Arquivo diário: 03/11/2013

Leonard acerta com a Jordan Brand

Kawhi Leonard continua ganhando espaço como candidato a estrela na NBA. De acordo com reportagem do site americano Spurs Nation, o ala do San Antonio Spurs assinou contrato com a Jordan Brand para fazer parte do clube exclusivo da empresa. O jogador já utilizava calçados da marca durante as partidas, mas só agora o faz de maneira oficial.

Leonard em ação contra o Blazers (NBAE/Getty Images)

“Tenho usado Jordans desde que eu comecei a jogar, de verdade. Estou animado por eles decidirem me trazer para o clube”, disse Leonard, antes da derrota do Spurs para o Portland TrailBlazers, neste sábado (2). O ala anotou nove pontos em 26:26 minutos no jogo.

Além de Leonard, o clube exclusivo da Jordan Brand recentemente ganhou os “reforços” de Cody Zeller, do Charlotte Bobcats, Otto Porter Jr., do Washington Wizards, e Victor Oladipo, do Orlando Magic. Carmelo Anthony, do New York Knicks, Russell Westbrook, do Oklahoma City Thunder, e Blake Griffin e Chris Paul, do Los Angeles Clippers, são outros membros do grupo.

A linha Jordan Brand é produzida por Michael Jordan desde 1985.

Anúncios

Spurs (2-1) @ Blazers (2-1) – Quarteto fantástico… deles!

105×115

O San Antonio Spurs viajou até o Oregon na madrugada deste domingo (3) e, diante do Portland TrailBlazers, conheceu sua primeira derrota na temporada ao perder por 115 a 105. Nem mesmo o retorno de Tim Duncan, que havia sido poupado na vitória diante do Los Angeles Lakers, foi capaz de fortalecer o time texano, que foi dominado pelo adversário.

Jogo marcou a volta de Duncan ao time (NBAE/Getty Images)

Sem resposta

O Blazers teve quatro jogadores atuando acima da média na partida: os armadores Damian Lillard e Wesley Matthews e os alas Nicolas Batum e LaMarcus Aldridge. Combinados, eles somaram nada menos do que 80 dos 115 pontos do adversário. Em nenhum momento do jogo o Spurs mostrou resposta defensiva às armas do adversário, que pontuou com certa tranquilidade – fator que corroborou para o resultado.

Atuação de Parker não foi o bastante (NBAE/Getty Images)

Pouco tempo, participação nula

Dois titulares do Spurs acabaram muito mal: o ala-armador Danny Green e o pivô Tiago Splitter. Ambos tiveram seus minutos limitados pelo treinador Gregg Popovich e, quando estiveram em quadra, tiveram atuação muito abaixo do normal. Ambos saíram do jogo sem pontuar e com um desempenho combinado de nenhum acerto em cinco arremessos tentados. O brasileiro, que ficou 18 minutos em quadra, ainda pegou quatro rebotes, contra nenhum do companheiro, que atuou por 17 minutos.

Um bom banco

Se houve fatores ruins na derrota, há de se destacar que o banco de reservas do Spurs novamente fez boa participação, adicionando 55 pontos durante toda a partida. A grata surpresa foi Marco Bellineli, que fez ótimo jogo e somou 19 pontos acertando todos os três arremessos que tentou da linha dos três pontos. Manu Ginobili, com 11 pontos, e o Boris Diaw, com 14, também foram destaques.

Vão ter mais chance?

A má fase de Splitter, que se arrasta desde os playoffs da temporada passada, pode acabar abrindo brechas para três jogadores: Diaw esteve em quadra durante 30 minutos, indicando confiança de Greg Popovich, como usual; já Jeff Ayres e Aron Baynes não atuaram por tanto tempo, mas fizeram, dentro do possível, boas partidas. A luz está amarela para o brasileiro.

Ainda fora

O Spurs segue sua caminhada pelo Noroeste dos Estados Unidos, desta vez indo ao Pepsi Center, na próxima terça-feira, para enfrentar o Denver Nuggets.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 24 pontos e 7 rebotes

Marco Bellineli – 19 pontos, 4 assistências e 3 rebotes

Tony Parker – 17 pontos e 9 assistências

Boris Diaw – 14 pontos, 5 rebotes e 4 assistências

Portland Trail Blazers

Damian Lillard – 25 pontos, 7 assistências e 7 rebotes

LaMarcus Aldridge – 24 pontos e 7 rebotes

Wesley Matthews – 20 pontos e 3 rebotes

Nicolas Batum – 11 pontos, 12 rebotes e 11 assistências