Arquivo mensal: janeiro 2014

Parker é selecionado para ser reserva do All-Star Game

Tony Parker será o representante do San Antonio Spurs no All-Star Game desta temporada. O armador francês foi selecionado pelos treinadores da liga e começará a partida do próximo dia 16 de fevereiro no banco de reservas do time da Conferência Oeste.

Parker representa o Spurs no All-Star Game (NBAE/Getty Images)

Essa será a sexta participação do armador no jogo festivo, sendo a terceira seguida. Em nenhuma delas Parker foi titular – a escolha do quinteto inicial leva em conta votos populares.

As outras participações de Parker foram em 2005, 2007, 2009, 2012 e 2013. Nessas cinco partidas, ele tem médias de 9,9 pontos e 5,1 assistências por jogo, tento sua melhor participação em seu segundo evento, com oito pontos e dez assistências em 23 minutos.

Anúncios

Spurs (33-13) vs Bulls (23-22) – Inexperiência atrapalha

86×96

Na noite desta quarta-feira (29), o San Antonio Spurs recebeu o Chicago Bulls e perdeu o confronto por 96 a 86. Com o resultado, a equipe texana chega à terceira derrota consecutiva e se afasta ainda mais do primeiro colocado da Conferência Oeste, o Oklahoma City Thunder. O alvinegro tem mais um jogo em casa antes da Rodeo Trip, quando irá realizar uma série de partidas como visitante em um curto espaço de tempo. Vamos aos destaques do duelo:

Tim Duncan foi um dos destaques do Spurs (NBAE/Getty Images)

O jogo

Logo no início do jogo, era possível notar algumas mudanças no elenco do Spurs. Nando De Colo, Othyus Jeffers e Jeff Ayres iniciaram a partida ao lado de Tim Duncan e Tony Parker. De cara, pôde-se perceber que a falta de ritmo de jogo poderia atrapalhar alguns jogadores. O primeiro quarto terminou 21 a 15 para os visitantes. No segundo quarto o time texano esboçou uma reação e ganhou a parcial por 21 a 19. Na volta do intervalo, a equipe da casa não conseguiu passar à frente no placar. As duas parciais seguintes resultaram em 28 a 25 para o Bulls, que fechou assim a partida em 96 a 86.

Foi no terceiro quarto que a jogada mais esquisita doa partida aconteceu. Após reclamar de uma falta que supostamente tinha sofrido, Joakim Noah levou uma técnica. Foi aí que Tony Parker foi cobrar o lance livre. E foi aí que aconteceu. O armador francês arremessou o que deve ser um dos piores lances livres da história da NBA – não se sabe se a bola escorregou ou o que aconteceu, fato é que a bola não chegou nem na metade do trajeto até a cesta. Todos os apreciadores de basquete com certeza ficaram surpreendido com o acontecimento.

Patty Mills mais uma vez foi bem vindo do banco de resevas (NBAE/Getty Images)

O próximo jogo do Spurs é neste sábado (1), de novo em casa, contra o Sacramento Kings, enquanto o Bulls tem pela frente o New Orleans Pelicans no mesmo dia.

Falta de ritmo?

Talvez. Fato é que o Spurs começou o jogo com três jogadores com pouco ritmo de jogo e esse pode ter sido o diferencial no resultado final da partida. Nando De Colo, que recentemente esteve envolvido em boatos de troca, atuou por 17 minutos e totalizou oito pontos. Jeff Ayres esteve em quadra por 15 minutos e não anotou nenhum ponto. E Othyus Jeffers também não fez nenhuma cesta em 15 minutos.

Vindos do banco de reservas, Patty Mills e Marco Belinelli contribuíram um pouco mais para a equipe, com 12 e 11 pontos, respectivamente. Tim Duncan e Tony Parker combinaram para 37 pontos (15-31 FG).

O Bulls teve seis jogadores que terminaram o jogo com dois dígitos na pontuação.

Más notícias…

Como desgraça pouca é bobagem, tivemos um aumento no número de jogadores machucados. Isso mesmo. Como se não bastassem as ausências de Tiago Splitter, Danny Green e Kawhi Leonard, Manu Ginobili passou a integrar o elenco do departamento médico da equipe. De acordo com uma nota oficial do site do Spurs, o argentino passou por exames nesta quinta-feira e foi constada uma lesão na coxa esquerda do atleta. A contusão foi originada no terceiro quarto de jogo e a sua recuperação levará entre três e quatro semanas.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 20 pontos e 6 assistências

Tim Duncan – 17 pontos e 12 rebotes

Patty Mills – 12 pontos

Marco Belinelli – 11 pontos e 3 assistências

Chicago Bulls

Jimmy Butler – 19 pontos e 4 rebotes

Carlos Boozer – 16 pontos e 12 rebotes

D.J. Augustin – 15 pontos e 5 assistências

Taj Gibson – 15 pontos

Spurs (33-12) vs Bulls (22-22) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Chicago Bulls – Temporada Regular

Data: 29/01/2014

Horário: 00h30 (de Brasília)

Local: AT&T Center

Após perder em um clássico texano contra o Houston Rockets, o San Antonio Spurs volta a jogar em casa nesta quarta-feira, contra o Chicago Bulls. A equipe alvinegra tem desfalques importantes como Tiago Splitter, Danny Green e Kawhi Leonard, mas conta com o ex-jogador dos adversários, Marco Belinelli, que assumiu um papel importante na equipe e que recentemente foi convocado para a disputa do torneio de três pontos no All-Star Weekend. Em sua última partida, o Chicago Bulls perdeu para o Minnesota Timberwolves por 95 a 86. É a primeira vez que as duas equipes se enfrentam na temporada.

