Arquivo diário: 10/04/2014

Spurs (60-18) @ Mavericks (48-31) – Temporada regular

San Antonio Spurs @ Dallas Mavericks – Temporada Regular

Data: 10/04/2014

Horário: 21h00 (Horário de Brasília)

Local: American Airlines Arena

Na TV: Space

Após surpreendente derrota para o Minnesota Timberwolves, o San Antonio Spurs volta às quadras nesta quinta-feira (10) para enfrentar o Dallas Mavericks em clássico local. Em jogo, estará a chance do alvinegro vencer o adversário pela quarta vez seguida no campeonato, fazendo com que, pelo segundo ano seguido, os comandados de Gregg Popovich passem invictos pelos grandes rivais na temporada regular. Para ajudar, o ala-armador argentino Manu Ginobili deve atuar após sofrer lesão na última partida.

Confrontos na temporada (3-0)

26/12/2013 – Spurs 116 @ 107 Mavericks

Na primeira vez em que os rivais se cruzaram na temporada, grandes atuações de Tim Duncan e Tony Parker deram a vitória ao Spurs. O encontro marcou a primeira aparição de DeJuan Blair, ex-Spurs, pelo adversário no clássico. Ele foi bem, com 14 pontos e 11 rebotes.

08/01/2014 – Spurs 112 vs 90 Dallas

Já neste ano, novamente Parker comandou a vitória do Spurs, bastante tranquila, jogando em casa. O armador anotou 25 pontos e foi decisivo para o triunfo. Vindo do banco, Marco Belinelli aproveitou a fragilidade adversária no duelo e também foi destaque.

02/03/2014 – Spurs 112 vs 106 Mavericks

A terceira vitória na temporada diante do Mavericks foi também a mais difícil. Mesmo sem ter a liderança ameaçada, o Spurs viu o adversário encostar em alguns momentos do duelo e precisou de muito jogo coletivo para vencer – nada menos do que seis atletas fizeram mais de dez pontos. O melhor do time? Ele, claro, Tony Parker.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho – Melhor nos três jogos diante do Mavericks, Tony Parker tem tudo para brilhar novamente. Em ótima fase, o armador é promessa de muitos pontos e comando ofensivo diante do rival se voltar a atuar após sentir dores nas costas.

PG – José Calderón

SG – Monta Ellis

SF – Shawn Marion

PF – Dirk Nowitzki

C – Samuel Dalembert

Fique de Olho – Sempre ele. Independente da fase do Mavericks, Dirk Nowitzki costuma sempre ir bem. Na luta acirrada pelos playoffs, o alemão deverá brilhar se não quiser ficar fora da pós-temporada pelo segundo ano consecutivo.

Spurs jogará em Berlim e Istambul neste ano

Não será neste ano que veremos o San Antonio Spurs em ação no Brasil. Nesta quinta-feira (10), a NBA divulgou o calendário dos Global Games, série de amistosos internacionais que as equipes da liga profissional americana disputarão em outubro antes do início da temporada 2014/2015. E a equipe texana tem compromissos marcados para Berlim e Istambul.

Mesmo com Splitter, Spurs não vem ao Brasil (NBAE/Getty Images)

Em outubro do ano passado, surgiu a notícia de que o Spurs poderia ser escolhido para jogar no Brasil em 2014 por conta da presença do pivô Tiago Splitter, ídolo da Seleção Brasileira de basquete. Infelizmente, o sonho de ver a equipe texana no nosso país foi adiado.

Sem passar pelo Brasil, o Spurs dará largada em sua preparação para a temporada 2014/2015 no dia 08/10, quando enfrenta o Alba Berlin em Berlim. Três dias depois, o time de San Antonio mede forças com o Fenerbahçe Ülker em Istambul.

O Brasil receberá uma partida de pré-temporada. Também no dia 11/10, Cleveland Cavaliers e Miami Heat vão se enfrentar na HSBC Arena, no Rio de Janeiro.

Spurs (60-18) @ Wolves (39-38) – Cansaço

91×110

Na noite desta terça-feira (8), o San Antonio Spurs visitou o Minnesota Timberwolves e perdeu o confronto contra a equipe da casa pelo placar de 110 a 91, chegando à sua segunda derrota nos últimos 22 jogos. Sem Tony Parker, machucado, o time texano não conseguiu segurar os mandantes, liderados por Kevin Love e Ricky Rubio – o último acertou dez dos 17 arremessos de quadra que tentou. Vamos aos destaques da partida:

Boris Diaw foi o destaque do Spurs na partida (David Sherman/NBAE/Getty Images)

O jogo

Depois de vencer o Memphis Grizzlies, o Spurs seguiu para Minneapolis para enfrentar o Wolves sem Tony Parker, que foi substituído por Cory Joseph no quinteto titular. E não conseguiu desempenhar um bom papel. O time texano perdeu os dois primeiros quartos, por 27 a 19 e 27 a 15, respectivamente. As bolas do perímetro acabaram fazendo a diferença. Seis jogadores da equipe da casa fizeram dez pontos ou mais. O alvinegro tentou encostar no placar, mas não conseguiu reduzir a vantagem do adversário. Agora, o próximo compromisso do time de San Antonio é nesta quinta: o clássico texano contra o Dallas Mavericks.

Péssimo começo

Cory Joseph foi responsável por substituir Tony Parker (NBAE/Getty Images)

Pode-se dizer que o Spurs perdeu o jogo no primeiro tempo. Com uma atuação irreconhecível, a equipe texana realizou sua pior soma na primeira metade de um confronto em toda a temporada. Foram apenas 35 pontos, contra 54 do Timberwolves, que, em seus últimos jogos, venceu também o Miami Heat.

O tripé faz falta

Já era certo que o Spurs jogaria sem Parker. Mas era imprevisível que outro integrante do tripé alvinegro fosse fazer falta também. No terceiro quatro, o argentino Manu Ginobili deixou a partida com uma contusão na panturrilha e não voltou mais. Já o veterano Tim Duncan sentiu o peso da experiência e pouco contribuiu para o Spurs, jogando menos de 20 minutos. O ala-armador argentino fechou o jogo com sete pontos, e The Big Fundamental com dez.

Nova liderança

Sem o Big Three, restou ao time do Spurs eleger novas lideranças para tentar reerguer o time.

Cory Joseph e Boris Diaw foram os escolhidos. O ala-pivô iniciou a partida no lugar de Tiago Splitter, e o armador no lugar de Tony Parker. Depois de um começo de jogo conturbado, os dois jogadores tentaram reerguer o time no segundo tempo, mas não foi possível. Outro jogador que tentou ajudar também foi Matt Bonner, mas o revés já era inevitável.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Boris Diaw – 13 pontos, cinco rebotes e cinco assistências

Cory Joseph – 13 pontos

Kawhi Leonard – 11 pontos e seis rebotes

Matt Bonner – 11 pontos

Minnesota Timberwolves

Ricky Rubio – 23 pontos e sete assistências

Kevin Love – 19 pontos e 12 rebotes

Corey Brewer – 14 pontos