Arquivo mensal: março 2014

Spurs (58-16) @ Pacers (52-23) – Passeio gringo

103×77

O San Antonio Spurs não teve dificuldades para superar o Indiana Pacers, fora de casa, e ampliar ainda mais sua liderança geral na NBA. Com a vitória por 103 a 77, conquistada nesta segunda (31), o time texano chegou ao seu 58º triunfo na temporada, o 18º de maneira consecutiva, estabelecendo um novo recorde. Fazendo um primeiro e um último quarto impecáveis, o alvinegro não teve dificuldades para superar o adversário, que segue sua sina negativa nos últimos jogos. Vamos ao que de melhor aconteceu na partida:

Parker abusou da velocidade para furar a defesa adversária (Foto: NBAE/Getty Images)

Vitória gringa

O Spurs oube aproveitar de maneira efetiva os estrangeiros do plantel. O melhor deles foi o armador francês Tony Parker, que colaborou com 22 pontos. Compatriota dele, o ala-pivô Boris Diaw saiu do banco para anotar 14, enquanto o australiano Patty Mills voltou a pontuar bem ao deixar a quadra com dez. Outro gringo, o italiano Marco Belinelli foi o único com atuação abaixo do esperado ao anotar sete pontos, um a mais do que o argentino Manu Ginobili.

Veteranos tem tido o tempo de quadra controlado (Foto: NBAE/Getty Images)

Rotação afiada

Gregg Popovich vem adotando uma tática inteligente de limitar o tempo de quadra da maioria dos jogadores – principalmente os veteranos. Manu Ginobili ficou em quadra por apenas 17 minutos, enquanto Tim Duncan não passou de meia hora.

Com isso, a colaboração do banco foi efetiva. Pontuando bem, os reservas seguraram a barra nos poucos momentos em que o Pacers esboçou qualquer reação durante o confronto.

Defesa forte

Principal característica do time nos quatro títulos já conquistados, a defesa exímia voltou a aparecer em San Antonio. Diante dos melhores marcadores da NBA, os texanos mostraram sua força principalmente com o sempre eficiente Kawhi Leonard, que grudou em Paul George e limitou o craque adversário a apenas 16 pontos no duelo.

Rebotes ganham jogos

Uma das grandes dificuldades do Spurs ao longo dos últimos anos tem sido agarrar rebotes. E no duelo dos times, a equipe de San Antonio se deu melhor que Indiana no quesito. Destaque para os 15 ressaltos obtidos no garrafão ofensivo, decisivos para aumentar a vantagem.

Recorde crescente

Com a vitória diante do Pacers, o Spurs chegou ao 18º triunfo consecutivo e aumentou o recorde da franquia em jogos de temporada regular. Para seguir na série positiva, o time volta à quadra na próxima quarta-feira, de volta ao AT&T Center, onde recebe o Golden State Warriors, equipe que luta para seguir na briga pelos playoffs.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 22 pontos

Boris Diaw – 14 pontos

Kawhi Leonard – 13 pontos e 11 rebotes

Tim Duncan – 9 pontos, 6 rebotes, 4 assistências e 3 bloqueios

Indiana Pacers

Paul George – 16 pontos, 6 rebotes e 5 assistências

Lance Stephenson – 15 pontos

Anúncios

Bertans está de volta às quadras

Um dos prospectos ligados ao San Antonio Spurs que segue seu plano de desenvolvimento na Europa está de volta à atividade. Afastado das quadras desde junho do ano passado, quando sofreu uma lesão no joelho esquerdo, o ala letão Davis Bertans já disputou quatro partidas neste mês por sua equipe atual, o Partizan Belgrade, da Sérvia.

Bertans está de volta às quadras (Arhiva VN)

Bertans estreou na temporada no dia 20, quando enfrentou o Maccabi Tel Aviv, pela Euroliga, e deixou a quadra com dois pontos (1-7 FG, 0-3 3 PT), dois rebotes e uma assistência em 15:30 minutos. Depois, no dia 24, entrou em ação contra o Budućnost Voli, pela Liga Adriática, e anotou nove pontos (2-5 FG, 2-4 3 PT, 3-4 FT) e um rebote em 27 minutos.

