Arquivo diário: 19/02/2014

Spurs estaria interessado em Ilyasova e Young

 

Segundo reportagem do site americano Project Spurs, o San Antonio Spurs segue estudando opções para reforçar o elenco. Os alvos da vez seriam dois alas que podem jogar nas posições 3 e 4: Ersan Ilyasova, do Milwaukee Bucks, e Thaddeus Young, do Philadelphia 76ers.

Thaddeus Young e Ersan Ilyasova: bons reforços? (Associated Press)

A reportagem cita como fonte Sam Amico, jornalista da Fox Sports Ohio, que diz que o Spurs “amaria” ter Ilyasova ou Young, mas não sabe o que a franquia texana poderia oferecer em compensação para viabilizar uma possível troca com o Bucks ou com o Sixers.

Ilyasova disputou 41 jogos pelo Bucks nesta temporada, apresentando médias de 10,1 pontos e seis rebotes em 26,9 minutos por exibição. Ao longo da offseason de 2012, o Spurs foi ligado ao turco em rumores quando o jogador ainda era um agente livre.

Já Young, por sua vez, defendeu o Sixers em 52 oportunidades ao longo da temporada, com médias de 17,1 pontos e 6,2 rebotes em 33,3 minutos por jogo.

Vale lembrar que a data limite para trocas na temporada da NBA é quinta-feira (20).

Anúncios

Spurs (39-15) @ Blazers (36-17) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Portland Trail Blazers – Temporada Regular

Data: 19/02/2014

Horário: 00h (Horário de Brasília)

Local: Moda Center

No penúltimo jogo da Rodeo Trip, o San Antonio Spurs vai a Portland enfrentar o Trail Blazers apenas um dia após vencer o Los Angeles Clippers. Por se tratar de um back-to-back, o técnico Gregg Popovich pode dar descanso a alguns de seus titulares – Tim Duncan, por exemplo, atuou por 38 minutos contra os angelinos -, o que torna ainda mais difícil traçar prognósticos para o confronto. Os texanos, ao menos, vem embalados pelo triunfo da noite anterior mesmo sem contar com Tony Parker, poupado pelo treinador até que esteja 100% recuperado das pequenas lesões que vem o atingindo. Já os donos da casa estão em baixa e, depois de um início de temporada empolgante, caíram de rendimento recentemente, perdendo seis dos últimos dez jogos disputados e de quebra devem estar desfalcados do ala/pivô LaMarcus Aldridge.

Confrontos na temporada (0-2)

03/11/2013 – Spurs 105 @ 115 Blazers

Mesmo sendo apenas o terceiro jogo da temporada, o Blazers mostrou a sua força batendo a equipe de San Antonio. Sem resposta para o poderoso ataque do time de Portland, o Spurs caiu e conheceu sua primeira derrota na temporada.

17/01/2014 – Spurs 100 vs 109 Blazers

Segunda derrota para os Blazers na temporada, desta vez em casa. De pouco adiantou a grande atuação de Manu Ginobili, autor de 29 pontos, já que o Spurs, sofrendo com os desfalques de Tiago Splitter e Danny Green, acabou dominado pelo trio LaMarcus Aldridge, Damian Lillard e Wesley Matthews.

Patty Mills

PG – Cory Joseph/Patty Mills

SG – Danny Green

SF – Marco Belinelli

PF – Boris Diaw

C – Tim Duncan

Fique de Olho – Ao menos em relação a pontuação, a ausência de Tony Parker vem sendo bem suprida por Patty Mills. Aproveitando o tempo de quadra extra proporcionado pela lesão do armador titular, o australiano assumiu o posto de principal arma do perímetro texano, lembrando o papel que exerce em sua seleção nacional. Nos oito jogos disputados em fevereiro, acumula médias de 17,3 pontos, com 52,1% de acerto nos arremessos de quadra, em 21,5 minutos por duelo.

Damian Lillard

PG – Damian Lillard

SG – Wesley Matthews

SF – Nicolas Batum

PF – Thomas Robinson

C – Robin Lopez

Fique de Olho – Um estiramento na virilha tirará LaMarcus Aldridge de combate por aproximadamente uma semana, o que expõe ainda mais a fragilidade do banco de reservas dos Blazers. Sem seu principal jogador na temporada, responsabilidade dobrada recairá sobre os ombros de Damian Lillard, que terá que assumir o posto de referência da equipe sem um grande parceiro no garrafão.

Spurs (39-15) @ Clippers (37-19) – Vitória maiúscula

113×103

Quem se queixava da falta de uma grande vitória do San Antonio Spurs ao longo da temporada 2013/2014 da NBA vai ter de mudar o discurso. Na noite de terça-feira (18), poucos dias depois a pausa para o All-Star Weekend, o time texano, vice-líder da Conferência Oeste, visitou o Los Angeles Clippers, quarto colocado e, mesmo sem poder contar com três de seus titulares, venceu por 113 a 103. Vamos, ao seguir, aos destaques da partida.

