Arquivo diário: 03/04/2014

Spurs (59-16) @ Thunder (54-19) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Oklahoma City Thunder – Temporada Regular

Data: 03/04/2014

Horário: 21h00 (Horário de Brasília)

Local: Chesapeake Energy Arena

Na TV: Space

Cotação no Apostas Online: Spurs 2,41 @ Thunder 1,58 (favorito)

Até onde vai o recorde do San Antonio Spurs, que já venceu 19 partidas seguidas na temporada regular? Será que o time vai conseguir se manter com a melhor campanha da NBA? As respostas para estas perguntas obrigatoriamente passam por esta quinta-feira, dia em que o alvinegro terá seu compromisso mais difícil antes dos playoffs: visita o Oklahoma City Thunder, atual vice-líder da Conferência Oeste – e da liga no geral – somente um dia depois de vencer o Golden State Warriors. Para o duelo, os visitantes não devem ter os lesionados Austin Daye, Matt Bonner e Aron Baynes, mas, por outro lado, contam com o reforço do recém-contratado Damion James. Os donos da casa, por sua vez, devem ter as baixas de Reggie Jackson, Thabo Sefolosha e Kendrick Perkins, machucados.

Confrontos na temporada (0-3)

27/11/2013 – Spurs 88 @ 94 Thunder

Atuando como visitante, o Spurs acabou derrotado, resultado que colocou fim à sua boa fase, já que eram 11 vitórias seguidas até aquele confronto. O destaque do time texano na partida foi Tony Parker, com 16 pontos e sete assistências.

21/12/2013 – Spurs 100 vs 113 Thunder

No primeiro duelo entre as duas equipes no AT&T Center nessa temporada, o Thunder aproveitou-se da ausência de Kawhi Leonard para vencer. Tony Parker, com 23 pontos e oito assistências, foi o grande nome dos donos de casa na partida.

21/01/2014 – Spurs 105 vs 111 Thunder

Já desfalcado de Danny Green e Tiago Splitter, o Spurs perdeu Kawhi Leonard, machucado, durante o jogo, e viu o Thunder vencer novamente no AT&T Center. Novamente Tony Parker, dessa vez com 37 pontos, foi o principal jogador do time de San Antonio.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho – Tony Parker foi o maior pontuador do Spurs nos três jogos disputados contra o Thunder nesta temporada. Nestas partidas, o armador apresentou, em média, 25,3 pontos e 6,3 assistências em 35,2 minutos por exibição. No campeonato, o francês tem médias de 17,1 pontos e seis assistências em 30,1 minutos por jogo, liderando o time nas três estatísticas.

PG – Russell Westbrook

SG – Andre Roberson

SF – Kevin Durant

PF – Serge Ibaka

C – Steven Adams

Fique de Olho – Na temporada, Kevin Durant tem médias de 32,2 pontos, 7,5 rebotes e 5,7 assistências em 38,4 minutos por exibição. Nos últimos 38 jogos, ele marcou ao menos 25 pontos – está atrás apenas de Michael Jordan, com 40, Oscar Robertson, com 47, e Wilt Chamberlain, com 106. O ala tem mais jogos com mais de 40 pontos (13) do que com menos de 25 (11) no campeonato. Então… olho nele, Kawhi!

Anúncios

Spurs anuncia a contratação de Damion James

Nesta quinta-feira (3), o San Antonio Spurs anunciou, por meio de seu site oficial, a contratação de Damion James. O ala, de 26 anos de idade e 2,01m de altura, vinha atuando pelo Texas Legendas, da D-League. Após assinar vínculo de dez dias, o jogador já estará disponível para o confronto desta quinta, quando o alvinegro visita o Oklahoma City Thunder.

Jones é o novo reforço do Spurs (Reprodução/nba.com/dleague/texas)

Nesta temporada, James passou também pelo Bakersfield Jam antes de mudar de franquia na D-League e vestir a camisa do Legends. No total, apresenta médias de 16,4 pontos (46,0% FG, 31,5% 3 PT, 69,3% FT) e 8,3 rebotes em 32,9 minutos por exibição na liga. Abaixo, confira um vídeo com os melhores momentos dele no campeonato:

Na NBA, James foi selecionado pelo Atlanta Hawks na 24ª escolha do Draft de 2010 e imediatamente trocado para o Brooklyn Nets, que na época ainda atuava em Nova Jersey. Disputou três temporadas pela franquia nova-iorquina, sustentando, em média, 4,2 pontos (42,8% FG, 65,0% FT) e 3,5 rebotes em 16,9 minutos por exibição.

