Arquivo diário: 07/02/2014

Tony Parker é eleito o melhor europeu de 2013 pela Fiba

A Fiba Europa, divisão continental da Fiba, a Federação Internacional de Basquete, escolheu Tony Parker como o melhor jogador de 2013 nascido no Velho Continente. A eleição foi feita com torcedores e especialistas da modalidade. O comunicado foi feito por meio do site oficial da instituição. Ainda não foi definida a data da premiação do jogador do San Antonio Spurs.

Parker em ação pelo Spurs contra o Kings (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

O francês de 31 anos de idade está há 13 temporadas na NBA e foi recentemente selecionado pelos técnicos da liga profissional americana para integrar o banco de reservas da Conferência Oeste no All-Star Game, que será realizado na cidade de Nova Orleans. A convocação é a sexta do jogador, sendo a terceira vez consecutiva. O armador do Spurs também participou do jogo festivo nos anos de 2005, 2007, 2009, 2012 e 2013.

O armador concorria com Vassilis Spanoulis, do Olympiakos, que ficou com o segundo lugar, e com Marc Gasol, do Memphis Grizzlies, que ficou com a terceira colocação. Na atual temporada, Parker tem médias de aproximadamente 18 pontos e seis assistências por jogo.

Vale lembrar que, em 2013, a França foi campeã europeia e Parker foi o MVP da competição.

Para conferir a lista completa dos jogadores mais bem colocados, clique aqui.

Anúncios

Spurs (36-14) @ Nets (22-25) – Cobertor curto

89×103

Com cinco importantes desfalques, ficou difícil para o San Antonio Spurs fazer frente ao Brooklyn Nets nesta quinta-feira (7). Mesmo remendada, a equipe texana até conseguiu se manter próxima no placar até o início do último quarto, mas não resistiu aos nova-iorquinos, que jogavam em casa e confirmaram o triunfo por 103 a 89. Vamos aos destaques.

Joseph fez o possível para substituir Tony Parker (Nathaniel S. Butler/NBAE Getty Images)

Joseph fez o possível para substituir Tony Parker (Nathaniel S. Butler/NBAE Getty Images)

Quem fica em pé?

O Spurs entrou em quadra sem seus quatro principais cestinhas da temporada. Manu Ginobili, com lesão muscular na perna esquerda, e Kawhi Leornard, com fratura em um dedo da mão direita, eram desfalques certos. Tony Parker sofreu com dores nas costas no duelo anterior, na vitória sobre o Washington Wizards, e não atuou. Tim Duncan, depois de atuar por 40 minutos contra o time da capital americana, foi poupado. De quebra, Boris Diaw sofreu uma intoxicação alimentar no hotel e se tornou ausência de última hora.

Com tantos problemas, Gregg Popovich escalou uma formação titular incomum, com Cory Joseph, Nando De Colo, Danny Green, Marco Belinelli e apenas Tiago Splitter no garrafão.

Narizes a prova

Sorte do “narigudo” Manu Ginobili que ele não entrou em quadra nesta quinta. Diante do Nets, não foi apenas uma fratura de nariz, mas sim duas sofridas por jogadores do Spurs. O primeiro foi Nando De Colo, que, ainda no segundo quarto, foi atingido acidentalmente por Andrei Kirilenko e deixou a quadra. O armador francês ainda retornou para o jogo no segundo tempo, utilizando uma máscara de proteção no rosto. O outro foi o ala-pivô Matt Bonner, que ironicamente já atuava de máscara devido a lesão anterior no nariz e, no último período, sofreu uma pancada de Shaun Livingston, sofrendo nova fratura no local.

Desfalques viraram rotina no Spurs (AP Photo/Jason DeCrow)

Desfalques viraram rotina no Spurs (AP Photo/Jason DeCrow)

Herói improvável

Em uma equipe com jogadores do calibre de Deron Williams, Paul Pierce, Joe Johnson e Kevin Garnett, um coadjuvante assumiu o papel de protagonista e resolveu o jogo para os mandantes. Alan Anderson saiu do banco e deu trabalho para a defesa texana. O ala anotou 19 pontos no segundo tempo e foi o cestinha da noite, com 22 pontos.