Duncan foi mais uma vez monstruoso pelo Spurs (NBAE/Getty Images)

Sem Parker? Sem problemas

Entre os três desfalques que o Spurs teve na partida, sem dúvidas o mais importante foi Tony Parker. O armador francês, que só vai voltar às quadras quando estiver 100% recuperado fisicamente segundo o técnico Gregg Popovich, deu lugar a Cory Joseph no quinteto titular. O canadense deixou a quadra com sete pontos e três rebotes em pouco mais de 23,5 minutos. Porém, o grande destaque do time veio do banco de reservas: o armador Patrick Mills, que anotou 25 pontos, cinco assistências e cinco rebotes em pouco mais de 27 minutos. Boa, Patty!

Patty Mills estava ON FIRE (NBAE/Getty Images)

Reservas em ação

Além de Parker, mais dois reservas do Spurs não puderam atuar. No perímetro, Kawhi Leonard foi substituído por Marco Belinelli. O ala-armador italiano fez mais uma boa partida, obtendo 20 pontos, quatro rebotes e três assistências em cerca de 28 minutos.

No garrafão, o destaque mais uma vez foi o pivô brasileiro Tiago Splitter. Em seu lugar, Boris Diaw atuou como ala-pivô, empurrando Tim Duncan para a posição 5 no quinteto titular. E o francês deu conta do recado, com 12 pontos, oito rebotes e três assistências em aproximadamente 32 minutos. Porém, vale destacar que a dupla titular do Clippers coletou 30 ressaltos no jogo: 18 de DeAndre Jordan e 12 de Blake Griffin.

Aliás, a dor de cabeça de Pop parece estar perto do fim. Segundo relatos da imprensa americana, Leonard e Splitter já estão próximos de um retorno.

Uma boa notícia

Em meio a tantas lesões, um jogador parece não dar mais dor de cabeça à comissão técnica do Spurs. Manu Ginobili aproveitou a pausa para o All-Star Weekend e se condicionou, podendo voltar a atuar contra o Clippers. Por enquanto, ele ainda joga por tempo limitado. Diante dos angelinos, foram nove pontos e três assistências em pouco menos de 15 minutos.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Patrick Mills – 25 pontos, 5 assistências e 5 rebotes

Marco Belinelli – 20 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Tim Duncan – 19 pontos, 13 rebotes e 7 assistências

Danny Green – 14 pontos e 5 rebotes

Boris Diaw – 12 pontos, 8 rebotes e 3 assistências

Los Angeles Clippers

Blake Griffin – 35 pontos, 12 rebotes, 4 assistências e 2 roubos de bola

Jamal Crawford – 25 pontos e 2 roubos de bola

Chris Paul – 11 pontos, 9 assistências, 4 roubos de bola e 3 rebotes

Pop diz que Parker só volta a jogar quando estiver 100%

assinatura SA Br

As lesões vêm atrapalhando Tony Parker. Os problemas na costela, na virilha e, mais recentemente, nas costas, já tiraram o armador de sete partidas do San Antonio Spurs na temporada 2013/2014. A última ausência aconteceu na noite de terça-feira (18), na vitória diante do Los Angeles Clippers, após o armador ter atuado por apenas 11 minutos no All-Star Game, no último domingo (16). Pensando  em um “futuro próximo” – leia-se playoffs -, o técnico Gregg Popovich optou por deixar o camisa #9 de fora das partidas do time por tempo indeterminado, até que o jogador esteja completamente recuperado.

Parker desfalcará o Spurs por tempo indeterminado (NBAE/Getty Images)

“Ele não tem um tendão puxado ou qualquer coisa mais séria, mas ele tem um monte de pequenos problemas. Basicamente, é muito tempo jogando basquete nos últimos três anos… durante toda a temporada (da NBA) e todo o verão”, disse Pop, à reportagem do jornal americano San Antonio Express-News, se referindo às constantes atuações de Parker pela seleção francesa, que sempre acontecem durante as férias da liga americana.

Parker, por sua vez, disse que concordou com a decisão de Popovich. “Com 50% (das condições físicas), eu não estou realmente ajudando a equipe”, reconheceu o armador francês, que prometeu “muita disciplina” no tratamento junto com os médicos e preparadores físicos de San Antonio, visando se reabilitar das lesões e se manter saudável.

Na atual temporada da NBA, Tony Parker possui médias de 17,7 pontos, 6,2 assistências e 2,3 por jogo. O francês é desfalque quase certo para mais um duelo da Rodeo Road Trip, nesta quarta-feira (19), diante do Portland Trail Blazers. Em contrapartida, existe a chance de Tiago Splitter (problema na panturrilha) e Kawhi Leonard (lesão no dedo) retornarem à equipe e se juntarem a Manu Ginobili, que voltou na terça após curar lesão no tendão da perna esquerda.