Arquivo diário: 09/02/2014

Spurs (37-14) @ Bobcats (28-29) – Mills e companhia

104×100

O San Antonio Spurs bateu o Charlotte Bobcats por 104 a 100, em jogo duro disputado na noite deste sábado (8), na Time Warner Cable Arena. A terceira vitória no Rodeo Road Trip só foi consumada a dois segundos do final, com um lance livre convertido por Nando De Colo que deixou a diferença em quatro pontos. O triunfo foi possível graças a um último quarto impecável dos comandados de Gregg Popovich, em especial de Patty Mills, suprindo a falta de Tiago Splitter e Marco Belinelli, que ficaram de fora por lesão. O triunfo foi o 37º na temporada dos texanos, que permanecem na segunda posição da Conferência Oeste, dois jogos e meio atrás do líder Oklahoma City Thunder. Vamos aos destaques da partida:

Mills esteve em noite iluminada (NBA/Getty Images)

Mills esteve em noite iluminada (NBA/Getty Images)

Show australiano e força do banco

Nem Tony Parker, nem Tim Duncan, nem Danny Green. O grande destaque da noite veio do banco: O australiano Patty Mills foi o cestinha do jogo, ao anotar 32 pontos, 18 deles só no último quarto, com um aproveitamento incrível de 77,7% nos arremessos de quadra (10-13 FG e 4-5 3FG). O jogador ainda apanhou sete rebotes, deu quatro assistências e conseguiu dois roubos de bola nos 25 minutos em que esteve em quadra. Dessa forma, o armador compensou a partida apagada de Tony Parker, que chegou a ser dúvida para o duelo e converteu apenas três chutes em 15 tentativas, terminando com nove pontos, cinco assistências e três rebotes.

Para Gregg Popovich, além de um competidor, Patty Mills é um jogador cascudo. “Ele joga pela seleção australiana há anos e tem viajado pelo mundo inteiro. Ele não se impressiona com a NBA. Ele vem apenas para jogar basquete”, exaltou o técnico.

Junto com Mills, os suplentes do time de San Antonio mais uma vez mostraram eficiência, anotando mais da metade dos pontos da equipe no jogo (55) e suprindo a má atuação de Green, combinada com as ausências de Belinelli e Spitter. Jogando de máscara, Nando De Colo mais uma vez aproveitou os minutos a mais de quadra que vem tendo e conseguiu outra boa atuação, com 15 pontos, duas assistências e dois rebotes. Jeff Ayres também superou sua média na temporada e contribuiu com oito pontos, quatro assistências e três rebotes.

Arrancada na hora certa

Timmy sendo Timmy outra vez (NBAE/Getty Images)

Comandado pelos 18 pontos de Mills, o Spurs venceu os donos da casa na parcial derradeira por 35 a 30 e alcançou a sua melhor pontuação dentro de um quarto em toda a temporada 2013/2014 da NBA. Uma corrida de 12 a 4, obtida na metade do período, foi determinante para a equipe de Gregg Popovich ficar em situação confortável para garantir mais um triunfo na estrada.

Consistência fundamental

Apesar de ter ficado boa parte do quarto período no banco, Tim Duncan manteve seu desempenho consistente. O camisa #21, que retornou ao time após ser poupado na derrota para o Brooklyn Nets, alcançou mais um double-double ao anotar 16 pontos (6/13 FG) e apanhar 13 rebotes. Desta forma, o ala-pivô de 37 anos de idade chegou à marca de 789 partidas com dois dígitos em dois fundamentos na carreira, a maior entre os jogadores em atividade na liga profissional americana.

O rolezinho continua

O Spurs segue a Rodeo Road Trip na próxima segunda-feira, quando enfrenta o Detroit Pistons no Palácio de Alburn Hills. Marco Belinelli e Tiago Splitter devem voltar a ficar à disposição do técnico Gregg Popovich para este compromisso.

San Antonio Spurs

Patrick Mills – 32 pontos, 7 rebotes e 4 assistências

Tim Duncan – 16 pontos e 13 rebotes

Nando De Colo – 15 pontos

Boris Diaw – 13 pontos, 4 rebotes e 4 assistências

Charlotte Bobcats

Al Jefferson – 26 pontos, 9 rebotes e 3 assistências

Gerald Henderson – 23 pontos, 5 rebotes e 4 assistências

Kemba Walker – 18 pontos, 4 rebotes e 8 assistências