Em seguida, no dia 28, Bertans voltou a entrar em ação pela Euroliga, dessa vez contra o Lokomotiv Kuban, e fez seu melhor jogo desde a lesão: foram 20 pontos (8-12 FG, 4-7 3 PT), um rebote e uma roubada de bola em 19:56 minutos. O site americano Project Spurs encontrou um vídeo com os melhores momentos do ala na partida.

O letão ainda voltou a jogar nesta segunda-feira (31), contra o Cedevita, pela Liga Adriática, e obteve 14 pontos (3-7 FG, 2-5 3 PT, 6-6 FT), dois rebotes e uma assistência em 23 minutos.

Bertans, ala de 21 anos e 2,08m, foi selecionado pelo Indiana Pacers na 42ª escolha do Draft de 2011 e trocado para o Spurs na transação que enviou George Hill para Indianápolis.

Spurs (57-16) @ Pacers (52-22) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Indiana Pacers – Temporada Regular

Data: 31/03/2014

Horário: 20h00 (Horário de Brasília)

Local: Bankers Life Fieldhouse

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,54 (favorito) @ Pacers 2,49

O San Antonio Spurs viaja até o Bankers Life Fieldhouse para enfrentar o Indiana Pacers em duelo que opõe os dois líderes de conferência e equipes em fases completamente distintas. Enquanto o alvinegro vem de série histórica com 17 vitórias seguidas em jogos de temporada regular e, se triunfar, pode alcançar a melhor sequência de toda a sua história, o adversário já balança e, com derrotas inesperadas, vê sua posição no Leste ser ameaçada pelo Miami Heat.

Confrontos na temporada (0-1)

07/12/2013 – Spurs 100 vs 111 Pacers

No único duelo entre as equipes na temporada, melhor para o Pacers, que na época vivia impressionante fase com apenas duas derrotas em 20 jogos. Com 28 pontos, o ala Paul George foi cestinha da partida e decisivo para a vitória.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green/Marco Belinelli

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho – Contra uma das melhores defesas da liga, o Spurs terá que contar com a ótima fase do ala-armador italiano Marco Belinelli, um dos melhores jogadores do time na temporada e letal em suas bolas de longa distância.

PG – George Hill

SG – Lance Stephenson

SF – Paul George

PF – David West

C – Roy Hibbert

Fique de olho Candidato ao prêmio de jogador que mais evoluiu na temporada, o ala-armador Lance Stephenson é forte nos dois lados da quadra e costuma ficar livre quando o adversário prefere focar sua defesa no ótimo Paul George.

Spurs (57-16) vs Pelicans (32-41) – Histórico

96×80

A noite deste sábado (29) entrou para a história do San Antonio Spurs. A equipe texana recebeu o New Orleans Pelicans no AT&T Center e venceu o adversário pelo placar de 96 a 80, chegando ao seu 17º triunfo consecutivo na temporada regular e igualando o recorde da franquia, estabelecido em 1996. Confira, a seguir, como foi a partida.

Manu Ginobili fez mais um bom jogo (NBAE/Getty Images)

Anatomia do recorde

O Spurs não teve grandes problemas para vencer o Pelicans, abrindo logo 28 a 15 no primeiro quarto. Com isso, os jogadores puderam descansar bastante – Marco Belinelli, com 32:09 minutos, foi quem mais tempo atuou pelo time texano. Deste modo, o 17º triunfo veio naturalmente. Durante esta sequência vitoriosa, que começou no dia 26/02, o Spurs marcou 111,7 pontos e sofreu e sofreu 95,7 em média por partida. Dominante!

Belinelli foi cestinha (NBAE/Getty Images)

Cavando um lugar?

A lesão de Danny Green deu espaço para Marco Belinelli brilhar. Novamente escalado no time titular, o ala-armador anotou 18 pontos (7-11 FG, 4-5 3 PT) e quatro assistências e acabou sendo o cestinha do jogo ao lado de Brian Roberts, do Pelicans. Será que o italiano será mantido no quinteto inicial quando o camisa 4 tiver condições de jogo novamente?

De volta à rotação

Durante certa fase da sequência vitoriosa do Spurs, o técnico Gregg Popovich passou a usar mais Aron Baynes do que Jeff Ayres como quarto homem da rotação de garrafão do time texano. Porém, o camisa #11 parece estar recuperando o espaço. Contra o Pelicans, foram nove pontos e três rebotes em 17:05 minutos para o ala-pivô, contra quatro pontos e cinco rebotes em 08:53 minutos para o pivô australiano.

