Arquivo diário: 23/03/2014

Spurs (53-16) @ Warriors (44-27) – Classificado!

99×90https://i2.wp.com/i884.photobucket.com/albums/ac50/glaglauber/Logos%20NBA/GoldenStateWarriors.jpg

Com uma vitória controlada sobre o Golden State Warriors, por 99 a 90, neste sábado (22), na Oracle Arena, o San Antonio Spurs emplacou o 13º triunfo consecutivo na temporada e se tornou a primeira equipe da Conferência Oeste a garantir matematicamente a classificação para os playoffs. O resultado veio mesmo com os texanos poupando duas de suas principais estrelas, Tim Duncan e Manu Ginobili. Vamos aos destaques.

Parker foi o único membro do “Big Three” em quadra (Foto: NBAE/Getty Images)

Descanso

A exemplo do que fez no último confronto com o Golden State Warriors, Gregg Popovich resolveu dar descanso aos veteranos Tim Duncan e Manu Ginobili – na ocasião, a equipe também estava sem Tony Parker, lesionado. O artifício é constantemente usado pelo treinador nas segundas partidas dos chamados back-to-backs, quando as equipes disputam dois jogos em duas noites consecutivas. E o resultado foi o mesmo da primeira vez: vitória.

Se na temporada passada Stephen Curry e companhia deram muito trabalho e por pouco não surpreenderam o Spurs nos playoffs, as duas vitórias fora de casa, sem alguns de seus principais jogadores, mostram que a diferença entre os dois times aumentou, e os californianos já não parecem tão ameaçadores assim.

Na batalha do garrafão, Splitter levou a melhor sobre Lee e Bogut (Foto: NBAE/Getty Images)

Tudo sob controle

O Spurs começou muito bem a partida e chegou a abrir 24 a 9 na metade do primeiro quarto, graças ao bom trabalho do trio Tony Parker – Kawhi Leonard – Boris Diaw. A vantagem deu tranquilidade para a equipe controlar o placar durante todo o restante da partida.

O Warriors tomou à frente no marcador em apenas uma oportunidade, quando o relógio apontava 5:42 restando no terceiro quarto e Steve Blake fez uma cesta de três pontos para abrir 61 a 60. Na jogada seguinte, porém, Tony Parker pontuou e recolocou o time visitante na liderança, que não foi mais perdida ao longo do confronto.

Partidaça

Se aproveitando do descanso dado a Tim Duncan, Tiago Splitter teve tempo de sobra em quadra e dez uma de suas melhores atuações da temporada. Os 17 pontos anotados igualaram a segunda melhor marca do brasileiro no campeonato, enquanto os 14 rebotes coletados repetiram seu recorde em 2013/2014.

Também foi o segundo duplo-duplo consecutivo do pivô, que pela primeira vez na atual campanha conseguiu dois dígitos em dois fundamentos em partidas seguidas.

13 e contando…

Já são 13 vitórias seguidas para o Spurs, maior marca do momento na NBA, e o número deve aumentar. Isso porque o próximo adversário será o frágil Philadelphia 76ers, que perdeu nada menos do que seus últimos 24 jogos. O confronto, que será disputado na segunda-feira (24), ainda será realizado no AT&T Center. Cenário difícil para imaginar uma derrota.

Depois, na quarta-feira (26), será a vez de receber o Denver Nuggets, que, se não chega a ter a fragilidade dos Sixers, ocupa apenas a 11ª posição do Oeste e não briga por mais nada na temporada. Na sexta (28), o adversário é o mesmo, só que desta vez no Colorado. Se passar pelo desafio da altitude, os texanos voltam para casa para mais um jogo teoricamente fácil, contra o New Orleans Pelicans, no sábado (29), antes de embarcar rumo a Indianápolis, para medir forças com o Indiana Pacers, líder da Conferência Leste, no dia 31.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 20 pontos e 5 assistências

Danny Green – 18 pontos e 6 rebotes

Tiago Splitter – 17 pontos e 14 rebotes

Kawhi Leonard -16 pontos e 7 rebotes

Golden State Warriors

Stephen Curry – 20 pontos, 6 rebotes e 6 assistências

Klay Thompson – 16 pontos

David Lee – 13 pontos e 7 rebotes

Anúncios

Parker será presidente do ASVEL da França

assinatura SA Br

Tony Parker está prestes a alçar novos vôos dentro do basquete, agora como dirigente. De acordo com reportagem do diário francês L’Equipe, a partir do mês de maio, além de atuar com a camisa #9 do San Antonio Spurs, ele assumirá a presidência do ASVEL, equipe da cidade de Lyon, que disputa a liga francesa de basquete. O objetivo do armador é melhorar a estrutura do clube e desenvolver ainda mais o basquete no país, que é o atual campeão europeu.

Parker começa sua empreitada como dirigente no próximo mês de Maio (Reprodução)

A história de Parker com a cidade de Lyon começou antes mesmo do início de sua carreira, quando se desenvolvia como jogador, antes de ir jogar no Paris Basket Racing, time em que atuava antes de ser draftado pelo Spurs. Em 2011, durante o locaute da NBA, ele retornou à cidade para atuar no ASVEL, equipe na qual havia investido em 2009 ao comprar ações.

Parker, que vinha atuando no ASVEL como vice-presidente de operações de basquete, adquiriu na última semana a maioria das ações do clube, que possui 17 títulos franceses.

“Decidi comprar todo o clube. Agora sou acionista majoritário e no fim de maio serei presidente do ASVEL”, revelou o astro francês do time de San Antonio.

Para o jogador de 31 anos de idade, o momento é mais que oportuno para sonhar em melhorar a estrutura do clube. Afinal, o basquete francês atravessa os seus “anos dourados”, após a seleção nacional ter se sagrado campeã continental pela primeira vez na história, no meio do ano passado, justamente sob a liderança de Parker.

“Disse a mim mesmo que queria aplicar minha visão, minha filosofia, me inspirar no que aprendi no Spurs em benefício do ASVEL e eu precisava ser presidente para isso”, explicou Parker, que também pretende desenvolver ainda mais o basquete no seu país.

“Estou cheio de boas intenções, eu quero fazer o clube crescer e falar de basquete na França”, ressaltou o cestinha do Spurs na temporada, com 17,6 pontos por jogo.