Arquivo diário: 26/08/2013

O que os números dizem sobre playoffs para o Silver Stars

Quais as chances do San Antonio Silver Stars jogar os playoffs? São poucas (mais para frente, você vai ver que apenas uma), sim, uma vez que o time ocupa a quinta colocação na Conferência Oeste, com dez vitórias e 17 derrotas. Acima, estão o Phoenix Mercury, terceiro, com 14 vitórias e 13 derrotas, e o Seattle Storm, quarto na tabela, que apresenta 13 vitórias e 14 derrotas. Abaixo, se encontra o Tulsa Shock, com nove vitórias e 19 derrotas.

Silver Stars, de Jia Perkins, tentam dar o último gás (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

A equipe texana tem em sua agenda mais sete partidas até o dia 15 de setembro, quando os últimos confrontos da temporada regular de 2013 acontecem. Os adversários são Seattle Storm, Tulsa Shock, Los Angeles Sparks, Phoenix Mercury e Atlanta Dream. Caso o improvável aconteça e todos esses jogos terminem em vitória para o Silver Stars, a campanha do time será 17-17, ou 50% de aproveitamento. Vale ressaltar que isso já aconteceu por muito menos.

Para o que está por vir minhas apostas são, por ordem de partida:

27 de agosto – vitória contra o Seattle Storm*
30 de agosto – vitória contra o Tulsa Shock
31 de agosto – derrota contra o Los Angeles Sparks
06 de setembro – derrota contra o Phoenix Mercury**
08 de setembro – vitória contra o Tulsa Shock
13 de setembro – vitória contra o Phoenix Mercury**
15 de setembro – derrota contra o Atlanta Dream

* Silver Stars e Storm já se enfrentaram quatro vezes nessa temporada, com duas vitórias para cada. No domingo (25), quem se deu melhor foram as garotas de Dan Hughes.

** Em relação ao Mercury, acredito que ao menos uma vitória pode surgir, já que o time anda bem instável. O perigo está em seu poder de decisão, principalmente com Diana Taurasi.

Sendo assim, o time de San Antonio terminaria a temporada com 14 vitórias e 20 derrotas. Ainda seria muito pouco, porque o Seattle Storm também tem sete compromissos antes do final da temporada, e mesmo que perdesse cinco destes (já que três são contra o Minnesota Lynx e dois contra o Tulsa Shock – para o qual perdeu todos os seus jogos em 2013) sua campanha seria 15-19, garantindo-lhe a quarta colocação e a vaga final nos playoffs.

O Phoenix Mercury já está praticamente garantido na segunda fase, e o Tulsa Shock está em um buraco mais fundo do que o do Silver Stars, o que evita uma situação pior. No entanto, esse tipo de coisa acontece com praticamente todo time. No ano passado, a vítima foi o Phoenix Mercury, que hoje deu a volta por cima – mesmo que não tão bem – e tem algumas das jogadoras mais cobiçadas no basquete feminino.

Por isso, meus amigos, não quero desanimar ou acabar com as esperanças, mas vamos acompanhar o Silver Stars para torcer por um 2014 com um retorno triunfal de Becky Hammon e Sophia Young, porque em 2013 as chances dependem de sete derrotas seguidas do Seattle Storm (o que não aconteceu até agora na temporada) ou sete vitórias seguidas de Danielle Robinson e suas companheiras (o que também não aconteceu até o momento).

E se você está com complexo de Caetano Veloso chorando aos cantos “e agora, o que faço dessa vida sem você?” – tipo eu – continue assistindo aos demais jogos do Silver Stars e escolha uma outra equipe para acompanhar. Minhas dicas: Chicago Sky – que alcançou sua primeira vaga nos playoffs na história -, Phoenix Mercury – pela conjunto que vale a pena assistir -, Minnesota Lynx – proporciona momentos agradáveis com basquete de qualidade – e Atlanta Dream – será que será capaz de chegar a uma final mais uma vez e vencer?

Parker volta a se machucar atuando pela França

Tony Parker, astro do San Antonio Spurs, tem enchido os torcedores da franquia texana de preocupação desde o fim da temporada 2012/2013 da NBA. De acordo com reportagem do site americano Project Spurs, o armador machucou, nesta segunda-feira (26), o mesmo joelho direito que havia lesionado em um treino da seleção francesa, em partida em que sua equipe, jogando em casa, perdeu para a Espanha por 85 a 84.

Parker se lesionou em partida contra a Espanha (Fiba Europe/Castoria/Metlas)

Parker se lesionou em partida contra a Espanha (Fiba Europe/Castoria/Metlas)

Segundo o jornal francês L’Equipe, Parker passará por uma ressonância magnética no joelho nesta terça-feira para avaliar se há alguma lesão séria. Contra a Espanha, o armador liderou sua seleção ao anotar 29 pontos – 26 deles após o intervalo. O armador, no entanto, errou o arremesso de três pontos que daria a vitória a Les Bleus.

Se não for cortado, Parker, que vinha sofrendo com problemas físicos no fim da última temporada, disputará o Eurobasket, na Eslovênia, entre os dias 4 e 22 de setembro. A competição dará seis vagas para o Mundial do ano que vem. Depois disso, o armador terá pouco tempo para descansar, já que a pré-temporada do Spurs começa no dia 1º de outubro.

Tracy McGrady anuncia aposentadoria da NBA

A temporada 2012/2013 foi a última de Tracy McGrady, que disputou os playoffs com o San Antonio Spurs, na NBA. Nesta segunda-feira (26), o jogador anunciou, por meio de seu Twitter pessoal, que se aposentou da liga profissional americana de basquete. Ainda não se sabe, no entanto, se o ala vai deixar o esporte ou se vai jogar em outro país.

Valeu, T-Mac! (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

Na última temporada, McGrady, que foi contratado na reta final da temporada regular, disputou seis jogos pelo Spurs, todos nos playoffs, e apresentou médias de 1,3 rebotes e 1,2 assistências em 5,2 minutos por exibição – ele não chegou a anotar cestas pela equipe texana. Antes disso, ele vinha atuando pelo Qingdao Eagles, da China, time em que obteve, em média, 25 pontos, 7,2 rebotes e 5,1 assistências em 31,6 minutos por jogo.

Ainda neste mês, surgiu a notícia de que T-Mac iria escolher entre a NBA e o basquete chinês. Por isso, se continuar atuando, é possível que seu destino seja o país asiático mais uma vez.

Com a saída de McGrady, contratado para o lugar de Stephen Jackson, dispensado por indisciplina, o elenco do Spurs continua com uma vaga aberta para a temporada 2013/2014.

Veja quem pode chegar e quem pode deixar o San Antonio Spurs