Arquivo diário: 20/12/2013

Spurs (21-5) vs Thunder (21-4) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Oklahoma City Thunder – Temporada Regular

Data: 21/12/2013

Horário: 23h30 (de Brasília)

Local: AT&T Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,68 (favorito) vs Thunder 2,11

Após vencer o Golden State Warriors fora de casa, sem o Big Three e com uma cesta milagrosa de Tiago Splitter nos momentos finais, o San Antonio Spurs volta a jogar em seus domínios neste sábado (21), desta vez contra o primeiro colocado da Conferência Oeste, o Oklahoma City Thunder, em duelo de potências. O armador Tony Parker passará por novos exames na canela direita e ainda é dúvida para a partida. O time visitante, por sua vez, venceu o Chicago Bulls por 107 a 95 em seu último confronto, contando com 32 pontos, nove rebotes e seis assistências de Kevin Durant e 20 pontos e dez assistências de Russell Westbrook.

Confrontos na Temporada (0-1)

28/11/2013 – Spurs 88 @ 94 Thunder

No primeiro confronto entre as duas equipes na temporada, deu Thunder. Foi o fim da série de 11 vitórias seguidas do Spurs, que jogou como visitante. Os donos da casa ganharam o jogo por 94 a 88 com boas atuações de Kevin Durant, com 24 pontos, 13 rebotes e quatro assistências, e Reggie Jackson, com 23 pontos. Pelo time texano, Tony Parker antou 16 pontos e sete assistências, e Kawhi Leonard conferiu 14 pontos e dez rebotes.

PG – Cory Joseph

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho – Poupado no último jogo contra o Warriors, Tim Duncan pode ser a resposta para equilibrar o jogo contra o Thunder, que conta com um jogo forte de fora do garrafão. O experiente ala-pivô tem média de 14 pontos e nove rebotes por exibição na temporada. Em sua última atuação, na vitória sobre o Phoenix Suns, Duncan anotou 17 pontos e 13 rebotes.

PG – Russell Westbrook/Reggie Jackson

SG – Thabo Sefolosha

SF – Kevin Durant

PF – Serge Ibaka

C – Kendrick Perkins

Fique de Olho – Há quem diga que Reggie Jackson seja o novo James Harden do Thunder. O atleta de apenas 23 anos de idade vem mostrando seu potencial, com médias de 12,2 pontos por exibição nesta temporada. No último jogo, contra o Bulls, o armador fez 18 pontos.

Anúncios

Spurs (21-5) @ Warriors (14-13) – Eles resolvem

104×102https://i2.wp.com/i884.photobucket.com/albums/ac50/glaglauber/Logos%20NBA/GoldenStateWarriors.jpg

Desfalcado de sua três principais estrelas, o San Antonio Spurs visitou, nesta quinta-feira (19), o Golden State Warriors, em um compromisso que, pela lógica, era dada praticamente como uma derrota certa. Mas utilizando seu “time B”, os texanos surpreenderam, comandaram o placar durante boa parte da partida e conseguiram fechar o jogo nos segundos finais, graças a Tiago Splitter, autor da cesta final da vitória por 104 a 102.

Mills e Belinelli foram bem sem o “Big Three” (Rocky Winder/NBAE Getty Images)

Poupados

Como esta era a segunda partida de um back-to-back fora de casa – e como o Spurs enfrenta o líder Thunder no sábado (21) – o técnico Gregg Popovich usou do mesmo expediente que já causou polêmica na temporada passada. O treinador ignorou a transmissão em rede nacional nos Estados Unidos e poupou Tim Duncan e Manu Ginobili do confronto. Eles se juntaram a Tony Parker, lesionado, como desfalques do time.

Diaw brilhou na hora decisiva (Rocky Winder/NBAE Getty Images)

Novo “Big Three

Com a ausência das estrelas, o protagonismo ficou em mãos diferentes. Com 21 e 20 pontos, respectivamente, Kawhi Leonard e Patty Mills anotaram suas maiores pontuações na temporada até o momento. Marco Belinelli foi o cestinha, com 28 pontos, e não só marcou sua maior produção ofensiva no ano, como estabeleceu seu novo recorde na liga americana.

Bolas de 3

Principal arma da equipe do Warriors nas últimas temporadas, as bolas de três pontos não caíram como de costume para a equipe de Oakland. Com erros em muitos arremessos, muitas vezes até livres de marcação, foram apenas oito acertos em 31 tentativas, combinando para um baixo aproveitamento de 25,1%. Principais arremessadores do elenco, Stephen Curry registrou 6-16 do perímetro, enquanto Klay Thompson ficou com 1-7.

Boris Diaw

Claramente acima de seu peso ideal, Boris Diaw muitas vezes parece um jogador lento e preguiçoso em quadra. Mas quando se mostra interessado, o francês surpreende e se torna decisivo com todo o seu talento e habilidade. Embora seus números (nove pontos, seis assistências e três rebotes) não chamem tanto a atenção, o “gordinho” teve grande peso – com o perdão do trocadilho – na hora em que o time mais precisou, com cestas e rebotes importante no último quarto, quando os colegas mostraram nervosismo na hora da decisão.

O camisa #33 também foi o responsável por um belíssimo toco em Curry nos minutos finais. Mesmo sozinho na defesa em um contra-ataque contra três adversários, o ala-pivô aguardou a decisão do armador e impediu a bandeja, surpreendendo o adversário.

Tapinha!

Tiago Splitter fazia uma partida fraca, até então com apenas dois pontos anotados em lances livres. Mas foi dele a cesta que decretou a vitória para os texanos. Depois de Marco Belinelli falhar no arremesso e Boris Diaw, em seguida, errar a bandeja no rebote ofensivo, o brasileiro apareceu com um tapinha salvador, a 2,1 segundos do final.

O lance foi contestado pelos jogadores do Warriors, que pediram interferência ofensiva do pivô brasileiro na jogada, mas a arbitragem sequer paralisou o jogo para rever a jogada e confirmou os dois pontos que deram números finais ao confronto.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Marco Belinelli – 28 pontos

Kawhi Leonard – 21 pontos e 10 rebotes

Patty Mills – 20 pontos

Golden State Warriors

David Lee – 32 pontos e 13 rebotes

Stephen Curry – 30 pontos e 15 assistências

Andrew Bogut – 8 pontos e 18 rebotes