Antes do Draft de 2010, especialistas chegaram a apostar que o Spurs selecionaria James. Agora, o ala vestirá a camisa número 7 da equipe texana.

Spurs (58-16) vs Warriors (46-28) – Dezenove!

111×90https://i2.wp.com/i884.photobucket.com/albums/ac50/glaglauber/Logos%20NBA/GoldenStateWarriors.jpg

O San Antonio Spurs venceu mais uma e emplacou o 19º triunfo consecutivo na temporada regular, ampliando o recorde da franquia, ao superar, nesta quarta-feira (2), o Golden State Warriors, por 111 a 90, no AT&T Center. O resultado foi alcançado com extrema tranquilidade e com mais uma apresentação de primeira linha da equipe texana. Vamos aos destaques.

Em apenas 20 minutos, Duncan se aproximou do duplo-duplo (Foto: NBAE/Getty Images)

Fazendo história

Nunca antes o Spurs havia vencido tantas partidas consecutivas em uma temporada regular. A sequência de 19 vitórias já é a sexta maior – empatada com outras duas – em toda a história da NBA. Se o time levar a melhor em todos os sete compromissos restantes antes dos playoffs, a marca pode chegar a 26 e se tornar a terceira da lista, atrás apenas das 33 do Los Angeles Lakers, em 1971/1972, e das 27 do Miami Heat, em 2012/2013.

Vantagem permitiu poupar as estrelas do quarto período (Foto: NBAE/Getty Images)

Fregueses

Equipe sensação do último campeonato, o Warriors assustou nos playoffs de 2013 e ficou muito perto de abrir 2 a 0 sobre o Spurs no duelo válido pela semifinal de conferência, mesmo com os dois primeiros jogos realizados no AT&T Center.

Os texanos, porém, parecem ter aprendido bem a lição depois de fecharem aquela série em 4 a 2. Em 2013/2014, foram quatro partidas na temporada regular e quatro vitórias do alvinegro, mesmo com desfalques em dois encontros. Amplo domínio do atual campeão do Oeste.

Descanso fundamental

Comandando o placar com tranquilidade desde o início do confronto, os donos da casa não deram chances aos visitantes, que em nenhum momento representaram uma real ameaça para o Spurs na partida. Quando a vantagem aumentou e a vitória ficou garantida, o comandante Gregg Popovich logo sacou seus astros para poupá-los.

Tim Duncan foi substituído restando 4:43 para o fim do terceiro quarto e não retornou mais, terminando com apenas 20 minutos jogados. Tony Parker foi outro que sequer pisou em quadra no período final, fechando com 28 minutos. Manu Ginobili foi o único membro do Big Three a dar o ar da graça na parcial derradeira, porém por menos de dois minutos, encerrando sua participação com um total de 19 jogados.

Olho no peixe e outro no gato

Já nesta quinta-feira (3), o Spurs encara o Oklahoma City Thunder, fora de casa, em partida que pode praticamente selar a melhor campanha da NBA para o time de San Antonio. Os texanos têm três derrotas a menos que o rival, dono da segunda melhor campanha da Conferência Oeste (e da NBA), e, caso vençam, teriam de perder pelo menos quatro dos últimos seis jogos da temporada regular para serem ultrapassados.

Pop costuma poupar seus principais jogadores em partidas de back-to-back – quando uma equipe joga duas vezes em duas noites seguidas – e já usou deste artifício algumas vezes no atual campeonato. Porém, com um duelo tão importante e o descanso permitido aos veteranos graças à vitória fácil desta quarta, difícil imaginar que o treinador não irá com força máxima.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 18 pontos e 8 assistências

Tim Duncan – 15 pontos e 8 rebotes

Manu Ginobili – 13 pontos, 6 rebotes e 5 assistências

Patty Mills – 13 pontos

Golden State Warriors

Marreese Speights – 22 pontos e 9 rebotes

Jordan Crawford – 16 pontos

Klay Thompson – 15 pontos