Spurs (7-1) @ Sixers (4-4) – Agregando valor ao resultado

109×85

O San Antonio Spurs viajou até a Pensilvânia para enfrentar a equipe do Philadelphia 76ers na noite desta segunda-feira (11) e se saiu muito bem. Mesmo sem  poder contar com o ala-pivô Tim Duncan, que foi poupado pelo treinador Gregg Popovich, a equipe texana deixou a quadra com a vitória por 109 a 85. Confira, a seguir, os destaques da partida:

O jogo marcou o reencontro entre Gregg Popovich (à direita) com Brett Brown (à esquerda) (NBAE/Getty Images)

O jogo marcou o reencontro entre Gregg Popovich e Brett Brown (NBAE/Getty Images)

No Duncan, no problem

Mesmo sem um dos principais jogadores de seu elenco, o Spurs não sofreu em quadra. Jogando contra uma equipe que contém somente Spencer Hawes como perigo dentro do garrafão, Tiago Splitter, Boris Diaw e Jeff Ayres deram conta do recado, sendo ajudados pela presença de Kawhi Leonard, líder na coleta de rebotes pela equipe.

Ayres mostrando ser um bom reforço (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

Danny ‘Three’ Green

Em mais um jogo em que foi o cestinha, Danny Green manteve sua pontaria afiada. Das sete tentativas dos três pontos, acertou cinco vezes, desafogando um pouco o ataque do Spurs. Esse é o segundo jogo seguido que o ala é o maior pontuador do time na temporada.

Planejamento

Como citado acima, mesmo sem Tim Duncan jogando, a equipe não sentiu tanto sua falta devido às outras peças dentro do elenco. Nesta temporada, o mesmo ocorre para todas as posições. Com os reforços de Jeff Ayres e, principalmente, Marco Belinelli, o técnico Gregg Popovich pode ser dar ao luxo de descansar os principais jogadores durante as partidas, como Tony Parker e Manu Ginobili, sendo possível ainda testar novas formações, principalmente para o perímetro.

Adaptação rápida

Não que Jeff Ayres e Marco Belinelli sejam jogadores espetaculares, mas havia uma boa impressão sobre ambos antes do início da temporada, e eles vêm mostrando que merecem vestir a camisa da franquia texana. O primeiro, se não é espetacular na hora de atacar a cesta, é muito inteligente na hora de passar a bola, além de ser muito bom na defesa. O segundo, cada vez mais adaptado à maneira do Spurs de jogar, mantém uma boa regularidade na pontuação, passando bem a bola e ajudando muito na defesa.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Danny Green – 18 pontos e 7 rebotes

Tony Parker: 14 pontos e 9 assistências

Kawhi Leonard – 13 pontos e 8 rebotes

Marco Belinelli – 12 pontos e 6 rebotes

Tiago Spliiter – 11 pontos e 6 rebotes

Philadelphia Sixers

Evan Turner – 20 pontos

Spencer Hawes – 17 pontos e 13 rebotes

Tony Wroten – 13 pontos

Anúncios

Sobre Vinicius Nordi Esperança

Mestrando da UFSCar. Desenvolvedor web. Spursnático e Palmeirense sofredor. email: viniciusnordiesperanca@gmail.com

Publicado em 12/11/2013, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. danilovboas

    O Denis do Bola Presa falou uma coisa no minipreview da temporada que é a pura verdade: O Spurs vai passar a temporada toda fazendo testes, descansando jogadores, dando oportunidade pros role-players e ainda assim vai ganhar a divisão mais difícil da NBA. Time é tudo.

  1. Pingback: Spurs (8-1) vs Wizards (2-6) – Banco se destaca | Spurs Brasil

  2. Pingback: Sinal amarelo para Duncan? | Spurs Brasil

  3. Pingback: Spurs (53-16) vs Sixers (15-55) – Temporada Regular | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s