Arquivo diário: 29/04/2014

Splitter acha que chute de Blair foi proposital

Um dos lances mais importantes da vitória do San Antonio Spurs sobre o Dallas Mavericks, na segunda-feira (28) – resultado que devolveu ao alvinegro o mando de quadra da série, válida pela primeira rodada dos playoffs da Conferência Oeste – foi o chute que DeJuan Blair acertou no rosto de Tiago Splitter. Após ver o lance, o pivô brasileiro afirmou que acredita que o oponente tenha atingido-o de maneira proposital, enquanto o adversário se defende.

Incidente envolveu Blair e Splitter (Getty Images)

O incidente aconteceu quando restavam 3:08 minutos para o fim do jogo. O Mavs vencia a partida por 83 a 82 e, após a arbitragem marcar falta de Blair em Splitter, o jogador da equipe de Dallas acertou o brasileiro enquanto os dois estavam caídos. Veja vídeo do lance a seguir:

Blair recebeu uma falta técnica e foi expulso do jogo por conduta violenta. Manu Ginobili converteu o lance livre da infração adicional e Splitter acertou os dois da falta inicial, dando a liderança para o Spurs. No fim das contas, o time de San Antonio venceu por 93 a 89.

Após a partida, Blair afirmou que seu movimento foi uma reação à marcação da falta e que sua intenção não era acertar Splitter. O brasileiro, no entanto, tem outra opinião sobre o incidente.

“Depois de ver o vídeo, parece que foi intencional. Ele não tem nada contra mim. É um bom garoto. Eu o conheço. Não sei porque ele fez isso”, disse Splitter, que foi companheiro de equipe de Blair em San Antonio, segundo reportagem do site americano Spurs Nation.

Apesar de negar que o lance tenha sido decisivo, o camisa #22 do alvinegro texano admitiu que a exclusão teve seu papel para a vitória do Spurs. Blair vinha fazendo bom jogo: acertou os cinco tiros de quadra que tentou, além de dois dos quatro lances livres que arremessou, e deixou a quadra com 12 pontos, 11 rebotes e duas roubadas de bola em 15:52 minutos.

“Não acho que isso decidiu o jogo, mas obviamente mudou o jogo”, opinou Splitter.

Anúncios

Spurs (2) @ Mavericks (2) – Tudo igual

93×89

Na noite desta segunda-feira (28), o San Antonio Spurs visitou o Dallas Mavericks na quarta partida da série, válida pela primeira rodada dos playoffs, e venceu o rival por 93 a 89. Depois de perder duas vezes, o alvinegro empata o embate em 2 a 2 e tem a vantagem de jogar a próxima partida em casa. Depois de sofrer com uma bola de Vince Carter no último segundo no duelo anterior, foi a vez dos visitantes se vingarem contando com Boris Diaw na linha do perímetro, faltando apenas 34,2s. Veja os principais pontos do compromisso:

Agora tá tudo igual (NBAE/Getty Images)

O jogo

As estatísticas estavam a favor: na temporada 2013/2014, quase toda vez (apenas uma exceção) que o Spurs entrava no último quarto liderando o placar, vencia. E contra o Mavs não foi diferente. Claro que o time alvinegro chegou a abrir 20 e permitiu que o adversário encostasse, fazendo com que o duelo fosse decidido apenas nos momentos finais. Porém, a vitória veio, e em momento importante, já que a série volta para o AT&T Center e pode acabar no jogo 6, novamente em Dallas. O próximo clássico acontece nesta quarta-feira (30).

Diaw salvou o jogo faltando 34 segundos (NBAE/Getty Images)

A ajuda necessária

É claro que os jogadores titulares são fundamentais para o funcionamento do Spurs, mas nesse confronto pode-se dizer que o ás na manga do Spurs foi a segunda unidade. Manu Ginobili teve uma atuação impecável, sendo o cestinha alvinegro no jogo, e contribuindo com mais cinco assistências além dos seus 23 pontos. Boris Diaw também foi importante. Com sua bola de três que salvou o time, o francês contribuiu com 17 pontos e quatro assistências. Por último e não menos importante, está Patty Mills. O australiano totalizou dez pontos, dois roubos de bola e duas assistências. Ao todo, o banco do alvinegro somou 50 pontos, enquanto que os jogadores reservas do Mavs anotaram 30.

Lembra dele? Então…

Ele era titular do Spurs ao lado de Tim Duncan. Perdeu espaço com a chegada de Boris Diaw e a evolução de Tiago Splitter. Do banco de reservas, passou até a não ser relacionado para algumas partidas e poucas vezes foi utilizado.

Acabou não renovando seu contrato por falta de interesse da franquia. Depois disso, o rival texano decidiu dar uma segunda chance a ele. Claro que o personagem é DeJuan Blair. Não que ele seja a solução para os problemas do Mavs (longe disso), mas o ex-jogador da equipe de San Antonio foi um dos destaques da noite.

O ponto positivo: Blair, em apenas 16 minutos jogados, marcou um double-double com 12 pontos e 11 rebotes (além de dois roubos de bola). O ponto negativo: o camisa #45 foi expulso de jogo após dar um chute na cabeça de Tiago Splitter em um lance de disputa de bola.

Alívio

Depois de torcer o tornozelo faltando apenas um minuto e 40 segundos para o fim do primeiro tempo, Tony Parker preocupou, mas logo em seguida acalmou os torcedores dizendo que estava tudo bem. O armador francês jogou toda a segunda metade da partida forçando sua suposta lesão e terminou o confronto com dez pontos e três assistências.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Manu Ginobili – 23 pontos e 5 assistências

Boris Diaw – 17 pontos, 4 rebotes e 4 assistências

Tim Duncan – 14 pontos e 10 rebotes

Tiago Splitter – 10 pontos e 12 rebotes

Dallas Mavericks

Monta Ellis- 20 pontos e 3 assistências

Dirk Nowitzki – 19 pontos e 7 rebotes

Jose Calderon – 13 pontos e 3 assistências