Arquivo diário: 22/02/2014

Spurs (40-16) @ (33-21) Suns – Fim da Rodeo Trip

85×106

O San Antonio Spurs realizou na madrugada dessa sexta-feira (21) sua última partida na Rodeo Road Trip. Visitando a equipe do Phoenix Suns, os texanos sofreram com o banco de reservas adversário, perdendo por 106 a 85. Vamos, a seguir, aos destaques do duelo.

Mills não manteve a boa fase (NBAE/Getty Images)

Banco do banco

Sem Tony Parker e Kawhi Leonard, o técnico Greg Popovich vem, nos últimos jogos, tendo de utilizar praticamente a segunda unidade no time titular. Nas três últimas partidas, isso não foi problema. Porém, contra o Suns, os reservas dos reservas não tiveram desempenho igual ao apresentado nos compromissos anteriores, o que dificultou a tarefa dos texanos.

Brown fez sua possível despedida (NBAE/Getty Images)

Turnovers, tocos e roubadas de bola

Tendo cometido 18 turnovers, contra 12 da equipe adversária, o Spurs deu mostras de seu desempenho ruim no jogo. Além disso, o número de roubadas de bola foi menor do que a metade do obtido pela equipe de Phoenix: cinco contra 11. Por fim, os texanos não conseguiram nenhum bloqueio, enquanto os mandantes conseguiram seis tocos durante o duelo.

Cansaço

Aparentemente cansada depois de tantas viagens. Foi essa a impressão passada pela equipe, que já não conta com protagonistas muito jovens em seu elenco. A rotina de jogos e deslocamentos desgasta muito um time que joga principalmente pelo coletivo.

Mills foi ‘zerus’

Trocadilho a parte, o principal jogador da equipe nos últimos jogos teve desempenho frustrante.

Acertando só dois dos 14 arremessos tentatos, além de não ter distribuído bem a bola, Patrick Mills foi um dos destaques negativos do jogo, sendo que se esperava muito do armador.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Danny Green – 15 pontos

Tim Ducan – 13 pontos e 5 rebotes

Cory Joseph – 11 pontos

Marco Belinelli – 10 pontos e 4 assistências

Matt Bonner – 10 pontos

Phoenix Suns

Markieff Morris – 21 pontos, 5 assistências e 5 rebotes

Channing Frye – 17 pontos e 8 rebotes

Ish Smith – 15 pontos, 5 assistências e 7 rebotes

Gerald Green – 13 pontos e 6 rebotes

Marcus Morris – 13 pontos

Insatisfeito no Sixers, Granger pode pintar no Spurs

assinatura SA Br

A data limite para trocas já passou, o mas San Antonio Spurs segue de olho no mercado, visando fechar o grupo que seguirá até os playoffs. Segundo especulações da imprensa americana, o ala Danny Granger, recém chegado ao Philadelphia 76ers, deseja romper seu contrato e poderia desembarcar no Texas caso dispensado.

Granger não gostou de ser trocado pelo Pacers e já quer deixar a Philadelphia (NBAE/Getty Images)

O veterano estaria muito insatisfeito com a troca que o tirou do Indiana Pacers, atual líder da Conferência Leste, e o colocou em um time que não possui mais ambições na temporada. Desta forma, Granger busca negociar um acordo com o Sixers, a fim de ser liberado e assinar com um candidato ao título. Além do Spurs, o Miami Heat também poderia ser seu destino.

Na última quinta-feira, prazo final para os times efetuarem trocas, Indiana Pacers e Philadelphia 76ers realizaram uma das transações mais contundentes do dia. A franquia de Indianápolis enviou Danny Granger para Filadélgia, e rebebeu em troca Evan Turner e Lavoy Allen.

Diante da insatisfação de Granger, o Sixers, por meio de seu General Manager, diz considerar a hipótese de fazer um acordo para tornar o jogador um agente livre irrestrito, já que a franquia não sabe se terá condições de mantê-lo ao fim da temporada, quando seu contrato termina.

Granger estaria buscando um time concorrente ao título para poder mostrar novamente o seu valor e, consequentemente, conseguir um novo contrato à altura de suas expectativas para a próxima temporada. Nos bastidores, Spurs e Heat já demonstraram interesse pelo jogador. O time texano, que deve ficar com um espaço no elenc, com a provável saída de Shannon Brown, vem buscando uma nova peça para fechar o grupo para o restante da temporada e, inclusive, já havia mostrado interesse pelo ala-pivô Glen Davis, ex-Orlando Magic.

Granger foi um All-Star em 2009 (Getty Images)

Danny Granger possui um salário de 14 milhões de dólares nesta temporada e depende do acordo de buyout com o Sixers para se transferir. O Spurs aguarda o desfecho da situação, sabendo que poderá investir os 650 mil dólares referentes à mid-level exception, que trata-se de uma brecha para que equipes acima do teto salarial da liga, como a texana está, possam investir em contratações.

Há oito anos na liga, Danny Granger chegou a ser All-Star em 2009 e líder do time do Indiana Pacers até a temporada 2011/2012, quando sofreu uma contusão séria no joelho que o fez perder quase todo o ano seguinte e, consequentemente, o posto de estrela do time. Na atual temporada da NBA, o ala de 30 anos voltou a engatar uma sequência de jogos em Indiana, mas sempre vindo do banco e com números bem menos expressivos: 8,3 pontos e 3,6 rebotes por jogo, atuando em pouco mais de 22 minutos por confronto.