Arquivo diário: 29/03/2014

Spurs (56-16) vs Pelicans (32-40) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs New Orleans Pelicans – Temporada Regular

Data: 29/03/2014

Horário: 21h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,06 (favorito) vs Pelicans 9,39

Noite para entrar para a história no AT&T Center! Um dia depois de vencer o Denver Nuggets no Colorado, o San Antonio Spurs volta à sua casa para enfrentar o New Orleans Pelicans com 16 triunfos consecutivos na temporada regular, apenas um a menos do que o recorde da franquia, obtido em 1996. Se o técnico Gregg Popovich não resolver poupar nenhum jogador por conta do back-to-back, o time texano deve ter apenas os desfalques de Danny Green e Matt Bonner, machucados. Já a equipe visitante, que ocupa apenas a 11ª colocação na Conferência Oeste, tem como dúvida seu principal astro, Anthony Davis, com um problema no tornozelo. Brian Roberts e Eric Gordon também podem ficar fora, e Jrue Holiday, Ryan Anderson e Jason Smith são baixas certas para o compromisso deste sábado.

Confrontos na temporada (3-0)

25/11/2013 – Spurs 112 vs 93 Pelicans

Jogando em casa, o Spurs não teve problemas para vencer o Pelicans no primeiro duelo entre as equipes no campeonato. O destaque do time texano no jogo foi Manu Ginobili, com 16 pontos, seis assistências e cinco rebotes.

14/01/2014 – Spurs 101 @ 95 Pelicans

Na primeira vez que o Spurs viajou até a Nova Orleans para enfrentar o Pelicans, o time da casa deu trabalho, mas não conseguiu impedir mais uma vitória do alvinegro. Tony Parker, com 27 pontos e sete assistências, foi o cestinha da partida.

04/02/2014 – Spurs 102 @ 95 Pelicans

Mais uma vez jogando em seus domínios, o Pelicans deu trabalho para o Spurs, mas novamente a equipe texana saiu de quadra com a vitória. Tony Parker voltou a brilhar em Nova Orleans, dessa vez com 32 pontos e nove assistências.

PG – Tony Parker

SG – Marco Belinelli

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho – Desde que Jrue Holiday, grande marcador, se machucou, Tony Parker tem se destacado nos duelos com o Pelicans, com média de 29,5 pontos e 7,5 assistências em 35,9 minutos por jogo nos últimos dois encontros com a equipe. Se Anthony Davis realmente não puder jogar, o francês pode causar ainda mais estrago atacando o aro. Na temporada, o armador tem médias de 17,3 pontos e seis assistências em 30,2 minutos por exibição.

PG – Tyreke Evans

SG – Anthony Morrow

SF – Al-Farouq Aminu

PF – Alexis Ajinca

C – Greg Stiemsma

Fique de Olho – Jrue Holiday, Ben Gordon, Ryan Anderson e Anthony Davis provavelmente formariam, ao lado de Tyreke Evans, o quinteto ideal do Pelicans para concluir jogos mais apertados. Porém, por conta de todas as contusões, é possível que só o ala-armador esteja em quadra, e ainda por cima improvisado na posição 1. Por isso, deve ser ele o principal escape ofensivo dos visitantes. Na temporada, o jogador tem médias de 14 pontos, cinco assistências e 4,7 rebotes em 27,8 minutos por partida.

Spurs (56-16) @ Nuggets (32-41) – Só falta uma

133×102

Com o triunfo sobre o Denver Nuggers, na noite desta sexta-feira (28), por 133 a 102, o San Antonio Spurs alcançou sua 16ª vitória consecutiva na atual temporada regular. Com mais uma, o time texano iguala o recorde da história da franquia, alcançado em 1996. Na noite desde sábado, o alvinegro terá a chance de atingir a marca em casa, contra o New Orleans Pelicans. Veja como foi o tranquilo jogo contra a equipe do Colorado:

Belinelli foi o cestinha da partida com 27 pontos (NBAE/Getty Images)

It’s me, Marco!

Com a ausência de Danny Green, por contusão, Marco Belinelli foi promovido a titular do Spurs. A aposta acabou se provando acertada, já que o ala-armador foi o cestinha do jogo com 27 pontos. Só no primeiro quarto, o camisa 3 fez 14. No total, foram seis bolas de três pontos, igualando seu recorde pessoal da temporada. “Foi uma sensação boa, com certeza. Mas não só para mim, e, sim, para o time. Eles me passaram a bola quando eu estava livre. Como sempre, trabalho em equipe. Nós adoramos movimentar a bola”, disse o o italiano.

Recorde 

Leonard também fez um bom jogo (NBAE/Getty Images)

Os 133 contra o Nuggets representam o máximo de pontos que o Spurs fez em um jogo no campeonato. Faltando apenas um triunfo para igualar o recorde de sequência de vitórias, pode-se dizer que o time está muito próximo de seu pico de produtividade.

Atualmente, a equipe tem a melhor campanha da NBA, com três jogos de vantagem em relação ao Oklahoma City Thunder. Restam apenas nove compromissos na temporada – cinco deles fora de casa. A partida também representou um recorde pessoal para Tim Duncan, que atuou com o time preto e prata pela 1,246ª vez. O ala-pivô ultrapassou Kobe Bryant e agora é o quarto colocado na lista de jogadores que mais vestiram a mesma camisa pela NBA. O primeiro é John Stockton, com 1,504 jogos pelo Utah Jazz.

Atropelo 

A vitória do Spurs foi tão avassaladora que o último quarto foi jogado quase todo por reservas. Isso foi construído graças a um ótimo primeiro tempo.

O time tomou controle cedo e foi para os vestiários vencendo por 62 a 43. No restante do jogo, o Nuggets não conseguiu diminuir a diferença para menos de 18. Entre os bancos, a surra também foi grande. Comandados pelo armador australiano Patty Mills, com 16 pontos, os reservas anotaram 56, contra apenas 16 dos reservas dos mandantes.

Não está bem

Após ter feito apenas dez pontos em 37 minutos na vitória sobre o mesmo Denver Nuggets, na quarta-feira – último compromisso do time até então -, Tony Parker teve mais uma noite lenta. Foram somente quatro pontos em 17 minutos de apresentação. O francês acertou dois arremessos de quadra em nove tentativas. Já o brasileiro Tiago Splitter foi bem. Apesar de não ter conseguido um dois dígitos de pontuação, seus números foram marcantes: oito pontos, 12 rebotes e sete assistências, liderando o alvinegro nos dois últimos fundamentos.

 Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Marco Belinelli – 27 pontos

Tim Duncan – 20 pontos e 8 rebotes

Patty Mills – 16 pontos e 6 rebotes

Kawhi Leonard – 14 pontos e 6 assistências

Boris Diaw – 11 pontos e 6 rebotes

Austin Daye – 11 pontos

Denver Nuggets

Randy Foye – 20 pontos

Kenneth Faried – 18 pontos, 13 rebotes

Evan Fournier – 15 pontos e 5 rebotes

Ty Lawson – 13 pontos e 5 assistências