lado de Tim Duncan.

Sonecas

Fundamentais na temporada regular, alguns coadjuvantes ainda não entraram no ritmo exigido pelos playoffs. Danny Green, Patty Mills e Marco Belinelli seguem com desempenhos bem abaixo da média justamente no momento mais importante da competição.

Green até chegou a ter alguns lampejos, com duas bolas certeiras de 3 pontos e boas jogadas defensivas, mas as fracas atuações anteriores parecem ter afetado a confiança do treinador em seu trabalho. Mills e Belinelli continuam descalibrados, tornando a principal arma de seus repertórios – o arremesso de longa distância – ineficaz. As médias do trio caíram de 9,1, 10,2 e 11,4 pontos por jogo, respectivamente, durante a fase de classificação, para 3,4, 4,8 e 3,4 pontos nos cinco duelos disputados no mata-mata até aqui. O aproveitamento de arremessos de quadra da trinca despencou de 43,2%, 46,4% e 48,5% para 35,3%, 30,8% e 36,8%.

Atenção

De um modo geral, o Spurs leva a melhor quando os titulares estão em quadra, mas tem sofrido com a entrada dos reservas. Enquanto os coadjuvantes do time de San Antonio sentiram o peso do playoffs, do lado de Dallas o veterano Vince Carter tem dado muito trabalho. Depois do milagroso arremesso da vitória no jogo 3, o jogador de 37 anos de idade voltou a brilhar e demonstrar “mão quente”. Com sete arremessos certeiros de longa distância, o ala-armador adversário terminou com 28 pontos e foi o cestinha do duelo.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 23 pontos e 5 assistências

Manu Ginobili – 19 pontos e 5 assistências

Tiago Splitter – 17 pontos, 12 rebotes e 5 assistências

Tim Duncan – 16 pontos e 12 assistências

Dallas Mavericks

Vince Carter – 28 pontos (7-9 3PT)

Dirk Nowitzki – 26 pontos e 15 rebotes

Monta Ellis – 21 pontos e 6 assistências