Arquivo diário: 20/10/2013

Pop se revolta após lance envolvendo Parker e câmera

Na noite de sábado (19), Tony Parker deixou a quadra no terceiro quarto da derrota do San Antonio Spurs para o Miami Heat após bater o dedo da mão esquerda na câmera de um profissional que estava posicionado perto da linha de fundo da American Airlines Arena. De acordo com reportagem do site americano Spurs Nation, o lance revoltou Gregg Popovich, técnico da franquia texana, que falou sobre o ocorrido após a partida.

Parker se machucou durante o jogo (Issac Baldizon/nba.com/heat)

“É um perigo esperando para acontecer. É como quando você está em seu bairro. Você não se cansa de dizer que precisam colocar uma placa de ‘pare’, mas eles não mudam até uma criança ser morta. Só aí que eles colocam a placa. Alguém vai ser machucar seriamente um dia por um desses caras, e aí o inferno vai vir à tona”, disse Pop.

Não é a primeira vez que o Spurs sofre com incidentes do tipo. Na temporada passada, Stephen Jackson torceu o tornozelo ao tropeçar em uma garçonete no Madison Square Garden, em jogo contra o New York Knicks. E, em 2010, George Hill sofreu lesão parecida ao cair sobre um fotógrafo no American Airlines Center durante duelo com o Dallas Mavericks.

Felizmente, está tudo bem com a mão de Parker. A saúde do armador é uma das grandes preocupações da torcida texana no momento, já que ele voltou a sentir dores musculares durante a campanha que rendeu à França o título do Eurobasket.

Anúncios

Spurs (2-3) @ Heat (4-2) – Reencontro de finalistas

96×121

Em sua volta ao American Airlines Arena após a fatídica final da temporada 2012/2013 da NBA, o San Antonio Spurs foi derrotado pelo atual campeão neste sábado (19), pelo placar de 121 a 96. Mesmo sem LeBron James, o Miami Heat atropelou o adversário e contou com uma bela exibição de Dwyane Wade, que estava com a mão calibrada, anotando 25 pontos em 26 minutos. Confira a seguir os destaques do jogo:

Heat levou a melhor sobre o Spurs (Issac Baldizon/nba.com/heat)

O desempenho

Apesar da grande diferença de pontuação, o Spurs apresentou uma boa exibição de fora do garrafão. Kawhi Leonard anotou 17 pontos, Marco Belinelli adicionou 15 e Manu Ginobili marcou. Outros alas e armadores, no entanto, deixaram um pouco a desejar: Danny Green fez seis pontos em 18 minutos, e Tony Parker zerou no mesmo tempo de quadra.

O garrafão texano foi fraco e deixou Chris Bosh jogar como queria, terminando a partida com 17 pontos. Tim Duncan jogou 21 minutos e marcou apenas nove pontos, enquanto Tiago Splitter anotou o mesmo número de pontos em 15 minutos. Boris Diaw, Aron Baynes e Jeff Ayres somaram cinco, oito e sete pontos, respectivamente.

O Heat venceu todas as parciais do jogo. O primeiro tempo terminou 32 a 22 para o time da casa, o segunda 34 a 30, o terceiro 36 a 34 e o último 19 a 14.

Wade estava inspirado (Reprodução/miamiherald.com)

Revivendo as finais

Todo fã de basquete provavelmente acompanhou os sete jogos dramáticos da última final da NBA, disputada entre Spurs e Heat. Porém, quem esperava sentir as emoções daqueles jogos decisivos acabou se decepcionando neste embate. O atual campeão, jogando em casa,  atropelou o time texano. Mesmo sem LeBron James, que foi o MVP da temporada passada, o time da Flórida manteve sua postura de campeão. Dwyane Wade mostrou todo seu talento e marcou 25 pontos em 26 minutos, convertendo dez arremessos de 14 tentados no duelo. Além da boa pontuação, o ala-armador terminou o jogo com sete assistências e quatro rebotes.

Além do ala, outro destaque do Heat foi James Jones, que terminou a partida com 18 pontos, quatro rebotes e duas assistências.

Estatísticas

Durante a partida, o Spurs apresentou baixo rendimento nos arremessos. O time texano registrou 30 tiros certos de 73 tentados, com 41% de aproveitamento. Nas bolas de três pontos, foram arriscadas 24 bolas e somente 11 atingiram o alvo: com 45% de aproveitamento.

Mas nem tudo foi ruim na partida. A equipe texana mostrou um bom aproveitamento da linha de lances livres. Foram 25 certos de 27 chutados, com 92% de aproveitamento. Os responsáveis por esses dois erros foram Tony Parker, com 0-1, e Tim Duncan com 5-6. Do restante, Kawhi Leonard, Tiago Splitter, Manu Ginobili,  Marco Belinelli e Jeff Ayres foram 100%.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 17 pontos

Marco Belinelli – 15 pontos e 4 rebotes

Manu Ginobili – 13 pontos e 4 assistências

Miami Heat

Dwayne Wade – 25 pontos, 7 assistências e 4 rebotes

James Jones – 18 pontos e 4 rebotes

Chris Bosh – 17 pontos

Michael Beasley – 12 pontos

Norris Cole – 10 e 6 assitências