Arquivo diário: 08/01/2014

Spurs (27-8) vs Mavericks (20-15) – Temporada regular

San Antonio Spurs @ Dallas Mavericks – Temporada Regular

Data: 08/01/2014

Horário: 22h00 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,32 (favorito) vs Mavericks 3,22

Após a vitória mais dramática da temporada, no confronto com o Memphis Grizzlies, o San Antonio Spurs segue em duelos internos em sua divisão e faz, nesta quarta-feira (8), o clássico diante do Dallas Mavericks. Se a má fase do alvinegro preocupa, o adversário vem em uma maré de bons jogos e, cada vez mais, busca sua vaga entre os oito melhores da Conferência Oeste. Os donos da casa, por sua vez, defendem uma invencibilidade grande: somando o último campeonato e esse, são cinco vitórias consecutivas em temporada regular.

Confrontos na temporada (1-0)

26/12/2013 – Spurs 116 @ 107 Mavericks

Em seu segundo jogo em duas noites, o Spurs conseguiu uma importante vitória, fora de casa, contra o rival. O time comandado por Gregg Popovich esteve na frente no placar durante praticamente toda a partida e chegou a tomar um susto no final, mas teve calma para fechar o jogo e garantir o resultado. Vindo do banco, Danny Green se destacou com 22 pontos.

PG – Tony Parker

SG – Marco Belinelli

SF – Kawhi Leonard

PF – Boris Diaw

C – Tim Duncan

Fique de Olho – Com Tony Parker em baixa evidente, fica a expectativa que as bolas de longa distância de Marco Belinelli ajudem na produção ofensiva da equipe texana. Quando foi necessário, nesta temporada, o ala-armador italiano não decepcionou.

PG – José Calderón

SG – Monta Ellis

SF – Shawn Marion

PF – Dirk Nowitzki

C – Samuel Dalembert

Fique de Olho – Com um defesa multidimensional e um ataque sólido, Shawn Marion pode marcar dentro e fora do garrafão e deve ser um dos jogadores que mais dará trabalho.

Spurs (27-8) @ Grizzlies (15-19) – Vitória suada

110×108

Mesmo com dificuldade e com o jogo decidido no último segundo, o San Antonio Spurs conseguiu mais uma vitória sobre o Memphis Grizzlies na temporada. Nesta terça-feira (7), o time de preto e prata precisou triunfar na prorrogação, após permitir uma reação e um empate dos donos da casa no último quarto. Manu Ginobili, mesmo sem ter feito um grande jogo, definiu o placar final de 110 a 108. A equipe texana volta a entrar em quadra já nesta quarta-feira, contra o Dallas Mavericks. Já os mandantes retornam na sexta, contra o Phoenix Suns.

Duncan coletou 17 rebotes no total (Joe Murphy/NBAE/Getty Images)

Manu

Como mensurar a importância de um jogador em uma partida? Pelos números, Manu Ginobili teve uma noite muito fraca. Acertou apenas três arremesses de quadra em doze tentativas, além de ter errado todas as cinco bolas do perímetro. O argentino também perdeu dois dos cinco lances livres que teve no jogo. Foram nove pontos em 32 minutos de exibição.

Manu foi responsável pelo ponto final (Joe Murphy/NBAE/Getty Images)

No entanto, nos momentos mais tensos do jogo, lá estava o argentino para segurar a bola e decidir. Primeiro, no fim do último quarto. Faltando três segundos para o fim do tempo regulamentar, Manu recebeu de Tim Duncan no garrafão e desempatou o jogo (98-96) com uma bandeja dificílima. No ataque seguinte, o Grizzlies empataria com Mike Conley.

Na prorrogação, o ala-armador voltou a mostrar sua magia. De novo recebendo de Duncan, só que dessa vez próximo à linha de três pontos, Ginobili infiltrou e fez uma bandeja desajeitada e contestada. Com 1,8s no relógio, o deu números finais ao jogo. Mais uma atuação que nos lembra que grandes jogadores aparecem nos momentos de necessidade.

Vacilo

Após explicar como o Spurs se livrou do problema, vamos ver como o time se meteu nessa. Com cinco minutos no relógio e uma vantagem de 16 pontos, o normal é se acreditar que a equipe iria apenas administrar a vantagem e garantir a vitória.

No entanto, bastaram cinco desperdícios de bola e uma sequência de 23 a 7 para o Memphis para o jogo ir para a prorrogação. Conley foi responsável por 11 pontos na virada. O armador adversário teve outra grande noite contra o Spurs. Ele teve sua melhor pontuação na temporada, com 30 pontos, além de cinco assistências e seis rebotes. Ah, e depois daquela cesta de Ginobili faltando 1,8 s, ele andou tentou de três e deu aro. Imagina se entra?

Outro duplo-duplo

Se o Manu não jogou muito, o armador Tony Parker não passou muito longe. Acertando cinco dos 12 arremessos que tentou, sem ter ido para a linha de lance livre nenhuma vez, o francês só anotou dez pontos na noite. Pelo menos (e o mesmo serve para o Manu), ele distribuiu seis assistências. Se dois membros do Big Three não jogaram bem e o Spurs ainda assim ganhou, quer dizer que o que restou deve ter ido muito bem. E foi assim que aconteceu. Tim Duncan tirou da cartola mais um duplo-duplo. O ala-pivô foi o cestinha do Spurs com 24 pontos, além de ter pego 17 rebotes e dado quatro assistências. Para complementar os números da noite, Kawhi Leonard e Marco Belinelli ajudaram com 17 e 19 pontos, respectivamente.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan –  24 pontos e 17 rebotes

Marco Belinelli – 19 pontos e 4 assistêcias

Kawhi Leonard – 17 pontos e seis rebotes

Boris Diaw – 11 pontos

Patty Mills – 11 pontos

Tony Parker – 10 pontos e 6 assistências

Memphis Grizzlies

Mike Conley – 30 pontos e 5 assistências

Zach Randolph – 17 pontos e 8 rebotes

James Johnson – 15 pontos e 5 assistências

Courtney Lee – 12 pontos

Jon Leuer – 10 pontos e 9 rebotes