Arquivo diário: 06/02/2014

Spurs (36-13) @ Nets (21-25) – Temporada regular

San Antonio Spurs @ Brooklyn Nets – Temporada Regular

Data: 06/02/2014

Horário: 23h (Horário de Brasília)

Local: Barclays Center

Na TV: Space

O terceiro jogo da Rodeo Road Trip de 2014 já deve começar com problemas para o San Antonio Spurs. Depois de vencer o Washington Wizards, em duas prorrogações, na noite anterior, o time não terá Tony Parker, que estará fora de combate com dores nas costas, e Tim Duncan, que será poupado. Eles se juntam aos desfalques de Kawhi Leonard e Manu Ginobili, entregues ao departamento médico. Boris Diaw, com intoxicação alimentar, é dúvida. Com isso, Gregg Popovich terá que se virar como pode para colocar em quadra uma equipe capaz de competir com o experiente Brooklyn Nets, que vem em alta na temporada.

Confrontos na Temporada (1-0)

28/11/2013 – Spurs 113 vs 92 Nets

Na noite de Ano Novo, o Spurs encerrou 2013 com chave de ouro ao superar o Nets, em casa, sem grandes problemas. Com o Big Three inspirado, a equipe abriu vantagem e permitiu ao técnico Gregg Popovich distribuir bastante o tempo de quadra entre seus comandados.

Patty Mills

PG – Cory Joseph

SG – Patty Mills/Marco Belinelli

SF – Danny Green

PF – Boris Diaw

C – Tiago Splitter

Fique de Olho – Com o desfalque de Tony Parker, que, com dores nas costas, será desfalque, Patty Mills deve ter carta branca no ataque para arremessar, seja começando como titular ou no banco de reservas. O armador australiano faz uma temporada sólida e quando tem tempo de quadra e liberdade para e pontuar pode ser uma arma perigosa. Seu poder ofensivo será fundamental para suprir a ausência das principais estrelas da equipe.

Andray Blatche

PG – Deron Williams

SG – Shaun Livingston

SF – Joe Johnson

PF – Paul Pierce

C – Kevin Garnett/Andray Blatche

Fique de Olho – Com Kevin Garnett muito longe de sua melhor forma e Brook Lopez fora do restante da temporada, a principal referência – especialmente ofensiva – no garrafão dos Nets é Andray Blatche. Dono de um porte físico avantajado e razoável técnica, o problemático pivô parece ter se encontrado em Nova York e é uma ameaça real próximo a cesta. Tiago Spitter, Jeff Ayres e Aron Baynes terão que ficar de olhos bem abertos.

Anúncios

Spurs (36-13) @ Wizards (24-24) – Haja coração!

125×118

Na noite desta quarta-feira (6), o San Antonio Spurs visitou o Washington Wizards e venceu o jogo por 125 a 118. A partida foi a 16ª vitória consecutiva da equipe texana, que perdeu pela última vez para a franquia da capital no dia 12 de novembro de 2005. A disputa marcou o encontro entre os pivôs brasileiros Nenê, pelos donos da casa, e Tiago Splitter, pelo alvinegro. A seguir, vamos aos destaques do duelo:

Belinelli ajudou o Spurs no jogo de duas prorrogações (NBAE/Getty Images)

O jogo

Não seria nenhuma surpresa caso o Spurs perdesse o jogo para o Wizards, já que o time da capital norte americana venceu importantes equipes como Oklahoma City Thunder, Miami Heat, Portland TrailBlazers e Golden State Warriors. Também pelo fato dos visitantes terem alguns desfalques e jogadores recuperando o ritmo após lesões. O time alvinegro surpreendeu e fez um jogo equilibrado com os donos da casa. No primeiro tempo, sofreu um pouco, mas conseguiu se recuperar nas etapas seguintes, principalmente no terceiro quarto. Porém, Tony Parker foi poupado no segundo tempo por causa de dores nas costas.

Com o jogo empatado, a decisão seria feita na prorrogação. Mas, para deixar o confronto mais emocionante, o Wizards fez uma cesta nos momentos derradeiros do primeiro tempo extra e levou o jogou para o segundo. Na nova etapa, os mandantes não conseguiram manter o ritmo e perderam pro Spurs por 10 a 3.

O Spurs segue em sua turnê fora de casa nesta quinta-feira (6), dessa vez conta o Brooklyn Nets (a partida será televisionada pelo Canal Space), enquanto o Wizards encara o Cleveland Cavaliers, também na sexta-feira.

O fundamental Tim Duncan

Tim Duncan, mais uma vez, foi fundamental para o Spurs (NBAE/Getty Images)

O torcedor do Spurs não tem a menor dúvida de que Tim Duncan fez (e faz) história com a camisa #21. E mais uma vez, o ala-pivô teve uma atuação de gala com a camisa do time do Texas. O ala-pivô anotou outro double-double na carreira, com 31 pontos, 11 rebotes e cinco assistências em impressionantes 40 minutos jogados.

Bom retorno

O departamento médico do Spurs tem andando cheio de uns tempos para cá. Recentemente recuperados, Tiago Splitter e Danny Green fizeram uma boa exibição e contribuíram para a vitória do time texano. O ala-armador foi quem mais jogou em todo o time, com 46 minutos, e o pivô também participou bastante, com 33.

Green terminou o jogo com 22 pontos, sete rebotes e duas assistências, acertando uma bola de três pontos no momentos decisivos de jogo. Splitter fez poucos pontos – apenas sete -, mas ajudou o time com 12 rebotes (nove deles defensivos) e três assistências.

Ausências, ausências…

Uma notícia para o jogo contra o Nets: não teremos nenhum integrante do Big Three. Além de Manu Ginobili, machucado, o Spurs não terá as outras duas pernas do tripé texano. Ainda no primeiro tempo, Tony Parker foi forçado a deixar a quadra decorrente a dores na região de suas costas. O armador atuou por 18 minutos, fez quatro pontos e distribuiu cinco assistências.

Duncan, por outro lado, atuou por quase o jogo inteiro e, por isso, será poupado no duelo contra o Nets. O veterano não jogará o confronto nesta quinta (6) por decisão de Gregg Popovich, por conta da Rodeo Road Trip e sua intensa série de jogos longe do AT&T Center.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 31 pontos, 11 rebotes e cinco assistências

Patty Mills – 23 pontos, seis rebotes e quatro assistências

Danny Green – 22 pontos e sete rebotes

Marco Belinelli – 14 pontos

Washington Wizards

John Wall – 29 pontos e nove assistências

Bradley Beal – 19 pontos e cinco rebotes

Trevor Ariza – 15 pontos e dez rebotes

Nenê – 12 pontos e sete rebotes