E agora?

Para tentar quebrar de vez o recorde, o Spurs tem uma pedreira pela frente: visita o Indiana Pacers, nesta segunda-feira. A expectativa é que Danny Green e Tiago Splitter – poupado do jogo contra o Pelicans – possam estar de volta diante do líder da Conferência Leste. Mais uma vez, Tim Duncan, Tony Parker, Manu Ginobili e companhia terão um dia para fazer história!

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Marco Belinelli – 18 pontos e 4 assistências

Manu Ginobili – 15 pontos, 5 rebotes, 4 assistências e 3 roubos de bola

Kawhi Leonard – 15 pontos e 5 rebotes

Patrick Mills – 13 pontos

Tim Duncan – 12 pontos, 8 rebotes, 6 assistências e 4 tocos

New Orleans Pelicans

Brian Roberts – 18 pontos, 5 assistências e 3 rebotes

Austin Rivers – 16 pontos, 6 rebotes, 3 assistências e 2 roubos de bola

Tyreke Evans – 11 pontos, 4 assistências e 4 rebotes

Spurs (56-16) vs Pelicans (32-40) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs New Orleans Pelicans – Temporada Regular

Data: 29/03/2014

Horário: 21h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,06 (favorito) vs Pelicans 9,39

Noite para entrar para a história no AT&T Center! Um dia depois de vencer o Denver Nuggets no Colorado, o San Antonio Spurs volta à sua casa para enfrentar o New Orleans Pelicans com 16 triunfos consecutivos na temporada regular, apenas um a menos do que o recorde da franquia, obtido em 1996. Se o técnico Gregg Popovich não resolver poupar nenhum jogador por conta do back-to-back, o time texano deve ter apenas os desfalques de Danny Green e Matt Bonner, machucados. Já a equipe visitante, que ocupa apenas a 11ª colocação na Conferência Oeste, tem como dúvida seu principal astro, Anthony Davis, com um problema no tornozelo. Brian Roberts e Eric Gordon também podem ficar fora, e Jrue Holiday, Ryan Anderson e Jason Smith são baixas certas para o compromisso deste sábado.

Confrontos na temporada (3-0)

25/11/2013 – Spurs 112 vs 93 Pelicans

Jogando em casa, o Spurs não teve problemas para vencer o Pelicans no primeiro duelo entre as equipes no campeonato. O destaque do time texano no jogo foi Manu Ginobili, com 16 pontos, seis assistências e cinco rebotes.

14/01/2014 – Spurs 101 @ 95 Pelicans

Na primeira vez que o Spurs viajou até a Nova Orleans para enfrentar o Pelicans, o time da casa deu trabalho, mas não conseguiu impedir mais uma vitória do alvinegro. Tony Parker, com 27 pontos e sete assistências, foi o cestinha da partida.

04/02/2014 – Spurs 102 @ 95 Pelicans

Mais uma vez jogando em seus domínios, o Pelicans deu trabalho para o Spurs, mas novamente a equipe texana saiu de quadra com a vitória. Tony Parker voltou a brilhar em Nova Orleans, dessa vez com 32 pontos e nove assistências.

PG – Tony Parker

SG – Marco Belinelli

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho – Desde que Jrue Holiday, grande marcador, se machucou, Tony Parker tem se destacado nos duelos com o Pelicans, com média de 29,5 pontos e 7,5 assistências em 35,9 minutos por jogo nos últimos dois encontros com a equipe. Se Anthony Davis realmente não puder jogar, o francês pode causar ainda mais estrago atacando o aro. Na temporada, o armador tem médias de 17,3 pontos e seis assistências em 30,2 minutos por exibição.

PG – Tyreke Evans

SG – Anthony Morrow

SF – Al-Farouq Aminu

PF – Alexis Ajinca

C – Greg Stiemsma

Fique de Olho – Jrue Holiday, Ben Gordon, Ryan Anderson e Anthony Davis provavelmente formariam, ao lado de Tyreke Evans, o quinteto ideal do Pelicans para concluir jogos mais apertados. Porém, por conta de todas as contusões, é possível que só o ala-armador esteja em quadra, e ainda por cima improvisado na posição 1. Por isso, deve ser ele o principal escape ofensivo dos visitantes. Na temporada, o jogador tem médias de 14 pontos, cinco assistências e 4,7 rebotes em 27,8 minutos por partida.