Fio de esperança?

Já não é de hoje que minha confiança em Cory Joseph beira o zero. Selecionado na 29ª escolha do Draft de 2011, o armador canadense, de 22 anos de idade, está em sua terceira temporada como profissional, e segue em uma evolução extremamente lenta. Mas o camisa 5 fez, talvez, sua melhor apresentação com a camisa texana ao sagrar-se o cestinha da equipe, com 18 pontos, além de quatro rebotes, quatro roubos de bola e três assistências. Ainda dá para acreditar nele?

Rodeo Trip segue

Prosseguindo com a Rodeo Road Trip, o San Antonio Spurs viaja rumo à Carolina do Norte onde, no sábado (8), enfrenta o Charlotte Bobcats. Tony Parker, Tim Duncan e Boris Diaw devem estar de volta à equipe para este compromisso.

San Antonio Spurs

Cory Joseph – 18 pontos

Danny Green – 17 pontos e 8 rebotes

Patty Mills – 16 pontos

Brooklyn Nets

Alan Anderson – 22 pontos

Deron Williams – 16 pontos e 8 assistências

Paul Pierce – 12 pontos e 7 rebotes

NBA confirma Belinelli no Torneio de Três Pontos

*por Renan Belini

Gatilho texano em NOLA (NBAE/Getty Images)

Conforme informações que já circulavam na imprensa americana, Marco Belinelli será representante do San Antonio Spurs no All-Star Weekend, que acontecerá na Nova Orleans, entre os dias 14 e 16 de fevereiro. O italiano disputará o torneio de três pontos, no sábado à noite, e tentará obter mais sucesso que Matt Bonner em 2013, quando o ala-pivô ficou com o vice-campeonato. O ala-armador  junta-se a Tony Parker, que foi escolhido como reserva do time do Oeste no All-Star Game, que fechará o fim de semana festivo no domingo à noite.

Terceiro melhor chutador de três pontos da NBA na atual temporada, com 44.4% de aproveitamento, o ala-armador alvinegro terá como concorrentes, pelo time da Conferência Leste, Aaron Afallo (Orlando Magic), Bradley Beal (Washington Wizards), Joe Johnson (Brooklyn Nets) e o defensor do título, Kyrie Irving (Cleveland Cavaliers). Já no time do Oeste, Stephen Curry (Golden State Warriors), Damian Lillard (Portland TrailBlazers) e Kevin Love (Minnesota Timberwolves) ao lado de Belinelli.

Nesta edição, a disputa terá uma novidade: os jogadores poderão escolher um dos cinco carrinhos ao redor do arco  para conter apenas “money balls“, as bolas coloridas que valem o dobro da pontuação. De resto, o formato é igual ao do ano passado, com os jogadores separados por suas respectivas conferências. Todos terão 60 segundos para disparar seus chutes. Os dois melhores de cada conferência avançam e disputam a final em mais uma série.

Reforço Feminino

Becky Hammon, armadora do San Antonio Stars, da WNBA, participará pela quinta vez do Arremesso das Estrelas, evento que também ocorre no sábado e reúne quatro equipes, formadas por um jogador em atividade e uma lenda da NBA, além de uma estrela da WNBA. No desafio, vence quem completa em menos tempo um circuito de arremessos, que termina com um chute do meio da quadra. O confronto também será divido entre as conferências. Os dois melhores times avançam à final.

Nesse ano, Hammon terá como companheiros de um dos times do Oeste o armador Stephen Curry, do Golden State Warriors, e o pai dele, o ex-ala-armador Dell Curry, que fez sucesso no Charlotte Hornets, de 1988 a 1998, sendo até hoje o maior cestinha da franquia que se mudou para New Orleans. Completam o desafio a outra equipe do Oeste, formada por Kevin Durant (Oklahoma Thunder), Karl Malone e Skylar Diggins (Tulsa Shock), e as duas equipes do Leste. Uma composta por Tim Hardaway Jr. (New York Knicks), Tim Hardaway e Elena Delle Donne (Chicago Sky), e a outra sendo formada pelos atuais campeões Chris Bosh (Miami Heat), Dominique Wilkins e Swin Cash (Chicago Sky).