PG – Tony Parker

SG – Cory Joseph

SFMarco Belinelli

PF – Boris Diaw

C – Tim Duncan

Fique de Olho – Com tantas ausências no elenco, Marco Belinelli passou a assumir um papel importante no time do Spurs. O italiano foi chamado para representar o time texano no torneio de três pontos do All-Star Weekend. Na temporada, o ala-armador tem médias de cerca de dez pontos e duas assistências por exibição.

PG – D.J. Augustin

SG – Jimmy Butler

SF – Mike Dunleavy

PF – Carlos Boozer

CTaj Gibson

Fique de Olho – O Bulls não faz uma das suas melhores campanhas. E ainda não conta com jogadores importantes, como Luol Deng, trocado para o Cleveland Cavaliers, e Joakim Noah, machucado. Assim, Taj Gibson tem assumido o papel de protagonista da equipe. Contra o Wolves, o ala-pivô fez dez pontos e pegou dez rebotes. Na temporada seus números são de cerca de 12 pontos e seis rebotes por partida.

Belinelli vai disputar o torneio de três pontos

 

Sem ter conseguido colocar nenhum de seus jogadores no time titular da Conferência Oeste para o All-Star Game, o San Antonio Spurs já tem, ao menos, um representante garantido no All-Star Weekend. De acordo com reportagem do site americano 48 Minutes of Hell, Marco Belinelli estará entre as atrações do torneio de três pontos.

Belinelli foi o principal reforço do Spurs para a temporada (NBAE/Getty Images)

Segundo Eric Pincus, jornalista do Los Angeles Times, Kevin Love, do Minnesota Timberwolves, e Stephen Curry, do Golden State Warriors, devem ser os outros representantes do Oeste. O Leste, por sua vez, terá o atual campeão Kyrie Irving, do Cleveland Cavaliers, ao lado de Kyle Korver, do Atlanta Hawks, e de outro participante ainda indefinido.

O All-Star Weekend deste ano será disputado entre os dias 14 e 16 de fevereiro, em Nova Orelans. O torneio de três pontos acontece no sábado, dia 15.

Spurs (33-12) @ Rockets (30-17) – Derrotas seguidas

90×97

O San Antonio Spurs não perdia dois jogos seguidos desde os jogos 6 e 7 das finais da NBA da temporada 2012/2013. Em 2014, no entanto, apenas uma das derrotas foi para o Miami Heat. Na noite desta terça-feira (28), o time texano visitou o Houston Rockets e perdeu por 97 a 90, após ter caído no último domingo para o time da Flórida. Nesta quarta-feira, a equipe alvinegra encara o Chicago Bulls, enquanto os donos da casa pegam o Dallas Mavericks.

Spurs não perdia duas seguidas desde as finais de 2013 (NBAE/Getty Images)

Desfalques

Se o Spurs não podia contar com Tiago Splitter, Danny Green e Kawhi Leonard, o Rockets sofreu com a ausência de ninguém menos do que James Harden, principal jogador do time. O barbudo fez falta, mas o donos da casa resolveram tudo no garrafão. Para piorar a situação, Manu Ginobili ainda deixou o jogo no terceiro quarto com dores musculares.

Howard e Duncan travaram bom duelo (NBAE/Getty Images)

Garrafão

Na ausência de Splitter, Dwight Howard anotou 23 pontos e 16 rebotes, e Terrence Jones contribuiu com 21 pontos e nove rebotes. Boris Diaw e Matt Bonner não foram capazes de marcar o ala-pivô com eficiência. O pivô, por sua vez, até foi bem marcado por Tim Duncan no primeiro tempo. Na volta dos vestiários, no entanto, D12 acordou e fez 12 pontos apenas no terceiro quarto.

Nos três pontos

Se a deficiência no garrafão foi grande, outro problema foi que as bolas de três não caíram. O Spurs chutou apenas 26,1% do arco, tendo acertado somente seis bolas em 26 tentativas. Marco Belinelli, principal arma do time no fundamento, só acertou uma bola do perímetro.

Sr. duplo-duplo

Apesar de não ter feito um grande jogo ofensivamente – foram 12 pontos e 14 rebotes -, Duncan chegou a uma marca histórica durante o confronto com os rivais texanos.

Timmy anotou o seu duplo-duplo de número 785 na carreira e igualou a lenda Bill Russell em sexto na lista de mais jogos com dois dígitos em dois fundamentos da história da NBA.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Boris Diaw – 22 pontos e 11 rebotes

Tony Parker – 17 pontos e 4 assistências

Tim Duncan –  12 pontos e 14 rebotes

Marco Belinelli – 11 pontos

Houston Rockets

Dwight Howard – 23 pontos e 16 rebotes

Terrance Jones – 21 pontos e 9 rebotes

Jeremy Lin – 18 pontos e 8 assistências

Patrick Beverly – 11 pontos e 5 rebotes