Splitter divulga comunicado após eliminação do Brasil

A Seleção Brasileira masculina de basquete foi eliminada da Copa América com quatro derrotas em quatro jogos, caindo já na primeira fase da competição, disputada em Caracas (VEN), e agora depende de um convite para jogar o Mundial do ano que vem, que acontecerá na Espanha. Após o revés da equipe nacional, Tiago Splitter, pivô do San Antonio Spurs, publicou um comunicado por meio de seu perfil pessoal no Twitter.

Dessa vez, Splitter não esteve na Seleção (Pool/Getty Images)

O jogador, aparentemente, falou em resposta ao técnico Rubén Magnano, que culpou os jogadores que pediram dispensa da Seleção pelo fiasco em Caracas. Splitter, que havia se encontrado com Magnano em abril mas depois decidiu não jogar a Copa América, lembrou de quando se apresentou à equipe nacional mesmo vivendo problemas físicos ou pessoais.

Confira, a seguir, o comunicado de Splitter na íntegra: 

“Queria mandar um forte abraço a todos companheiros da seleção Brasileira! Sei que deram o máximo dentro da quadra! Sao grandíssimos jogadores e com muita experiência nos campeonatos mais importantes do planeta. Por um ou outro motivo a coisa nao deu certo.

Alguns falaram que a culpa foi dos jogadores que não foram. Com relação a minha pessoa , realmente dificil de entender depois de 13 anos representando meu pais! … Lembro que quando nao estava na minha melhor forma e totalmente no sacrifício, fui criticado por jogar abaixo do que podia…

Lembro que quando nasceu meu filho fui diretamente aos treinamentos e passei os primeiros 2 meses longe da familia…

Lembro que quando minha irmã estava vivendo seu ultimos dias de vida , lá estava eu, representando meu país!

Sempre ganhamos juntos e principalmente perdemos juntos. Foram muitas vitórias e várias derrotas doídas. Na derrota é onde nos conhecemos melhor e nunca qualquer um de nós apontou o dedo para o outro , ao contrário, nos uníamos mais ainda.

Sei exatamente como estão se sentindo meus companheiros de seleção depois de passarem mais de 50 dias longe da familia, em regime de concentração, treinando. Terão sempre a minha solidariedade e apoio que sempre tive de todos eles. 

Em alguns meses estaremos todos juntos outra vez. Agora é a hora de refletir e pensar em um futuro melhor.

Minha trajetória na seleção sempre foi pautada no respeito, sinceridade, comprometimento e coragem. Somente a total falta de conhecimento poderia gerar estas declarações deslocadas da realidade.

Tiago Splitter” (sic)

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é editor assistente do UOL Esporte. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 05/09/2013, em Notícias. Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. So uma correcao, o Magnano fez questao de nao usar a palavra “culpados”, mas sim “responsaveis”. Na minha opiniao, acho que a situacao do Splitter eh ok pois foi a 1a convocacao que ele nao pode atender!!!

  2. Culpados ou responsáveis…chame do que quiser…mas a responsabilidade no meu ponto de vista cai em cima de quem estava em quadra…e vamos combinar…um baita time! Falar que a questão foi os jogadores que não foram é menosprezar o enorme talento que compareceu…emfim…aprender a lição e continuar levando o nosso basquete ao lugar que merece!

  3. A seleção brasileira fica muito fraca sem a referencia do Splitter na frente, isso é muito fato, não tem um pivô de qualidade para fazer a função como titular. Mas acha que a critica do professor, foi mais em rezão de ter Nenê e Leandrinho se dizendo brasileiros e nunca participando de nada, e é bom que nem participem, em 3 jogos que vi o Leandrinho chamando a responsabilidade pra decidir o Brasil foi eliminado. Cara entra na NBA e vira estrelinha.
    Essa Copa America foi vergonhosa, pq o time que tínhamos em quadra não era pra 4 derrotas, principalmente contra Uruguai e Jamaica…
    Espero que venha o convite. E espero que fique a lição pras Olimpiadas.

  4. Philipe Alves Rosa

    Realmente fiquei um pouco chateado com a ausência de Splintter, sou fã declarado do jogador e o principal motivo para isso é o que ele expôs na nota “nunca havia dito não a seleção, mesmo quando aquilo lá era uma bagunça”.

    Infelizmente desta vez não deu certo e ele tem sim uma parcela de culpa, junto com Lucas Bebe (rauzinho estava envolvido na mesma situação que ele e não disse não”), Faverani (já chegou na NBA abrindo mão da seleção).

    Quanto ao Leandrinho, Varejão e Nenê estavam ou em recuperação ou passaram a temporada se arrastando, como foi o caso do Nenê. Sei que a temporada foi muito cansativa para o Splintter, mas foi mais pesada ainda para o Parker, que jogou por mais tempo e teve várias pequenas lesões durante o ano (inclusive terminou as finais da NBA se arrastando), mas lá está ele defendendo a França.

    NÃO VAMOS FICAR AGORA JOGANDO A CULPA UNS NOS OUTROS, VAMOS ASSUMIR A RESPONSABILIDADE PELAS DECISÕES E TENTAR MUDAR O FUTURO.

    A profissão que Splintter escolheu exige alguns sacrifícios e ele é um dos casos que está sendo bem remunerado por isso. CONTINUO SEU FÃ E ESPERO VÊ-LO JUNTO COM OS OUTROS NO RESGATE DO BASQUETE BRASILEIRO. ESPERO QUE TODOS FAÇAM UM COMPROMISSO POR UMA MEDALHA NAS OLIMPÍADAS.

    AT

  1. Pingback: Splitter pretende jogar pelo Brasil se estiver saudável | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s