Spurs (12-1) vs Cavaliers (4-10) – Mais uma vítima

126×96

Em um duelo que poderia ser difícil, o San Antonio Spurs simplificou as coisas e venceu, em casa, o Cleveland Cavaliers por 126 a 96, larga vantagem, na noite de sábado (23). Como disse o técnico Gregg Popovich após a partida, “eles não são ruins como pareceram nesta noite, e nós não somos tão bons quanto parecemos. Nós apenas tivemos um daqueles jogos positivos, e eles um negativo”. Com o triunfo, o time texano igualou seu melhor começo de temporada da história, com 12 vitórias em 13 partidas – para bater o recorde, é preciso que a equipe vença o próximo confronto, na segunda-feira, contra o New Orleans Pelicans.

Green foi o cestinha do Spurs (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

Da linha dos 3

Ponto muito forte do Spurs, a defesa foi um fundamento que assegurou a vitória no sábado. Colocando muita pressão no chutadores de Cleveland, o time de San Antonio fez o Cavaliers ter 30% de aproveitamento nos arremessos de fora, que são um ponto forte do time de Ohio. Enquanto isso, o ataque a equipe texana converteu 67% das bolas tentadas de três pontos.

Mills teve boa atuação (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

Equilíbrio

Outro fator essencial para a vitória foi o coletivo do Spurs: o fato é que o time do Texas teve todos seus jogadores contribuindo com, no mínimo, seis pontos e um rebote, dividindo as atenções da defesa do Cavaliers, que não podia bobear com nenhum adversário. O banco da equipe de San Antonio marcou 69 pontos, o que fez com que Popovich ficasse muito tranquilo para fazer a rotação do seu elenco.

Duelo brasileiro

No duelo particular de brasileiros entre Tiago Splitter e Anderson Varejão, ambos tiveram atuação muito equilibrada, marcando dez e nove pontos, respectivamente. Os dois terminaram a partida deste sábado com 80% de aproveitamento nos arremessos de quadra, diferenciando a produção ofensiva de um para outro nos lances livres (dois convertidos pelo jogador do Spurs, contra um do atleta do Cavs).

Nos rebotes e nos minutos em quadra, o equilíbrio foi grande também: o dono da casa ficou apenas dez minutos em quadra e pegou quatro rebotes, e o visitante teve 12 minutos e seis rebotes. Com o desempenho sólido, o pivô titular do time texano continua com sua boa sequência na temporada, errando pouquíssimas bolas.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Danny Green – 17 pontos e 4 rebotes

Patrick Mills – 15 pontos e 3 assistências

Tony Parker – 12 pontos e 7 assistências

Cleveland Cavaliers

Andrew Bynum – 16 pontos e 6 rebotes

Kyrie Irving – 15 pontos e 4 assistências

Matthew Dellavedova – 14 pontos e 4 roubos de bola

Anúncios

Publicado em 24/11/2013, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. tony parker perdeu dividida pra Matt bonner , não gostou e recusou receber a pelota. kkkkk

  2. Finalmente o Mills tem minutos! Muito contente por ele! Grande jogador!

  3. Dodo Spurs

    posso falar com toda a certeza do mundo que não há programação melhor para se fazer aqui em San Antonio, do que assistir o jogo do Spurs!

    mais um jogo decidido pela grande filosofia de Popovich, de passar, passar, passar, passar, passar, passar, e depois arremessar quando a defesa já estiver cansada!

    achei bacana todos os jogadores terem pontuado, assim eles pegam mais confiança e dão um descanso para o time titular!

    GO SPURS GO!

  1. Pingback: Vídeo: bandeja reversa de Ginobili | Destino Riverwalk

  2. Pingback: Spurs (12-1) vs Pelicans (6-6) – Temporada Regular | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s